Se depender dos caciques do PMDB Nalin não será deputado

José Augusto está sendo preterido pelo comando estadual do PMDB, mesmo os caciques sabendo que estão optando por nome eleitoralmente mais fraco

Pois o governador não está pensando em puxar outro parlamentar para o secretariado

Não há nenhum acordo para que o terceiro suplente de deputado federal pelo PMDB, José Augusto Nalin assuma uma vaga na Câmara. Isso só aconteceria por um motivo maior, uma possível renúncia do deputado Simão Sessim (PP), que estaria abalado com o fato de seu nome estar na lista dos investigados na operação que apura o esquema de corrupção na Petrobras, pois o governador Luiz Fernando Pezão não pretende, no momento, chamar mais nenhum parlamentar para o secretariado.

A afirmação foi feita na noite de ontem ao jornalista Elizeu Pires por um deputado estadual do time do presidente estadual do PMDB, Jorge Picciani. Segundo ele, todos no partido sabem que Nalin teria mais chances de vencer a disputa pela Prefeitura de Magé que qualquer outro nome do PMDB local, mas “por uma questão de compromisso”, preferem outro nome, que seria o oitavo suplente de deputado estadual Ricardo Corrêa de Barros, o Ricardo da Karol, egresso do PSB. “O meu nome seria o Nalin, mas nem eu nem o presidente do PMDB de Magé podemos mudar isso. O chefe já decidiu que será assim”, completou.

Como o elizeupires.com já noticiou, Nalin, que é o quinto suplente da coligação PMDB/ PP/ PSC/ PSD/ PTB (quatro já estão exercendo mandato), deixou evidente que prefere assumir uma cadeira na Câmara dos Deputados, pois acredita que poderá ajudar bastante o município de Magé, mas ele também já afirmou que está à disposição do PMDB que, pelo que já se percebeu no comando maior da legenda, não está querendo valorizar esse posicionamento dele.

Para algumas lideranças políticas locais, as eleições do ano passado serviram para mostrar que José Augusto teria mais força eleitoral que Ricardo da Karol e até mesmo que o próprio Renato Harb Cozzolino (PR), que divide a preferência da família Cozzolino para disputar a Prefeitura de Magé. Os mais críticos chegam a afirmar que Ricardo é o adversário que a família Cozzolino gostaria de enfrentar durante a campanha de 2016. “O Ricardo chega a ser ainda mais fraco que o atual vice-prefeito”, avaliam.

 

Matéria relacionada:

Nalin não vai disputar Prefeitura de Magé

Comentários:

  1. Cá entre nós, é um absurdo o sujeito ser eleito para um cargo de deputado e poder largar este cargo para ser secretário de qualquer coisa. E absurdo maior, é ele poder desistir de ser secretário de qualquer coisa e poder voltar a ser deputado. Coisas de Brasil.

    Tirando o Nalin, que é sangue novo na política e que rezo para não ter os ranços que todos nós conhecemos, os outros nomes citados na matéria e outros que se estão se alvoroçando aqui por Magé me dão urticária.

    A matéria no final das contas, pelo menos a mim, dá uma boa notícia.

  2. Se o Nalim tivesse se empenhado um pouco mais na campanha de 2014 teria sido eleito. É uma pena que ele não dispute a Prefeitura, por que essa seria a vez dele. Venceria.

Deixe uma resposta para junior Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.