Casimiro de Abreu: Guarda-chuva a R$ 201 usado em ornamentação de praça chama mais atenção que decoração natalina da cidade

● Elizeu Pires

O contrato da decoração natalina tem o valor global de R$ 584.064,00, R$ 80.400,00 só com guarda-chuvas

Mesmo em tempo de temporais como as chuvas torrenciais que desabam todo o verão, um guarda-chuva pode ser comprado no varejo por menos de R$ 80, independente da cor. Mas, ao que parece, o prefeito de Casimiro de Abreu, cidade do interior do estado do Rio de Janeiro não sabe disso. Ranon Gidalte (Cidadania), optou por pagar R$ 201 por cada uma das 400 unidades usadas na decoração natalina instalada na Praça Feliciano Sodré, no centro da cidade.

Basta uma consulta no mercado varejista para constatar que os guardas chuvas vermelhos usados na decoração poderiam ter custado menos, mesmo levando em conta a mão de obra e o material usado para pendurá-los. Uma olhadinha rápida é suficiente para se saber que se a aquisição tivesse sido feita numa loja de departamentos como a Magalu, por exemplo, a administração municipal pagaria apenas R$ 71,09 por guarda chuva, gastando o total de R$ 28.636,00, uma economia de R$ 51.964,00 em relação ao valor de R$ 80.400, contratado junto à empresa FJR Contildes, que foi escolhida para fazer a decoração de Natal e vai receber por isso R$ 584.064,00.

Os guarda-chuvas chamam mais a atenção pelo custo que pela ornamentação em si

De acordo com o Contrato 079/2021 homologado no dia 25 de novembro pela secretária de Turismo Adriana Grillo de Brito, a ornamentação de espaços públicos em vários pontos do município é composta de 26 itens, mas o que chama mais atenção é o relacionado à Praça Feliciano Sodré.

Os guarda-chuvas foram o assunto da semana nas redes sociais e o valor conferido a ele foi questionado na tribuna da Câmara de Vereadores por um parlamentar de oposição, e o contrato da decoração natalina deverá ser alvo de uma representação junto ao Ministério Público.

*O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Casimiro de Abreu.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.