Universitários ficam a pé em Casimiro de Abreu

A Prefeitura afirma não dispor de dinheiro para continuar bancando o transporte gratuito dos estudantes

Por conta da crise Prefeitura corta o transporte gratuito

Os universitários que residem em Casimiro de Abreu e estudam em instituições localizadas em Macaé, Rio das Ostras, São Gonçalo, Rio Bonito, Niterói e Cabo Frio não mais poderão contar com o transporte gratuito oferecido em ônibus alugados pela Prefeitura ao custo de R$ 2 milhões por ano. Alegando dificuldades financeiras o prefeito Antonio Marcos Lemos decidiu pela suspensão do serviço. De acordo com informações da administração municipal, as perdas de arrecadação levando em consideração as quedas de royalties e outras receitas como ICMS e FPM – deverão chegar a R$ 37 milhões em dezembro.

Segundo a Prefeitura, a estimativa era de que o município receberia R$ 60 milhões em repasses de royalties, mas esta receita não deverá passar de R$ 31 milhões. “Em abril, o serviço quase chegou a ser suspenso. Na época, o poder público apertou o orçamento para manter o projeto, pois sabemos da importância desse transporte para cada um dos universitários atendidos. Contudo, diante dessa acentuação na crise não dá mais para continuar. Levamos até onde o financeiro permitiu”, disse o secretário de Ordem Pública e Defesa Civil, Cezar Magalhães.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.