Casimiro de Abreu inicia distribuição de tablets, só não revela quantos dos mais de seis mil aparelhos comprados sem licitação já foram entregues

● Elizeu Pires

O prefeito Ramon Gidalte transformou o início da entrega em evento promocional de seu governo, mas esqueceu de revelar os números – Foto: Divulgação/PMCA

“Os cerca de sete mil tabletes começaram a ser entregues nas escolas municipais no dia de hoje”. A resposta curta e grossa foi dada pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Abreu no fim da tarde da última quarta-feira (20) via WatsApp a uma pergunta simples e direta: “Quantos aparelhos já foram entregues até agora?”.

O retorno evasivo da Comunicação da Prefeitura só serviu para gerar ainda mais dúvidas e sustentar as suspeitas que pairam sobre o assunto, e produzir um novo questionamento: A empresa que recebeu integralmente mais de R$ 7,6 milhões para fornecer 6.295 tablets à Secretaria Municipal de Educação já fez a entrega de todas as unidades adquiridas e pagas?

O assunto tablet tem irritado bastante o prefeito Ramon Gidalte desde que a primeira matéria sobre a compra sem licitação foi publicada pelo elizeupires.com no dia 5 de janeiro. Recentemente, tentando desqualificar quem o vinha questionando sobre a demora na entrega dos dispositivos, ele usou as redes sociais para chamar de mentiroso quem estava cobrando respostas de sua administração sobre o destino das 6.295 unidades que custaram aos cofres da municipalidade a soma de R$ 7.610.635,00, e para dizer que os aparelhos seriam entregues aos alunos da rede municipal de ensino nos dias 7 e 8 de abril, o que não aconteceu.

Agora a Prefeitura divulgou que a distribuição começou a ser feita dia 19 e prosseguiu no dia 20, mas não informou a quantidade. Então, a título de esclarecimento, seria bom que o prefeito viesse a público dizer quantos alunos e professores já foram contemplados com os tablets, informação que a dispendiosa Secretaria Municipal de Comunicação parece não dispor.

*O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Casimiro de Abreu.

Matérias relacionadas:

Casimiro de Abreu: Tablet no varejo sai mais barato que o comprado por atacado pela gestão do prefeito Ramon Gidalte

Casimiro de Abreu: Comunicação da Prefeitura alega uma coisa sob os tablets comprados, mas documento oficial revela outra

Casimiro de Abreu: Compra de tablets sem licitação chegou a R$ 7,6 milhões com direito a pagamento relâmpago

Casimiro de Abreu: Tablets comprados por R$ 7,6 milhões ainda não foram entregues, mas o dinheiro já saiu dos cofres da Prefeitura

Casimiro de Abreu: Continua em segredo o destino dos tablets comprados por R$ 7,6 milhões que ainda não foram entregues nas escolas

Quem é que está mentindo sobre os tablets, prefeito?

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.