Até devolução de dinheiro é vista com desconfiança em N.Iguaçu

Os R$ 2 milhões devolvidos pela Câmara podem ser usados para pagar fornecedores

A Câmara de Vereadores de Nova Iguaçu é tão mal vista pela população que até quando alguma medida positiva é anunciada surgem suspeitas. Na semana passada o presidente da Casa, Rogério Teixeira Júnior, o Juninho do Pneu (PMDB), divulgou que estava devolvendo à Prefeitura o total de R$ 2 milhões, dinheiro que teria sido economizado com a redução do número de vereadores de 29 para 17. O gesto, segundo pessoas ligadas ao comando da Câmara, teria duas finalidades muito diferentes da anunciada, que seria a de ajudar no pagamento de salários atrasados. 

O que se comenta nos corredores do poder é que a coisa não seria bem assim e que o dinheiro pode ir parar nas mãos de fornecedores do município, alem de o gesto ajudar na sustentação, na Justiça, de que a diminuição do número de cadeiras foi benéfica, já que uma ação que pede a volta do número anterior de parlamentares, pelo corte supostamente ter sido feito de forma irregular.

Os desconfiados lembram que o percentual de repasse continua o mesmo, dizem que não haveria nenhuma intenção em fazer devoluções futuras e sustentam que isso foi feito agora por causa da repercussão negativa do passeio que vereadores fizeram ao Nordeste em fevereiro, com limite de gasto fixado em R$ 7.400 para cada um.

 

Comentários:

  1. Uma Casa com raposas como Mauricio Moraes, Carlão Chambarelli, Juninho do Pneu e um Marcelinho das Crianças como diretor geral não pode ter boa intenção quando devolve dinheiro.

Deixe uma resposta para Julio Cesar Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.