Itatiaia: Derrubada de representação contra o prefeito interino é vista como o fracasso de Dudu na tentativa de derrubar Imberê e conquistar “terceiro mandato” por via indireta

Elizeu Pires

Se depender da Câmara de Vereadores de Itatiaia o escândalo do atesto de notas sem que a totalidade dos materiais adquiridos por R$ 3 milhões para abastecer o hospital da cidade tivesse sido entregue – conforme apurado pelo Ministério Público – ficará debaixo do tapete. Pelo menos é o que sugere uma decisão do plenário da Casa, que, por 6 votos a 3, reprovou um requerimento protocolado na semana passada pedindo o afastamento do prefeito interino Imberê Moreira Alves e a cassação do presidente da Casa Legislativa de seu cargo de vereador. O que salvou o prefeito, na visão de observadores mais atentos, é que a representação assinada por um morador do município, seria uma manobra arquitetada nos intestinos da política local com as digitais do ex-prefeito Eduardo Guedes, o Dudu.

Para algumas pessoas com trânsito livre nos corredores do poder itatiaiense, o requerimento reprovado seria uma tentativa velada do ex-mandatário de tomar a “caneta de ouro” da mão de seu ex-aliado Imberê para entregá-la ao vereador Cristian de Carvalho, já que o parlamentar já estaria com as garras afiadas para dar o bote na cadeira do interino, caso a Câmara decidisse destituir o atual comandante do Executivo da cidade do sul fluminense.

Raposa velha na política de Itatiaia, Cristian é um dos cabeças do grupo de Dudu e cacique do Solidariedade na cidade, mesmo partido do vereador de primeiro mandato Bruno Diniz, que foi lançado candidato a prefeito na campanha da eleição suplementar marcada para o último dia 11 de abril e que acabou adiada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que acatou um pedido de Imberê baseado na Covid 19. O que não teria convencido boa parcela da população local, uma vez o governo interino de Imberê, que também disputaria o pleito, não teria conseguido decolar.

Já o agora ex-quase presidente da Câmara e ex-quase prefeito interino Cristian de Carvalho deve ter frustrado os planos do deputado federal Aureo Lídio, cacique estadual do Solidariedade, que estaria de olho também em Itatiaia, já que o congressista, apontado como cogestor de Queimados, estaria tentando expandir seus tentáculos para a cidade do sul fluminense. Afinal o moço parece ter experiência, uma vez que já chegou a emplacar, de uma só vez, esposa e mãe como secretária em Duque de Caxias. Em Itatiaia, por trás do combustível do voo de Bruno estaria um empresário de sobrenome árabe com atuação em vários municípios.

*O espaço está aberto para manifestação dos citados na matéria.

Comentários:

  1. Quanta besteira escrita aqui, deve ser apenas pra confundir o povo de Itatiaia. Caso o prefeito interino Imberê fosse afastado, quem assumiria o poder executivo, seria o atual vice presidente da câmara, e atualmente preside a câmara interinamente, no caso o vereador Vaninho. Coitada da população da Itatiaia que não tem nenhum veículo de comunicação disposto a praticar o verdadeiro JORNALISMO! Itatiaia pede socorro!!!

    1. Boa noite. Você está redondamente enganado. Teria de ter nova eleição para presidente da Câmara para o eleito poder assumir interinamente a Prefeitura, mas você não é obrigado saber disso. Para isso existem jornalistas, para lhe informar, ainda que você possa não gostar de ouvir a verdade.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.