Mais dias de turbulências para Seropédica

Wagner parece que está mesmo disposto a tomar o lugar do prefeito Alcir Martiazzo

Presidente da Câmara prepara novas ações para assumir o Poder Executivo

Duas vezes derrotado na Justiça em sua tentativa de assumir um cargo eletivo para o qual não concorreu nas urnas, o presidente da Câmara de Vereadores de Seropédica, município da Baixada Fluminense, Wagner Vinícius de Oliveira, o Waguinho do Emiliano (PRB) estaria preparando – com apoio de um grupo formado por membros da Câmara e pessoas de fora do município – novas ações para tomar o governo. Informações de fonte ligada ao grupo dão conta de que duas novas comissões processantes deverão ser formadas contra o prefeito Alcir Martinazzo (reeleito pelo PSB e atualmente sem partido) para apurar supostas irregularidades na aplicação de recursos destinados aos setores de Saúde e Educação, já com o resultado final definido, independente do que for comprovado: a cassação.

 

As novas ações, revelou a fonte, começaram a ser pensadas pelo grupo porque Wagner tentou derrubar no Tribunal de Justiça a liminar que anulou os efeitos do decreto legislativo que, no último dia 10, cassou o mandato do prefeito, mas o agravo de instrumento foi rejeitado pelo desembargador Guaraci Viana, da 19ª Câmara Cível, que julgou o recurso e não aceitou os argumentos do advogado contratado pela Câmara. De acordo com a fonte, as novas comissões processantes serão formadas na próxima semana, assim que os vereadores retornarem do recesso.

A fonte confirmou noticia veiculada pelo elizeupires.com na última sexta-feira, dando conta de que uma sessão extraordinária aconteceria naquele dia para uma nova cassação, seguindo uma estranha estratégia: Wagner se licenciaria da presidência da Câmara por 24 horas, participaria da votação apenas como vereador e depois da cassação voltaria ao cargo de presidente para, em seguida, assumir o governo. Essa sessão, disse a fonte, só não aconteceu porque a notícia vazou, mas as tentativas terão continuidade depois do recesso.

Ainda segundo as informações, a estratégia agora – para derrubar o entendimento da Justiça de que o beneficiado com a cassação não pode participar da votação – o presidente da Câmara, aconselhado por assessores externos, pretende aprovar em plenário a cassação de Martinazzo e em seguida, em vez de ir correndo tomar posse, realizar uma eleição indireta para prefeito. “É mais uma sacada `inteligente´ do grupo”, ironiza a fonte.

 

Matérias relacionadas:

Sexta pode ser mais um dia de golpe em Seropédica

Festa do `prefeito mais jovem´ de Seropédica durou pouco

Justiça devolve mandato ao prefeito de Seropédica

Justiça pode reconduzir Martinazzo ainda essa semana

Cassação em Seropédica teria sido golpe encomendado

Defesa de Martinazzo espera derrubar cassação na Justiça

Grupo do “golpe” em Seropédica estaria de olho em Japeri

Ex-prefeito de Japeri deverá ser o “homem forte” em Seropédica

Comentários:

  1. Não vejo ninguém preocupado com o município. Enxergo um bando querendo tomar conta do cofre. O interesse é pelo orçamento e não pela população.

Deixe um comentário para Martins Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.