MP vai apurar loteamento de escolas e postos médicos em N. Iguaçu

Cabos eleitorais e professores apadrinhados de vereadores estariam tomando conta de postos de saúde e escolas da rede municipal de Nova Iguaçu, unidades que teriam sido loteadas pelo prefeito Nelson Bornier para garantir a tão falada “governabilidade”, uma espécie de “ação entre amigos” ou “cala-boca” para que membros do Poder Legislativo lhe garantam sustentação. O assunto, pauta no elizeupires.com no último dia 11, foi levantado por funcionários efetivos lotados nos setores de Educação e Saúde do município, que estão revoltados com a distribuição das unidades para o bloco de sustentação do governo. Eles pretendem apresentar a denúncia ao Ministério Público na próxima semana, para que providências sejam tomadas.

Conforme já foi noticiado, colégios e postos dos bairros periféricos foram loteados, com os vereadores indicando os diretores e ocupantes de cargos de confiança, transformando essas unidades públicas em “particulares” para atender os interesses eleitorais dos membros do bloco de sustentação do prefeito. No ano passado, para facilitar o controle das escolas, foi aprovado um projeto de lei apresentado pelo vereador Carlos Chambarelli, acabando com a eleição direta para diretores das unidades municipais de ensino.

Matérias relacionadas:

Loteamento de escolas e postos de saúde incomoda servidores

Servidores jogam a toalha em Nova Iguaçu

Comentários:

  1. Vereador quer ser diretor de escola e de posto de saúde, quer ser prefeito, quer ser xerife, quer ser tudo e acaba não sendo nada. Nada, e isso que vereador é.

  2. A escolha dos diretores para as escolas deve ser através de eleições, a comunidade escolar deve ter a oportunidade de escolher seu gestor. Nova Iguaçu está muito atrasada em se tratando de organização de seu sistema de ensino, não se faz concursos para especialistas em educação Orientadores Educacionais, Orientadores Pedagógicos ocupam vagas segundo critérios pouco confiáveis “QI” (quem indica)… conheci um concursado em auxiliar administrativo que estava trabalhando como Supervisor Educacional sem ter qualificação alguma para esta função.

Deixe uma resposta para Silvio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.