PMDB de Magé nega aliança com Cozzolino

A tendência hoje é de que José Augusto e Renato Cozzolino Harb se enfrentem nas urnas no pleito do próximo ano

E confirma que terá candidatura própria em 2016

Depois de ter recusado convite para assumir a chefia de gabinete do deputado estadual Renato Cozzolino Harb (PR), o presidente do diretório municipal do PMDB de Magé, Ernani da Silva, afirmou ontem que o partido vai realmente lançar candidatura própria a prefeito em 2016 e que não há a menor chance de uma composição com qualquer legenda abrindo mão da cabeça de chapa e que a tendência hoje é pela definição de uma “chapa puro sangue”, com candidatos a prefeito e vice de dentro do próprio PMDB, a exemplo do que aconteceu na eleição suplementar de 2011 e no pleito de 2012. “Não há nenhuma possibilidade de o PMDB deixar de lançar seu próprio candidato a prefeito”, afirmou o presidente.

 

Nome mais forte da legenda hoje para disputar a sucessão do prefeito Nestor Vidal, o empresário José Augusto Nalin já confirmou que deseja ser candidato e colocou-se a disposição do partido. O PMDB tem ainda o vice-prefeito Claudio Rodrigues, o Claudio da Pakera, que estaria se movimentado por outras vias para ser indicado candidato a prefeito, a exemplo do ex-vereador de Caxias, Ricardo Corrêa de Barros, o Ricardo da Karol, que entrou para o PMDB abanado pelo prefeito caxiense Alexandre Cardoso, que embora não tenha influencia sobre a legenda prometeu que lhe garantiria a vaga. Ricardo já foi avisado de que o máximo que conseguirá no partido é ser candidato a vice e Claudio só terá seu nome levado a convenção se for mais bem colocado nas pesquisas que José Augusto, que no ano passado foi o candidato a deputado mais votado no município.

No próximo dia 15, a partir das 18h, o PMDB estará promovendo um encontro na Câmara de Vereadores, aberto a todos os partidos, representantes de associações e moradores em geral. “O evento não tem nenhuma relação com eleições. Queremos debater propostas, coletar idéias que visem ajudar no desenvolvimento sustentável de Magé e assegurar melhor qualidade de vida para a população. Todos são bem vindos”, explicou Ernani.

Matérias relacionadas:

Prefeito de Magé nega que vá sair do mandato mais cedo

Zito também estaria de olho em Magé

Presidente do PMDB de Magé nega assessoria a Cozzolino

Sucessão em Magé já gera conflito no PMDB

Comentários:

  1. É isso mesmo. Nada de caminhar com essa gente e não adianta dizer que o rapaz é diferente. Claro que ninguém é de todo igual, mas ele é filho e sobrinho.

  2. Aqui em Mauá o pessoal do Valdek fica falando em aliança e que vai ser o vice. Isso é uma composição ou ameaça? Pelo que sei o Valdek não pode ser candidato a nada e o Renatinho, que é mesmo diferente, não iria ter o “padrasto” como companheiro de chapa.

  3. Bom dia. Para comentar essa matéria não é necessário ofender a ninguém. Temos responsabilidade pelo que veiculamos, inclusive em relação a irresponsabilidade dos que se escondem no anonimato para proferir agressões. Muito obrigado pela compreensão.

  4. Estamos diante de um país falido, e população que não tem nada a ver com essa ladroagem politica pagando a conta. Essa turma só se preocupa com as eleições e seus cargos.
    É fácil perceber que essas matérias já é parte da especulação para próxima eleição.
    Trabalhar e procurar algo que traz beneficio para o município ninguém faz.
    Dizer que Magé é uma cidade dormitória é mentira, só se for para os políticos. Afinal, o trabalhador daqui sai as quatro da manha e chega as dez da noite, como pode ser dormitória?.
    Esse país precisa é punir os corruptos, menos conversa fiada, menos políticos, menos carnaval, e mais trabalho para essa classe que estar destruindo esse país que ainda se chama Brasil. Ainda pra não dizer o país da sacanagem…

  5. Ao Genésio Soares – Isso que você é uma matéria jornalística. Especular quer disser supor e essa matéria não supõe, afirma que a aliança não vai acontecer. O termo cidade dormitório significa exatamente isso: uma cidade da qual as pessoas saem para trabalhar de manhã e só volta a noite para dormir. Não é um lugar onde todos dormem e não trabalham. Espero ter lhe ajudado a entender o assunto.

  6. Dicionário Aulete – “Cidade dormitório quer dizer “Cidade, ou aglomeração em subúrbio, que concentra poucas atividades econômicas, sendo em grande parte lugar de residência de pessoas que trabalham ou exercem suas atividades em outras cidade”.

  7. Agradeço ao Moderador pela resposta “Cidade dormitório quer dizer “Cidade, ou aglomeração em subúrbio, que concentra poucas atividades econômicas, sendo em grande parte lugar de residência de pessoas que trabalham ou exercem suas atividades em outras cidade”.
    Com a politica que Magé tem jamais terá atividade econômica autossuficiente.
    E por essas e outras razoes os trabalhadores são obrigados “exercerem suas atividades em outra cidade”
    Magé tem tudo para atrair grandes empresas e gerar emprego, não tem porque?.
    Porque só os municípios vizinhos tem Magé não?
    Quem conhece sabe que Magé tem um orçamento excelente, pra onde vai?.
    Porque boas pessoas se transformam com mandatos politico?.
    Que tinta diabólica tem a caneta desse pessoal?…

  8. Tirando a conclusão sobre o que é ou não cidade dormitório, o comentário do Genésio está correto.

    Esse país precisa é punir os corruptos, menos conversa fiada, menos políticos, menos carnaval, e mais trabalho para essa classe que esta destruindo esse país que ainda se chama Brasil. Ainda pra não dizer o país da sacanagem…

  9. Gostaria de saber quem são os participantes “Puro Sangue” do Partido PMDB de Magé. Não quero comparar candidatos a cavalos puro sangue, mas sabemos que todo animal com essa qualidade é bom. Infelizmente não vejo nenhum puro sangue (Político) participando de nenhuma corrida em Magé.

    Quando ao Genésio, vou contar uma história para Magé deixar de ser dormitório.

    Temos que fazer uma Lei da 3a. idade, onde beneficiaria Magé. Temos 450 anos e com essa Lei a cidade ganharia uma séria de incentivos para as empresas que vierem a se estabelecer, inclusive o Pedágio, que por essa lei, não seria cobrado aos moradores que estiverem morando na cidade, cujos veículos fossem emplacado na “Cidade vovô”. Cairiam os ISS, ICMS, e outros impostos que começam com “I”.

    Tem vários candidatos de Magé, que tiveram muitos votos, mas não consegue pensar em algo para engrandecer a cidade fora da eleição. Será que eles só pensam, quando estão disputando um cargo Político?

  10. Na linguagem política a expressão “puro sangue” não se refere a raça ou tipo sanguineo não misturado. Quer dizer membro de um mesmo partido.

  11. O Moderador justifica o cognome.Mas ainda vejo muita falta de consistencia em nomes e pouco tempo para se trabalhar.Vejamos como fica o suporte eleitoral para qualquer candidato.

  12. “Moderador” não é um congnome. É um membro da equipe do elizeupires.com encarregado da moderação, função necessária por causa da prática comum de se proferir ofensas em comentários, o que não permitirmos, por sermos nós responsáveis por tudo aquilo que aqui é veiculado.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.