Magé vai convocar aprovados além das vagas do edital

Prefeitura substituirá todos os contratados por concursados

A partir de janeiro de 2014 quem quiser exercer funções públicas de provimento efetivo no município de Magé vai ter que se empenhar para ser aprovado em concurso público, pois fora disso sobrarão apenas os cargos comissionados – secretários, subsecretários, diretores de departamento e assessores – de livre nomeação do prefeito. A declaração do prefeito Nestor Vidal dá conta de que até o dia 31 de dezembro todos os ocupantes de cargos efetivos contratados serão exonerados para dar lugar a concursados, inclusive aos que se classificaram além do total de 2.354 vagas oferecidas no edital do concurso de 2012. “O maior impacto vai ser na Educação, mas vamos substituir todos os contratados. Já estamos trabalhando para realizar um novo processo seletivo e o certo é que em Magé cargos de provimento efetivo só mesmo através de concurso”, afirmou o prefeito.

Na verdade algumas demissões já vem ocorrendo desde agosto. No caso da função de professor Nível II, por exemplo, todas as 450 vagas estipuladas no edital já foram preenchidas e para o próximo ano letivo não haverá um só contratado nessa função, com os classificados a partir da 451ª colocação sendo chamados, respeitando sempre a ordem de classificação. O mesmo critério vale para outras funções e outros setores. As convocações serão feitas por edital publicados no site e no órgão oficial da Prefeitura, mas é bom que os classificados mantenham seus endereços atualizados, pois a Secretaria de Administração também enviará correspondência.

“Demitir é algo que nenhum empregador tem prazer em fazer. No setor público isso é mais complicado ainda, por conta dos prejuízos políticos, mas não posso pensar nisso. Me comprometi a por o funcionalismo dentro da legalidade, tenho leis a cumprir e não posso pensar em agradar ou desagradar. Tenho de fazer o que é certo e o farei, independente do desgaste. Quem entender que Magé precisa estar na legalidade vai me apoiar, aqueles que preferem o caminho da ilegalidade certamente me atacarão, mas isso faz parte do jogo”, finalizou o prefeito.

Matéria relacionada:

Concurso vai colocar funcionalismo de Magé na legalidade

Comentários:

  1. Do jeito que esse jornalista escreve parece que ele tem prazer em ver nós contratados nos ferrando. Eu nunca mais voto nesse prefeito. O homem do desemprego.

    1. Não desconte sua revolta no Elizeu. Ele está dando uma informação e em primeira mão. Ele não tem nada a ver com a história e o prefeito só está fazendo o que a lei manda: cargos de provimento efetivo são para concursados.

  2. Se Nestor Realmente seguir com o que esta prometendo,acertar nosso plano de cargos e salários,e só manter efetivos em cargo público,como a lei manda,fará a maior revolução que MAGÉ já viu em sua história,pois acabará com o coronelismo da política regional que transforma a prefeitura em um cabide de emprego para eleger a corja do legislativo e executivo e acabará com as chances de políticos sem escrúpulo que passaram décadas explorando e ameaçando seus contratados em trocas de migalhas e de empreguinhos de “M”,sem direitos e sem respeito.Então para finalizar deixo meus parabéns ao nosso prefeito e espero que ele seja sincero em suas palavras e não me decepcione como vários prefeitos do passado que prometeram transformar essa terra em um paraíso e a transformaram num inferno.

    1. Os cargos que serão ocupados por concursados são os de provimento efetivo. Cargo em comissão é outra coisa. São de livre nomeação do prefeito. Esses tem que existir. Não devemos confundir contratado com comissionado.

  3. É decepcionante a mentalidade de alguns: “nunca mais voto nesse prefeito”. Quer dizer que o seu voto é dado através de compensações que lhe são dadas e não à sociedade, ao coletivo? Por isso que o Brasil é brasil. Por isso que Magé é magé!

  4. Quanto a um possível desgaste por conta de demissões a contratados, o pensamento do prefeito é correto. Em primeiro lugar deve estar a legalidade, sempre deve ser assim. Nunca concordei com essa política de contratos. É hora de Magé mudar a mentalidade e o povo refletir que as conquistas se dão com muito esforço: estudar para o próximo concurso será o primeiro esforço rumo a um grande passo. Faço questão de mudar meu título de eleitor para a cidade onde trabalho, Magé, e apoiar o prefeito. Talvez eu ajude a equilibrar um possível desgaste que se dará a partir daqueles que estão com a “mentalidade atrasada”.

  5. Esse arrogante do Elizeu não gosta de contratado. Dá a notícia com prazer e eu não voto mais no Nestor nem em ninguém apoiado por ele. Se o prefeito quiser faz um concurso só para os contratados sim. É só querer.

    1. Uma pessoa que pensa dessa forma não tem a mínima condição de passar num concurso. Onde já se viu fazer um concurso fechado? Isso é coisa de pirado e não de irado.

    2. De onde você saiu? Que pensamento é esse? Você é professora? Se for, isso é preocupante! Você acha mesmo que é assim, isto é, que as ações do executivo se dão de acordo com a sua livre e arbitrária vontade? Se isso fora assim um dia, então reflitamos sobre as consequências sobre tais ações, pois a herança ZZ , que agia tal como você gostaria que o Nestor agisse, trouxe, pelo menos na educação, problemas seríssimos. Os alunos de Magé cresceram com uma mentalidade atrasada e está sendo difícil impulsionar o pensamento crítico ao alunado. Mas há um trabalho sendo feito, por sinal um ótimo trabalho, com um novo grupo de professores tanto de Magé quanto de fora ( maioria por sinal) que trazem sua cultura, seus valores, seus pensamentos, e ajudam Magé a alavancar. Esses professores passaram em um processo seletivo democrático e estão verdadeiramente aptos à contribuição. Será um trabalho árduo e gradual, mas com efetiva mudança no futuro.

  6. Até entendo o desespero dos contratados com a notícia de que, dentro de poucos meses serão demitidos, porém essa situação de contratos intermináveis que servem de vale-voto, vale-escravidão, vale -dignidade já deveria estar extinta há tempos.

    O serviço público deve ser exercido por competência, mérito e não por indicação, voto, afinidade e etc.

  7. Bom dia,
    primeiro gostaria de parabenizar o prefeito por esta atitude, agora gostaria de saber se esta medida
    vai ser adotada em todas as secretarias do município, agora prefeito um conselho reforce sua segurança
    pois vai ter muitos vereadores insatisfeitos com esta atitude pois e com os votos dos contratos que eles colocam por indicação nas secretarias e na prefeitura que eles se elegem para esta molezinha que eles tem , mantenha-se no caminho certo,é já deve ter vereadorzinho pulando igual pipoca.

  8. bom dia a todos, fico até triste pelas pessoas que irao ficar desempregada, mais Magé precisa crescer e só vai crescer quando todos os funcionarios forem concursados Magé vai deixar de ser um municio PRIVADO
    para ser um municipio PÚBLICO.

  9. Boa tarde. O assunto aqui é a convocação dos classificados fora do número de vagas do edital. Insistir com mensagens fora do contexto é mera tentativa de tumultuar o debate. A matéria é bem clara e informativa, então que tal nos ater ao fato? Até agora já foram arquivadas 97 mensagens foram do debate.

  10. Boa tarde! Lendo esta matéria percebi que enfatiza muito quanto aos não classificados da Secretaria de Educação. Esta chamada além do número de vagas será para todos os cargos?

    1. “A partir de janeiro de 2014 quem quiser exercer funções públicas de provimento efetivo no município de Magé vai ter que se empenhar para ser aprovado em concurso público, pois fora disso sobrarão apenas os cargos comissionados – secretários, subsecretários, diretores de departamento e assessores – de livre nomeação do prefeito”. A matéria é muito clara, fala de todos os cargos de provimento efetivo. A ênfase na Educação é porque é o setor com o maior número de contratados.

  11. Prezado Elizeu,

    Boa tarde.

    Sabe informar quantos professores II (Ensino Fundamental) serão chamados? Todos os aprovados?

    Obrigado pelo serviço prestado.

    Abraço!!!

  12. Nossa! como fiquei feliz com esta notícia,Deus é fiel! e eu sei que este dia vai chegar, assim poderemos dizer que o Nestor cumpriu com o que disse, espero ser chamada logo.

  13. Há tempos não posto nada por aqui, visto que em certos momentos fiquei desiludida a espera das mudanças tão necessárias, a exemplo esta noticiada. É triste demais ler alguns comentários, ao meu ver, desesperados. Comentários esses, partindo de contratados que estarão desempregados no próximo ano. Sempre foi assim, de 2005 pra cá. Chega dezembro, bate aquele desespero alternado de esperança…receberemos janeiro e fevereiro? Senti na pele o amargo de anos assim e me livrei das amarras da insegurança ao passar no concurso. Amigos contratados, estudem! A boa notícia é que em breve um novo concurso estará acontecendo. Faço votos de sucesso a todos vocês!

  14. Boa tarde. A colocação da leitora Susana é perfeita. O fim de contratações temporárias em cargos de provimento efetivo não acontece só em Magé. É uma exigência legal e tem de ser cumprida. Desde a Constituição de 1988 que essa é a regra do jogo, mas o “jeitinho” brasileiro vinha retardando isso. Agora a Justiça resolveu adotar a “tolerância zero” e os concursos públicos serão a única porta de entrada. O próximo ano será marcado por vários processos seletivos. Esforcem-se, porque serão milhares de oportunidades em toda a Baixada Fluminense, Itaboraí, Niterói e São Gonçalo.

  15. Qual é Elizeu? Você está rico, não precisa de emprego, anda de carrão e usa roupas caras. Você pode achar essa exigência legal, mas nós que precisamos ralar não. É uma exigência legal porque não é com você.

  16. Boa noite,
    Prezados debatedores e leitores, fico feliz com esta noticia apesar de estar trabalhando na prefeitura como concursado, vejo somente vantagens no concurso publico acaba com os apadrinhamentos “CURRAL ELEITOREIRO” pois somente os mais esforçado e capazes conseguem entrar pela porta da frente, isto só profissionaliza o serviço publico nesta tão amada Cidade, desejo fazer um novo concurso quem sabe para um outro cargo na mesma prefeitura que ganhe melhor, enfim viva MAGÉ, viva povo ordeiro e trabalhado acabou com a bangunça…

  17. Bom dia! queria saber isso pode ocorrer, ou seja, demitir todos os contratados?
    só ter concursados é permitido? não seria necessário ter uma cota para contratados?

    1. Bom dia. Uma administração pública é formada de cargos de provimento efetivo e de cargos comissionados. A nível de prefeitura os cargos comissionados são de secretário, subsecretário, assessores, diretores de departamentos, administradores de unidades e administradores regionais. Essas são funções de confiança e de livre nomeação do prefeito. Não existe isso de cota para contratados. Espero ter esclarecido.

  18. “Só ter concursados é permitido? Não seria necessário ter uma cota para contratados?” O que é isso meu Deus. Fico com pena do Elizeu de ainda ter que responder esse absurdo.

  19. A notícia agrada-me bastante, mesmo tendo sido funcionário contratado por alguns bons anos e ter sido aprovado no último concurso, ter sido convocado e ter, por um ano e meio, lecionado, efetivamente e corretamente no Município, digo corretamente porque a lei é claríssima no sentido de que os cargos DEVEM ser ocupados por sujeitos aprovados em concurso público de provas e título, quem duvida consulte a CF/88 ou a própria LDB., e já ter eu, inclusive, pedido demissão do serviço público em Magé, para o exercício de duas matrículas na Rede Estadual de Educação, bem melhor equipada e com Plano de Cargos e Salários já bem definido, fico muito contente em saber que o prefeito está seguindo os procedimentos legais, restando, para que fique tudo perfeito, eleições para o cargo de diretores e a correta preparação para os ocupantes de cargos de confiança, ou seja: o fim completo do “curral eleitoral”.

    Parabéns Prefeito! Realmente estou muito contente!
    Valte

  20. Desta vez vou fazer uso DESTE espaço para parabenizar a administração municipal pela iniciativa e coragem. Nada melhor do que o povo sair da mão dos políticos em MAGÉ

  21. Duvida LINK PERMANENTE
    Bom dia! queria saber isso pode ocorrer, ou seja, demitir todos os contratados?
    só ter concursados é permitido? não seria necessário ter uma cota para contratados?

    FICA A DISPOSTO DO GOVERNO EXECUTIVO MUNICIPAL. TANTO COMO “CLTISTAS” como os de provimento efetivo, tudo perante a lei que autoriza a criação dos cargos E OS SEUS DEVIDOS ORÇAMENTO, NÃO EXISTE COTAS DE CONTRATADOS SOMENTE PARA ALGUMAS FUNÇÕES DE CONFIANÇA, QUER UM CONSELHO ESTUDA VALE MAIS A PENA QUE ESQUENTAR A CABEÇA, TERÁ ESTABILIDADE E NO FUTURO ALGUMAS GRATIFICAÇÕES E AINDA DAR TEMPO… PEÇA AJUDA SE PRECISAR TENHO CERTEZA QUE ALGUNS ESTARÃO DISPOSTOS A FAZÊ-LO

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.