Detro volta com operações esquisitas em Magé…

… e a Policia Militar continua apoiando

O nome já diz tudo – Departamento de Transportes Rodoviários -, mas parece que os agentes fiscalização do Detro não sabem disso, pelo menos os que vêm atuando no município de Magé. De acordo com a legislação é de competência do órgão a fiscalização do transporte intermunicipal, seja ele feito por empresas de ônibus, cooperativas de transporte alternativo ou vans autorizadas, mas, no território mageense, contando sempre com a ajuda de um policial militar fardado, eles têm feito operações no mínimo estranhas, parando, inclusive, carros particulares, como se tivessem autorização para isso. O ponto preferido desses agentes, quase sempre acompanhados do mesmo policial militar, é a entrada de Piabetá, nas proximidades do cemitério de Bongaba, onde param também taxistas de Magé e veículos de transporte escolar local, que só deveriam er fiscalizados, em atividade, pela Secretaria Municipal de Transportes. Em março deste ano uma professora teve o veículo apreendido pelo simples fato de dar carona a uma vizinha que estava passando mal, mais uma vez com os agentes do Detro contando com apoio da PM.

A cumplicidade de policiais militares com agentes do Detro em operações estranhas em todo o estado vem sendo alvo de denúncias há pelo menos cinco anos, mas os abusos continuam. No ano passado foi constatado, por exemplo, que veículos apreendidos estavam sendo rebocados para um depósito clandestino em São João de Meriti. Também no ano passado agentes do órgão foram presos em Niterói sob acusação de extorsão praticada contra topiqueiros que fazem a linha intermunicipal entre Itaipu (Niterói) e Itaipuaçu (Maricá).

No caso da fiscalização de carros particulares o Detro já foi até condenado pela Justiça, mas alguns de seus agentes não tomam jeito. O órgão foi obrigado a indenizar em R$ 5 mil, por danos morais, um morador de Campos, que teve o carro apreendido sob a alegação de estar praticando “lotada”. O motorista, na verdade, estava transportando a namorada e a irmã dela. Além da indenização o Detro teve de devolver os R$ 2.341 cobrados pela infração que não havia sido cometida.

Comentários:

  1. Qualquer idiota sabe que isso é uma quadrilha que assaltam a luz do dia e com total apoio da policia.Em Piabeta é vergonhoso o que estão fazendo. Todos sabem quem é autoridade máxima do município que poderia coibir tal fato, mas finge nada ver.

  2. Já vi o Detro parando carro particular dirigido por uma mulher grávida e não tinha ninguém mais no veículo além dela. Com que direito fazem isso?

  3. Grande Elizeu. Aqui em Itaguaí a Secretaria de Transito comprou a briga da população e os fiscais do Detro tiveram de se enquadrar. Se ninguém peitar eles abusam mesmo.

  4. Olá, Elizeu. Após tanto tempo, eis um assunto de grande relevância para a população, de um modo geral, de todo o Estado do Rio de Janeiro. Acho que o poder público municipal também nos deve uma explicação. Para que o DETRO possa realizar essas operações, é necessário um convênio entre Estado e Município o que, provavelmente, deva ter. O que eu acho muito estranho, além de tudo que até aqui foi relatado, é o fato desse Departamento não fiscalizar as empresas de ônibus. Vc sabia que algumas empresas, como a Reginas (Expresso Magé x Caxias); Rio Minho (S. Gonçalo via Magé x Caxias) e a Vera Cruz (Magé x Barra via Caxias) não estão transportando Idosos e nem estudantes da rede pública estadual? Apesar de várias denúncias junto ao DETRO, até o momento, não fomos correspondidos. Nenhuma dessas empresas foi notificada ou multada. Por que será? Ainda não enviei essa denúncia ao MP, mas pretendo, assim que reunir provas o suficiente para isso. Tudo é realmente muito estranho.

    1. Todos os assuntos aqui são relevantes e é por isso que o Elizeu tem o público que tem. Não é porque um assunto não é de meu interesse que vou avaliar como irrelevante. Quanto a convênio, não existe isso em Magé nem em qualquer outro lugar. O detro é para foscalizar transporte intermunicipal. Numa coisa eu concordo: não fiscaliza as empreaas intermunicipais que operam em Magé.

  5. Sou totalmente a favor da permanencia do Detro em Piabetá pois o transporte em carros piratas colocam em risco a vida da população, para isso que existem taxis para que façam esse serviço. TEM O MEU APOIO!

    Agora sou contra o foco deles serem apenas nos bandalias chamados piratas, deveriam também fiscalizar as linhas intermunicipais principalmente estas:
    Viação União – Os passageiros pela manhã ficam até 1h, isso mesmo 1h esperando chegar o Linha Vermelha(Bongaba) ou 30 min aguardando um carro com a Vista Piabetá x Central ( parador ) ambos no Terminal Rodoviario de Piabetá. Deveriam ver também a linha 448C Piabetá x Bonsucesso via Penha que atende apenas com um horário, isso mesmo um horário durante o dia. 6:40 saindo da Rua Guarani.

  6. Continuação
    Viação TREL – O estado dos carros da linha Piabeta x Xerém , sujos e velhos e com o prazo vencido de troca de frota além dos atrasos que é um clássico desta linha, já as linhas Campos Eliseos x Petrópolis via Piabeta, Nova Campinas x Petrópolis via Piabetá e Praia do Anil x Petrópolis via Piabeta ainda insistem em seus micros onibus desconfortaveis, velhos e sujos e de péssima aparência, vale lembrar que os carros chamados Apache Vip II já precisam de trocas além de serem pequenos não possuem ar condicionado e andam muito cheios.
    Transporte Machado – A linha 404I Piabetá x D. Caxias via Maracana, carros antigos chamados Mascarellos, sem ar condicionado, cheios e sujos, com uma demanda alta deveria haver mais carros, já a linha 406I Piabeta x D.Caxias via Bongaba só roda de seg a sab com os carros com a mesma característica da 404I. Já a linha 444L precisa urgente de mais carros e com a frota toda com ar condicionado devido o valor da passagem que assemelha com a linha 463C

  7. Continuação
    Viação Expresso Rio de Janeiro – A vergonha total, antes operada pela Transturismo Rio Minho a linha 511Q Imbarie x Niteroi via Piabeta e Magé possui apenas de seg a sex apenas três horários pela manhã e apenas dois horários no sábado, isso mesmo, uma população como o que representa 60% da população do Municipio de Magé possui uma linha com apenas três horários e que seu itinerário são de duas horas de viagem. Existem várias possibilidades de atendimentos como pela Ponto Rio-Niteroi e pela BR101 assim como abertura de outras linhas auxiliares como Imbarie x Alcantara e Imbarie x Itaborai que ajudaria esta linha a atender a sua real demanda que hoje é simplesmente mal tratada. Vale lembrar que no Terminal Rodoviario de Piabetá a empresa não coloca nem mesmo uma placa indicando onde e sua parada que hoje é feita sem qualquer respeito ao passageiro fazendo em fila dupla com os carros da linha 444L da Transporte Machado.

  8. Continuação
    Agora não podemos deixar de falar das linhas municipais operada pela Viação Iluminada onde o Detro só pode fiscalizar mediante a solicitação da própria Prefeitura. Falta de comprometimento com horários das linhas com menor demanda e falta de carros nas linhas com maior demanda assim como a manutenção dos carros que possuem sempre defeitos fazendo que seja feita a retirada de carros de outra linha por não haver carro reserva e a garagem ser muito longe.
    Se o Detro quer trabalhar aqui, então trabalhe de verdade!

  9. o meu carro foi apreendido com a minha sogra meu marido e minha filha de 6 anos de ntro,alegaram lotada,eu estava levando minha filha ao hospital,pois ela estava com 40 de febre,me deixaram nos deixaram na rua com minha filha doente,e elevaram meu carro para o depósito de tanguá e me aplicaram a multa de 2.547,00 reais!!! tentei recorrer no detro na rua do rosario,mais foi negada,e meu carro estava com ipva de 2014 ainda sem pagar!!! já esta a tanto tempo no depósito que não vejo esperanças de retira-lo,e era novo e eu ainda estava quitando ele!!! não sei mais oque fazer se a auto infração for para divida ativa,já que o detro se recusa a parcela a divida para que eu possa pagar

Deixe uma resposta para Cid Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.