Concurso de Belford Roxo chega ao fim com apenas 37 convocados

E cinco ações propostas pelo MP buscam garantir a posse dos aprovados

A partir dessa segunda-feira os candidatos aprovados no concurso público realizado em 2012 pela Prefeitura de Belford Roxo, têm 120 dias de prazo para buscarem na Justiça o direito de assumir os cargos para os quais passaram nas provas. É que o prazo de validade desse processo seletivo chegou ao fim sem que a Prefeitura preenchesse as vagas. Em dois anos foram convocados apenas 37 aprovados: no dia 28 de maio foram chamados sete assistentes sociais, oito psicólogos, seis advogados, três pedagogos, quatro administradores, dois contadores, quatro professores de educação física e três sociólogos para atuarem na Secretaria de Assistente Social. Para o setor de Educação, no qual foram oferecidas 1.285 vagas, ninguém havia sido convocado até o encerramento do expediente da últrima sexta-feira.

O concurso de 2012 foi realizado dentro do prazo de validade de um processo seletivo anterior, cujos candidatos só foram convocados sob força de decisão judicial, em ações movidas dentro do período de validade, porque o então prefeito, Alcides Rolim, homologou o resultado final, mas preencheu as vagas com contratados temporários. O concurso de 2012 prescreveria no dia 23 de maio do ano passado, mas um decreto renovou a validade por mais um ano, com o novo prazo passando a ser contado em junho de 2013. Esse processo está caducando hoje e não há o menor sinal de que os aprovados serão chamados até o fim do expediente dessa segunda-feira.

No dia 20 do mês passado o Ministério Público ingressou com uma ação civil pública na 1ª Vara Cível de Belford Roxo para que os aprovados para o setor de Educação fossem convocados. Essa ação é para preencher as vagas de professor II (1º ao 5º ano), professor II (Educação Especial), secretário, intérprete de Libras, professor I nas disciplinas de língua portuguesa, educação artística, educação física, história, geografia, matemática, ciências, inglês, orientador educacional, supervisor escolar, inspetor escolar externo e nutricionista. No processo a promotoria solicitou uma antecipação de tutela para que a convocação fosse imediata, mas até a última sexta-feira a Justiça não havia tomado uma decisão.

No dia 25 do mesmo mês o MP propôs mais três ações visando a chamada dos aprovados para os cargos de assistente social, cadista e advogado; uma medida cautelar para que o município apresente as publicações oficiais que contenham as nomeações e convocações dos candidatos aprovados para os cargos de psicólogo, pedagogo, administrador, contador, sociólogo, nutricionista, topógrafo, técnico em edificações, arquiteto, geólogo, tecnólogo em informática, engenheiro eletricista e engenheiro civil, além de requerer o preenchimento, pelos aprovados, de todas as 1.499 vagas oferecidas no edital do processo seletivo de 2012. Além disso uma ação anterior garantiu uma decisão liminar em favor da posse dos aprovados para a função de fiscal, mas até hoje a Prefeitura não apresentou a publicação oficial que confirmaria a posse desses profissionais.

 

 

Comentários:

  1. Esse fato confirma que no Brasil a esperança de muitos é combustível para arrecadação de verbas extraordinárias em muitas prefeituras geridas por políticos mentirosos.

    1. Boa tarde. Só para esclarecer: o poder público não arrecada com concurso. O dinheiro da taxa de inscrição, única receita de um processo seletivo, fica com a instituição encarregada do certame.

  2. Oi, Elizeu. Me lembro que assim que o concurso de 2012 foi homologado você fez uma matéria alertando para o perigo da não convocação por que nesse concurso foram oferecidas praticamente as mesmas vagas do de 2011. Cheguei a te criticar, mas agora me rendo. Esse governo está se lixando para a Justiça.

  3. As escolas estão cheias de carências de profissionais só na EM Heliópolis são 2 Orientadores Educacionais e 3 Supervisores Pedagógicos faltando, além de não ter Inspetores de Alunos. Inúmeras foram as exonerações como é que pode a prefeitura ter a cara de pau de responder ao sindicato e a justiça que não tem verba? Que tem que enxugar folha de pagamento? Se desviassem menos o FUNDEB teriam dinheiro para investir em EDUCAÇÃO precisamos de intervenção do Tribunal de Contas! A verba destinada a manutenção da estrutura física da SEMED é cerca de 10 mil reais mensais e vai lá ver a condição precária dos banheiros, um nojo. Banheiro para muitos funcionarios e apenas um sanitário feminino ( um troninho mesmo tem que pegar senha pra usar) e um masculino, pias sem água na torneira em um deles, no outro nem pia tem. Com uma verba dessa deveria ter sido construido um banheiro de shopping!

  4. Elizeu, será que ainda temos alguma chance? você nos orienta a procurarmos a justiça para garantirmos a nossa vaga.Devemos dar entrada no fórum de Belford roxo,´me dê uma orientação por favor .

    1. Boa tarde. O foro competente é a comarca de Belford Roxo. É no fórum de Belford Roxo que as ações tem de ser impetradas, mas, como a matéria já revela, o Ministério Público impetrou ações para que todos sejam convocados. Entretanto, os aprovados também podem impetrar ações individuais. Abraço e boa sorte.

  5. Como assim?É nosso direito!Estudamos e passamos para o concurso!E agora só 37 convocados?E agora,o que fazer?Como fazer? A quem procurar?Aonde ir?Se forem entrar na justiça,contem comigo! Por favor mantenham-me informada!

  6. Quais os documentos necessários para essa ação individual como isso funciona. Estou perdida. Venho acompanhando esta novela através deste canal..Obrigada Elizeu!!!

  7. Dia 30/06 – Segunda-feira às 10:00h., haverá uma manifestação com os concursados de 2012, em frente à prefeitura de Belford Roxo. É hora de lutar! Participem!

Deixe uma resposta para Juarez Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.