Servidores querem MP investigando passeio de vereadores de Meriti

Vinte e nove “bonitinhos” passaram fim de semana em paraíso à custa do contribuinte de uma cidade falida e tomada por mazelas

Depois da auditoria anunciada ontem pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), para apurar os gastos com uma viagem de três dias a João Pessoa, o Ministério Público também será acionado para saber o que, de fato, 20 vereadores, dois suplentes e sete acompanhantes foram fazer na Praia do Cabo Branco. Eles viajaram na última sexta-feira e retornaram segunda-feira, deixando a conta de cerca de R$ 110 mil para o contribuinte de São João de Meriti pagar. A Promotoria de Tutela Coletiva deverá ser acionada nessa quarta-feira por um grupo de servidores do município, revoltados com o que chamam de abuso dos “representantes” do povo.

“Nós estamos com nossos salários ameaçados, está faltando médicos e materiais básicos na rede de saúde e nossos vereadores usam o dinheiro do povo para passear na Paraíba com a desculpa de fazer um curso em pleno fim de semana. Curso de que? Para que? Isso vai melhorar em que a representatividade de vereadores que só fazem defender os próprios interesses? Estamos preparando uma representação junto ao Ministério Público para que eles sejam obrigados pela Justiça a devolverem o que gastaram nessa viagem”, disse ontem ao elizeupires.com um servidor do setor de Educação do município.

Matéria relacionada:

E eles não estão nem ai…

Comentários:

Deixe um comentário para Lúcia Helena Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.