MPF volta a fazer cobrança sobre não convocação de aprovados para a Saúde da Família em Macaé

A administração municipal de Macaé não está nem ai para os questionamentos do Ministério Público Federal (MPF) sobre a manutenção de profissionais contratados temporariamente nas vagas que deveriam estar ocupadas pelos candidatos aprovados no concurso realizado para o programa Estratégia Saúde da Família (ESF). Pelo menos é o que sugere o fato de até hoje a Prefeitura não ter respondido ao oficio encaminhado em agosto pelo procurador da República Flávio de Carvalho Reis, pedindo “informações circunstanciadas” sobre as contratações temporárias feitas para preencher as tais vagas. Na última segunda-feira um novo ofício (datado de 27 de novembro) assinado pelo promotor federal chegou ao governo, este endereçado ao secretário de Saúde, Pedro Reis, que terá dez dias para prestar os esclarecimentos.

No documento o MPF está requisitando “informações atualizadas sobre o andamento dos procedimentos para contratação dos aprovados no concurso”, para instruir um procedimento preparatório de investigação aberto pela Procuradoria da República sob o número 1.30.015.000171/2014-99. De acordo com uma fonte ligada ao Ministério Público Federal, as informações deverão ser usadas para sustentar uma ação de improbidade administrativa, com pedido de antecipação de tutela para que os temporários sejam substituídos pelos aprovados no concurso.

Durante todo o dia ontem o elizeupires.com tentou ouvir o secretário de Saúde. Na secretaria não foi prestada nenhuma informação sobre a possibilidade de os concursados virem a ser empossados sem uma intervenção da Justiça. 

Matérias relacionadas:

Promotoria quer acabar com `fantasmas´ nos hospitais de Macaé

Pressão de vereadores impede convocação de concursados aprovados para cargos na Saúde da Família de Macaé

Macaé não responde ao MPF sobre contratações temporárias

MPF volta questionar contratações temporárias em Macaé

Macaé convoca, mas não empossa ninguém

Vagas de aprovados em concurso ficam com “lanternas” em Macaé

Aprovados para PSF continuam levando “volta” em Macaé

Comentários:

  1. Profissionais habilitados, que estudaram muito para serem aprovados e o prefeito junto com o secretario de saúde não estão nem ai para os aprovados (vergonha).

  2. O Prefeito esta tratando os aprovados como um bando de palhaços, o concurso foi em 2012, já vamos para 2015 e os contratados apadrinhados por vereadores continuam no lugar dos concursados, nos PSF de Macaé existem 404 contratados em todas as áreas, vamos continuar denunciando ao Ministério Público Federal MPF denuncie através do site do MPF ou vão pessoalmente ao MPF do Rio de Janeiro, busque seus direitos agora para que a bagunça não continue no futuro.

  3. bofes bofes perderam o doltor aluizio renovou o nosso contrato oque resta pra vcs agora e morram de inveja bofessss amo ser contratado adoro trabalhar no psf ai iu adoro

    1. Pelo jeito você deve adorar outras coisas também. Com esse “doltor” ai creio que o melhor para você é ser contratado mesmo, pois não teria condições de passar no concurso..

Deixe uma resposta para Geisa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.