ANTT quer restringir isenção em Magé

Nestor Vidal rejeitou a proposta de isenção só para uma parte dos moradores. Dia 13 tem outra reunião e dia 27 audiência na Vara Federal de Magé

Agência reguladora propõe liberar pedágio apenas para moradores de alguns bairros. Prefeito não aceita proposta: “É para todos ou a questão será mesmo decidida na Justiça”

Em reunião na tarde dessa quinta-feira com a Agência Nacional de Transportes Terrestres e diretores da Concessionária Rio Teresópolis, o prefeito de Magé, Nestor Vidal recusou a proposta do órgão federal de instituir isenção do pagamento de pedágio na BR-116 apenas para carros de moradores dos bairros cercados pelas praças de cobrança. O prefeito informou a eles que o governo municipal não pode concordar com isso e só aceita uma conciliação nas ações judiciais se o benefício for para todos os veículos emplacados no município, inclusive os das empresas que vierem a se instalar em Magé. Diante da negativa do prefeito, Jorge Bastos, presidente da ANTT, marcou uma nova reunião para o dia 13, quando a agência vai tentar sacramentar uma contraproposta, oferecendo desconto geral para todos os veículos com placa de Magé, independente de estarem cadastrados ou não junto à CRT.

A reunião de hoje foi sugerida pela juíza da Vara Federal Ana Carolina de Carvalho, para definir a conciliação no sentido de garantir a isenção do pagamento da tarifa de pedágio aos proprietários de veículos emplacados no município. Como nada foi resolvido dessa vez, a nova reunião será a última antes da audiência marcada pela magistrada para o dia 27 deste mês. Se não houver consenso, a decisão será mesmo judicial.

“A ANTT alegou que a isenção total seria um precedente perigoso e eu refuto isso. Quero o benefício para toda a população. Estamos numa negociação acirrada pelo conflito de interesses. É a pressão do lucro contra o direito da população de um município inteiro e nossa proposta inclui também as empresas que aqui se instalarem. É difícil, é muito desgastante, mas tenho sentimento de que pela primeira vez a ANTT e a CRT estão enfrentando um governo que luta por esse direito da população. Se a proposta não for boa para todos não vai haver conciliação”, afirmou Nestor, confirmando que além da isenção a administração municipal busca na Justiça alteração no critério de distribuição dos valores pagos a título de Imposto Sobre Serviços (ISS) e a mudança da praça principal do pedágio para uma área entre dois municípios, como determina uma lei estadual de 2002, que fixou prazo de um ano para as concessionárias se enquadrarem, mas a CRT não obedeceu.

 

Matérias relacionadas:

ANTT vai dar palavra final sobre isenção em Magé

Justiça dá 10 dias para CRT se manifestar sobre isenção em Magé

CRT prevê batalha difícil contra a Prefeitura de Magé…

Comentários:

  1. Indecente a proposta da ANNT.

    Assim como também é indecente a resignação de governos passados com relação a CRT. Nada fizeram em troca sabe-se lá do que.

  2. Isso mesmo prefeito, linha dura com eles, chega de atrasos em nosso município, o melhor e a retirada desse pedágio em Magé, isenção não, fora CRT

  3. Bom dia Elizeu, a ANTT vai querer reduzir o valor do pedágio para os moradores de Magé. Só que todo ano ela vai aumentar, ou seja, vai ajudar mais não vai adiantar. A CRT fez muito Pouco em muito tempo de concessão.Melhorou muito a serra, mais o restante do trecho fez o básico.
    No trecho entre imbarié e a rodovia waschington Luiz, já era para ter pista lateral, pois são muitos Ônibus parando no acostamento para embarque e desembarque o tempo todo, e obviamente saindo na frente os veiculos menores colocando em risco nós moradores e usuários.
    Quando chove a Rodovia fica um espelho, qualquer freada errada existe um risco eminente de acidente em diversos pontos.
    Infelismente a Agencia fiscalizadora, ela se mostra aliada das concessões federais e contra o povo.Não fiscaliza como deveria.
    Estamos torcendo pela vitória de MAGÉ e espero que os vereadores amigos da concessionárias, prefiram perder as vagas de indicados para beneficiar a população.
    Qual sua opnião Elizeu,sobre meus comentários?

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.