Deputado quer capacitação profissional para jovens e mulheres fluminenses: O primeiro passo foi dado com R$ 6 milhões em emendas

Elizeu Pires

Joziel é o deputado que mais emendas apresentou no orçamento do Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos

Com base eleitoral em São João de Meriti, o deputado federal Joziel Ferreira Carlos, mais conhecido como Professor Joziel (PSL), está apostando na criação de oportunidades para jovens e mulheres sem profissão definida, que vivem no estado do Rio de Janeiro, principalmente na Baixada Fluminense. Visando a capacitação dessa clientela, o parlamentar vem usando o bom trânsito no Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos, para assegurar a liberação de recursos de emendas apresentadas no orçamento da União para essa finalidade.  Até agora são R$ 6.030.000,00, valores definidos para execução ainda este ano. Deputado que mais apresentou em emendas no MMFDH, Joziel diz que o objetivo é capacitar é capacitar o maior número de pessoas possível.

Visando a capacitação profissional de 1.960 adolescentes a partir da implantação de polos com cursos de designer gráfico e informática básica nos municípios do Rio de Janeiro, Magé, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Paraty do Alferes e Itaguaí, foram aprovadas emendas no total de R$ R$ 2.688 milhões. Dois núcleos serão inaugurados no Degase, nos Centros de Socioeducação Dom Bosco (CDB) e Professor Antônio Carlos Gomes da Costa (PACGC), da Escola João Luís Alves (EJLA), na Ilha do Governador, com o início das aulas previsto para abril.

Mais dinheiro – Emendas também estão voltadas para os adolescentes com dificuldades no aprendizado. Foram definidos recursos para atender 400 com idade entre 12 e 18 anos, em pólos que funcionarão em Aperibé, São João de Meriti, Rio de Janeiro e Nova Iguaçu, nos quais serão ministradas aulas de português, matemática e inglês. Esses municípios receberão repasse no valor de R$ 342 mil, e o convênio está em fase de licitação para contratação das empresas que fornecerão os materiais necessários.

Já os municípios de Magé, Rio de Janeiro, Porto Real, Nova Iguaçu e São João de Meriti terão R$ 1.900 milhão para o desenvolvimento de projetos voltados para a capacitação de mulheres com idade entre 14 e 65 anos nos cursos de informática básica, e para cuidador de idosos com idade entre 18 e 60 anos. A meta é atender 2.080 mulheres, em 52 polos.

Recursos também estão garantidos em benefício de em situação de vulnerabilidade social, moradoras de Casemiro de Abreu, Araruama, Belford Roxo, São João de Meriti, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro, que serão atendidas em núcleos de cursos de técnicas administrativas. Para isso há uma emenda no valor de R$ 1.100 milhão. O objetivo é atender 960 mulheres com idade entre 14 e 70 anos.

Comentários:

Deixe um comentário para ARIANE MACEDO DA SILVA Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.