Mas tem que ser com esses, doutor?

João Ferreira tem feito reuniões com Mica e Uzias Mocotó

Pré-candidato a prefeito de Meriti discute os problemas locais com os piores gestores que a cidade teve nas duas últimas décadas

Com um universo populacional estimado em cerca de 500 mil habitantes e uma extensão territorial de apenas 34 quilômetros quadrados, São João de Meriti, na Baixada Fluminense, é vista pelos urbanistas como um amontoado de gente por conta de sua geografia e da densidade demográfica, registrando uma média de 14 mil moradores por quilômetro quadrado. Porém, o que vem chamando a atenção das lideranças locais mais atentas é o que está sendo classificado como retrocesso, o fato de os problemas da cidade e as futuras soluções estarem sendo debatidas pelo pré-candidato a prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João (PR) com quem os moradores classificam como os piores gestores que o município teve nos últimos 20 anos, o ex-prefeitos Uzias Silva Filho, o Mocotó e Adilmar Arsênio dos Santos, o Mica.

 

João Ferreira tem feito várias reuniões com a participação dos dois ex-prefeitos, que poderão, inclusive, participar de um eventual governo do hoje deputado federal, caso este vença a disputa pela sucessão do prefeito Sandro Matos, que no dia 31 de dezembro estará encerrando o segundo mandato consecutivo.

As ligações entre João e Mocotó são bem estreitas. Ferreira foi secretário de Saúde no governo de Uzias Mocoto, que só não disputou a reeleição em 2008 por causa do alto índice de rejeição a ele conferido pelas pesquisas de intenção de voto. Inclusive foi na gestão de Mocotó e durante o comando de João no setor de Saúde que cinco unidades de atendimento (os postos de saúde que atendiam aos moradores dos bairros Vila São João, Vila Rosali, Vila Tiradentes e Parque Aliam,  além do PAM de Éden) foram fechadas e 190 funcionários  perderam o emprego.

 

Matérias relacionadas:

Mocotó volta ao cenário político em São João de Meriti

Secretário que fechou postos de saúde quer governar Meriti

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.