Prefeito de Paty não se pronuncia sobre denúncia de nepotismo

Lista de parentes nomeados na Prefeitura deverá ser encaminhada ao MP

A matéria Paty do Alferes tem um ‘governo de família’, veiculada no último sábado, teve grande repercussão na cidade e irritou bastante o governo por revelar que parentes do prefeito Eurico Pinheiro Bernardes Neto, o Juninho Bernardes (foto) e do vice-prefeito Arlindo Rosa de Azevedo foram nomeados em cargos de confiança nos primeiro e segundo escalões da administração municipal. Porém, até o final do expediente de ontem (30) o governo não havia se pronunciado sobre a denúncia de prática de nepotismo nem sobre os supostos super poderes que teriam sido conferidos ao ex-prefeito Eurico Pinheiro Bernardes Junior, pai de Juninho, nomeado para comandar a Secretaria de Educação. Uma lista inicial com nove nomes deverá ser encaminhada ao Ministério Público nos próximos dias, mas, de acordo com informações de fontes do próprio governo, o número de pessoas ligadas ao prefeito e ao vice seria maior.

A lista de nomeados com os sobrenomes Bernardes, Lisboa e Rosa é longa e cabe ao governo esclarecer se são parentes de gestores ou não, para que não paire qualquer tipo de dúvida e a população fique sabendo quem é quem na administração municipal, mas o parentesco com o prefeito e o vice está bem claro em relação a Camila de Oliveira Lisboa, nomeada inicialmente como secretária de Administração e agora atuando como chefe de gabinete (Portaria Nº 004); Jeanne Marisete Teixeira Bernardes, secretária de Desenvolvimento Social (Portaria Nº 007); Eurico Pinheiro Bernardes Junior, secretário de Educação (Portaria Nº 006) e Alexandre Veiga Lisboa, secretário de Obras (Portaria Nº 008).

No caso de Alexandre Lisboa ele teria dois parentes na gestão com cargos eletivos. Seria primo do vice e casado com uma tia do prefeito. Porém, se administração municipal ainda não se pronunciou sobre o assunto, portarias como as de números 019, 066, 067, 068, 081, 087, 094, 099, 122 e 123 põe ainda mais lenha fogueira com por parte dos sobrenomes dos nomeados, fato que precisa sim ser esclarecido, até para evitar constrangimentos para os ocupantes dos cargos.

 

Arquivo relacionado:

Paty do Alferes tem um ‘governo de família’

Comentários:

  1. O cara sai lá do Rio para meter o dedo na ferida aqui e a imprensa patiense não dá uma linha sobre o assunto. Daqui a pouco vão é começar a bater no jornalista.

Deixe uma resposta para Filho da terra Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.