Despesas da Codeni disparam e continuam escondidas

A Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu gastou quase R$ 9 milhões em quatro meses, mais que o dobro do registrado no último quadrimestre de 2016

Os valores dos repasses para a Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu (Codeni), uma autarquia considerada cara e supérflua pelos iguaçuanos mais observadores, vem aumentando assustadoramente desde que o prefeito Rogério Lisboa (foto) assumiu o governo. Nos primeiros quatro meses deste ano as transferências somaram quase R$ 9 milhões, mas é praticamente impossível saber onde e em que esse dinheiro está sendo gasto, já que as despesas são informadas de forma genérica no sistema da Prefeitura, dificultando o controle social garantido a todo cidadão pela Lei da Transparência. De acordo com os registros da administração municipal, em janeiro o repasse foi de R$ 1.898.472,73. Caiu para R$ 1.520.190,10 em fevereiro, mas disparou em março e abril, para R$ 2.650.632,24 e 2.853.336,77, chegando ao total de R$ 8.922.631,34.

Assim como não está claro o que é feito com o dinheiro destinado a Codeni, a população fica sem saber com qual a finalidade da companhia, que no papel teria função de fazer a manutenção predial e das vias urbanas do município, além de ceder mão de obra as outras secretarias. Se for isso, é preciso explicar porque a Prefeitura vem gastando com a contração de empresas para reformar escolas e postos de saúde, para fazer operações tapa-buracos e outros serviços dentro do que seria atribuição da autarquia?

Tão cara quanto a Codeni, a Câmara de Vereadores vem se fazendo de cega diante dos gastos da companhia. Nada é questionado em relação a Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu, que sem fiscalização fica bem a vontade para continuar trancando suas contas como segredo de estado.

Comentários:

  1. Hoje já são mais de 200 atendimentos incluindo troca de manilhas, desentupimento de esgoto e tapa buraco como o operacional funcionando apenas com 3 caminhões de Vac all para atender TODO O MUNICÍPIO, e 3 caminhões para atendimento exclusivo a Hospitais (USB) e escolas, isso com o pessoal do setor operacional funcionando com o mínimo de funcionários, o que a CODENI tem hoje de funcionário de operacional não chega nem perto do que havia na gestão passada e do necessário para atender TODO O MUNICÍPIO. A Cia está com um número de funcionários reduzido além do normal.

Deixe uma resposta para Carlos Alberto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.