Magé: Prefeitura comprou material esportivo, móveis, máquinas de lavar e televisores em empresa que tem como atividade econômica principal o comércio varejista de artigos de papelaria

Elizeu Pires

“Comércio varejista de artigos de papelaria”. Essa é a atividade econômica principal que aparece no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica da Expresso X Comércio e Distribuição, que, segundo consta no sistema que registra as despesas pagas pela Prefeitura de Magé, recebeu dos cofres públicos R$ 4,5 milhões durante o ano passado, fornecendo, entre outras coisas, produtos comercializados em lojas de eletrodomésticos, como máquinas de lavar e aparelhos de televisão. A empresa também vendeu materiais esportivos, tudo adquirido pela Secretaria Municipal de Educação. Ao todo a então secretária de Educação e Assistência Social Alisson Brandão assinou com a expresso seis contratos em 2020, sendo apenas dois para aquisição de produtos dentro da atividade principal da Expresso X.

Os primeiros contratos da Expresso X com a Prefeitura de Magé foram assinados em janeiro de 2020, dois deles no dia 3. O Contrato nº 003/20, foi para compra de resmas de papel A4, pelo total de R$ 48.750,00. Na mesma data foi firmado o 004/20, esse para o fornecimento de máquinas de lavar, com valor global de R$ 82.723,00.

Depois vieram os contratos 019 e 020, respectivamente para compra de televisores led de 32 polegadas por R$ 309.005,00, e aquisição de aquisição de utensílios, móveis e equipamentos, pelo total de R$ 348.917,60. Esses contratos datam de 10 de março de 2020, mas não dá para saber a quantidade fornecida, pois os únicos documentos disponíveis para consulta pública são os extratos com os valores globais.

Foi durante o período mais crítico da pandemia de Covid-19 que os contratos mais altos assinados com a Expresso X Comércio e Distribuição aconteceram, apesar de as escolas estarem fechadas. Em maio foi firmado o Contrato 041/2020, que teve como objeto as aquisição de materiais esportivos ao custo de R$ 1.064.934,16. Em julho foi feito o Contrato 060/2020, para fornecimento de material de expediente, com valor global de R$ 3.331.449,38.

Ao todo os contratos somam R$ 5,1 milhões, e o sistema mostra que a empresa recebeu R$ 4.537.476,92 e tem R$ 670.282,12 de saldo a receber.

*O espaço está aberto para manifestação dos citados na matéria.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.