Prefeitura de Casimiro de Abreu adere ata até para reparo de ruas. Contratos firmados sem licitação já somam mais de R$ 50 milhões

● Elizeu Pires

Ao que parece a gestão do prefeito Ramon Gidalte não sabe o que é processo licitatório

Um processo licitatório com ampla concorrência é o instrumento perfeito para que a administração pública garanta a competitividade entre empresas e consiga manter o critério da economicidade, o que acaba por resultar em preço final mais vantajoso. Porém, ao que parece, a gestão de Ramon Gidalte, prefeito de Casimiro de Abreu, desconhece isso, tal é o volume contratos firmados sem licitação feitos a partir da adesão de atas de outros municípios.

A última adesão de atas feita pela gestão de Ramon Gidalte foi publicada no último dia 17, tendo como objeto a “execução de serviços de restauração de ruas”, com valor global de R$ 1.293.474,00, valor já empenhado em nome da empresa JZA Engenharia e Serviços Técnicos.  A ata é da Prefeitura de Miracema, cidade do Noroeste Fluminense.

Ao todo a Prefeitura de Casimiro de Abreu já contratou mais de R$ 50 milhões em fornecimentos e prestação de serviços sem licitação, sendo cerca de R$ 35 milhões só no setor de Educação, com a administração municipal deixando claro que licitar não é necessário quando se pode escolher a empresa que bem entender se essa tiver uma ata de registro de preços em vigor.

*O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Casimiro de Abreu.

Matérias relacionadas:

Casimiro de Abreu: Compra de tablets sem licitação chegou a R$ 7,6 milhões com direito a pagamento relâmpago

Casimiro de Abreu aprova mais uma despesa milionária sem licitação

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.