Rio autoriza permanência nas praias e acaba com toque de recolher

As novas medidas têm validade até o dia 20 de maio

O município do Rio de Janeiro autorizou a permanência de pessoas e o comércio nas areias das praias da cidade em todos os dias, inclusive fins de semana e feriados. Também foi suspenso o toque de recolher nas ruas das 23h às 5h. As novas medidas têm validade até o dia 20 de maio. As medidas de restrição estavam em vigor desde março, com o objetivo de conter a pandemia de covid-19, mas perderam a validade com a publicação de um novo decreto hoje (7) pela prefeitura do Rio de Janeiro.

Japeri: Vereador denunciado pelo Ministério Público Federal em ação de improbidade administrativa aponta o dedo para a Prefeitura

Quem viu o vereador Marcio Rodrigues Rosa, mais conhecido no município de Japeri como Marcio Bibi usar a Tribuna da Câmara para falar em supostas irregularidades na administração da prefeita Fernanda Ontiveros, até gostou e chegou a apostar que, enfim, uma voz oposicionista se fazia ouvir naquele plenário. Enquanto o governo retruca nas redes sociais, dizendo que a fala do parlamentar se dera "sem base e sem prova", uma ação por improbidade administrativa proposta contra ele pelo Ministério Público Federal, voltou a ganhar espaço.

Trata-se do processo 0000920-89.2011.4.02.5110/RJ, ajuizado na 6ª Vara Federal de São João de Meriti, no qual Marcio Bibi teve como advogado o ex-prefeito Carlos Moraes Costa. Na ação o procurador da República Leonardo Gonçalves Juzinskas – para reparar possíveis dados ao erário –, requereu a alienação de um veículo modelo Corolla de propriedade do hoje vereador, avaliado na época da penhora – 22 de agosto de 2019 – em R$ 60.940,00, pedido que foi acatado pelo juiz Marcio Solter.

Empresa é obrigada a retirar resíduos poluidores em Jardim Gramacho

Decisão liminar atende a pedido do MPF, que busca reparação de danos ambientais no bairro de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense

Atendendo a pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal concedeu liminar determinando que a empresa Alefar RJ Comércio de Plásticos Ltda e sua proprietária, Alessandra Monteiro dos Santos, promovam a retirada de todos os resíduos potencialmente polidores da sede da empresa, onde hoje funciona a Cooperativa de Materiais Recicláveis, e abstenham-se de novas intervenções na área.

Presidente da Câmara de Silva Jardim admite falta de transparência e responde questionamento com ironia

Elizeu Pires

Alguém precisa dizer ao vereador Henrique Gouveia (foto), presidente da Câmara Municipal de Silva Jardim - minúscula cidade do interior do estado do Rio de Janeiro-, que ele não está acima da lei, e que tem sim que dar satisfação dos atos praticados pela mesa diretora da Casa e do gasto do dinheiro público, disponibilizando em site oficial os dados para que o cidadão interessado possa fazer o controle social, garantido a toda e qualquer pessoa por força de lei.

MPF denuncia o ex-deputado Adrian Mussi e mais dois por peculato em caso de uso indevido de verba parlamentar

Adrian é irmão do ex-prefeito de Macaé, Riverton Mussi O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-deputado federal Adrian Mussi Ramos, a servidora pública Denise Conceição dos Santos Moura e o empresário Evandro de Carvalho e Silva por apropriação indevida de dinheiro público proveniente da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), cujo destino era a cobertura de despesas com aluguel de veículos. A investigação teve início a partir de reportagens publicadas pelo programa televisivo Fantástico, em 2013, que tinha como objetivo apurar as possíveis irregularidades praticadas pelo ex-deputado na utilização da CEAP.

De acordo com a reportagem publicada em setembro de 2013, o ex-deputado Adrian Mussi recebeu recursos públicos oriundos da CEAP, a título de reembolso por despesas efetuadas com o aluguel de veículos de propriedade da empresa D C S Moura ME, que seria aparentemente fantasma, constituída por Denise Conceição Moura em 2011. A investigada, que é servidora pública da Prefeitura de Macaé, teria sido nomeada para o cargo de assessora funcional da Secretaria de Administração da Prefeitura de Macaé em setembro de 2011, pasta então ocupada por Carla Ramos Mussi, irmã do ex-deputado Adrian Mussi.

Santa Maria Madalena: OS já recebeu R$ 22,7 milhões, mas Prefeitura não revela o efetivo contratado nem a planilha de custos das unidades de saúde geridas pela contratada

Elizeu Pires

Pequena em tamanho, grande em falta de transparência. Assim pode ser classificado Santa Maria Madalena, um pequeno município do interior do estado do Rio de Janeiro, que em vez de tocar o setor de saúde com mão de obra própria, resolveu terceirizar o serviço, pagando carro por isso, sem que fique claro o número de profissionais contratados, quanto cada um custa aos cofres da municipalidade e qual o salário efetivamente pago a eles.

Bolsonaro nega omissão sobre covid e acena à China após levantar dúvidas sobre origem do vírus

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na noite de ontem (5) que nunca se omitiu no combate à covid-19 e fez afagos à China, primeiro país a sofrer com a pandemia. "Eu sempre respeitei o vírus. Sempre desafiei a mídia a mostrar um áudio ou vídeo meu dizendo que era uma gripezinha", afirmou, em entrevista concedida no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

O presidente foi ao Rio à tarde para encontrar o governador Cláudio Castro (PSC) e antes de embarcar de volta para Brasília encontrou-se com Robson Nascimento de Oliveira, libertado após dois anos preso na Rússia. Ele foi para aquele país como motorista do jogador de futebol Fernando e acabou preso ao transportar, a pedido do patrão, um medicamento que é legal no Brasil e proibido na Rússia. Com a intervenção do governo brasileiro, Oliveira foi libertado no último domingo (2).

Claudio Castro recebe visita de Bolsonaro quatro dias após posse como governador do Rio

Em meio aos trabalhos da CPI da Covid, iniciados nesta semana no Senado, o presidente Jair Bolsonaro esteve no Rio nesta quarta-feira (5), para visitar o governador Cláudio Castro (PSC). Efetivado no cargo no último fim de semana, após o impeachment de Wilson Witzel (PSC), Castro é um dos poucos mandatários estaduais tidos como aliados do presidente.

Bolsonaro chegou ao Palácio Laranjeiras, residência oficial do governo estadual, por volta das 16h35. Alguns vizinhos chegaram a bater panelas quando o comboio subiu a rua. Os dois tiveram uma reunião fechada à imprensa e não deram declarações na saída. Durante a pandemia, o ex-interino vem se equilibrando entre a lealdade ao presidente e a adoção de algumas medidas restritivas para o combate à pandemia. Em alguns momentos, contudo, foi criticado, como na vez em que deu uma festa de aniversário com aglomeração na região serrana do Rio.