Novo prefeito de Barra do Piraí corta 15 secretarias

Babo define secretariado e anuncia corte de 60% dos cargos

Depois de confirmar sua equipe de trabalho e reduzir para apenas nove o número de secretarias (eram 26), o novo prefeito de Barra do Pirai, Jorge Babo (PPS), confirmou ontem que vai continuar fazendo cortes e o mais radical deles será a extinção de 60% dos cargos em comissão, os chamados cargos de confiança. Babo, que tomou posse na última segunda-feira, resolveu não nomear, por exemplo, titulares para as secretarias de Fazenda, Recursos Humanos, Ordem Pública e Desenvolvimento Econômico, que serão comandadas por secretários de outras pastas, em acúmulo de função.

Jorge Babo vai trabalhar com uma equipe enxuta porque, segundo afirma, o orçamento não comporta tantas secretarias. Foram mantidas as secretaria de Obras (com Philipe Marcondes), Assistência Social (Marilene da Silva Guimarães), Procuradoria Geral (Rodrigo Duarte Batista da Silva), Meio Ambiente (Madalena Sofia Ávila Cardoso de Oliveira), Planejamento e Coordenação (Paulo Roberto Costa de Oliveira), Controladoria Geral (Carlos Henrique de Souza), Governo (Erich Ramminger), Educação (Anna Roth) e Saúde (Sheila Filgueiras). Babo resolveu manter Heitor Favieri Neto como Consultor Jurídico e Roberto Bichara de Melo é o presidente da Previdência dos Servidores.

“Os cortes são para reduzir a folha de pagamento e equilibrar as contas da administração municipal. A Prefeitura está passando por um momento muito difícil financeiramente e vamos cortar na própria carne. Estamos cientes do acúmulo de trabalho para os secretários, mas o orçamento não permite o pagamento de outros gestores”, afirmou o prefeito.

Comentários:

  1. Esse Babo não bobo. Pelo visto manteve o básico e essencial. Para que mais?! Embora o elizeupires.com não tenha citado, acreditamos que haja uma secretaria de educação, que bem poderia absorver a cultura e turismo deste pequeno município. Este “enxugamento” serve de exemplo para outras cidades com muito cacique para pouco índio. No município onde moro falam em 500 (!) Cargos em Comissão, mas acredito ser mais, até porque, as funções gratificadas são incontáveis e também ocupadas por partidários do prefeito. É por essas e outras que a cidade não avança e nem avançará. Se eu contar aqui sobre as comissões disso e daquilo, ai vão me chamar de mentiroso…..

Deixe uma resposta para Visitante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.