Pressões internas podem tirar de deputado o comando da Saúde em Magé

O parlamentar já indicou dois nomes para a Secretaria, mas não deverá emplacar o terceiro

Elizeu Pires

Nas eleições de 2018 o então candidato a deputado federal pelo PP, Luiz Antonio Teixeira Junior, o Dr. Luizinho (foto), teve 4.984 votos em Magé, mas nos dois primeiros anos de mandato não encaminhou uma emendazinha sequer para ajudar o município. Isso, entretanto, não impediu que o prefeito Renato Cozzolino Harb desse a ele o comando da Secretaria Municipal de Saúde, mas isso pode estar chegando ao fim…

Luizinho indicou, inicialmente, o médico recém-formado Caio Antônio Mello Souza como secretário, mas esse jogou logo a toalha. O deputado então o substituiu por Pâmela Roberta Ferreira da Silva, que foi superintendente administrativo financeiro da Secretaria de Saúde de Nova Iguaçu, na gestão do prefeito Nelson Bornier. Ela também não estaria suportando as pressões, e não será surpresa se vier a deixar o cargo nos próximos dias, saindo com ela vários moradores de Nova Iguaçu, lá nomeados em cargos de confiança.

Com orçamento grande e recursos garantidos por repasses federais e estaduais, a Secretaria Municipal de Saúde de Magé tem contratos com fornecedores que somam cerca de R$ 150 milhões por ano, sendo alvo de grande interesse político pelos milhares de cargos e pela estrutura que garante o contato direto com o eleitor, coisa usada há anos pelos atores da política pequena que predomina no município, o que transforma a rede de saúde em uma grande fábrica de votos.

Além dos desacertos que estariam sendo observados na gestão de Pâmela, tem se verificado um trabalho de bastidores para que a Secretaria de Saúde seja comandada por um indicado pela família que, de acordo com uma fonte ligada ao grupo, teria interesse em lançar um novo membro na política partidária, que seria o atual secretário de Governo, Vinicius Cozzolino Abrahão, que poderia vir a disputar um mandato de deputado em 2022.

*O espaço está aberto para manifestação dos citados na matéria.

Indicada por deputado, secretária de Saúde de Magé provoca revolta entre servidores efetivos e reação contra nomeação de pessoas de Nova Iguaçu

Deputado que quer ser ministro seria o “tocador” da Saúde em Magé, onde titular da secretaria foi trocado por um ex-quadro administrativo da pasta em Nova Iguaçu

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.