Do bloco do eu primeiro e depois também

Elizeu Pires

Na visão de alguns dos próprios colegas Luiz Antonio e Áureo não são tão assim como pensariam que são

Já tem prefeito que lhes foram parceiros com os dois pés atrás com os deputados Luiz Antonio Teixeira Junior, o Dr. Luizinho, e Áureo Lídio, “donos”, respectivamente, do PP e do Solidariedade no estado do Rio de Janeiro. Aplicam a ambos a máxima do “primeiro eu, depois eu e eu mesmo”, e tem feito coro outros parlamentares e até cabos eleitorais de luxo, como vereadores e pré-candidatos a deputado estadual.

O que se fala é que os dois caciques estão ficando sem índios, por pensarem unicamente e si mesmos, mirando apenas os próprios umbigos. No caso de Luizinho as criticas são bem pesadas. Falam nos ambientes políticos da Baixada Fluminense que ele quer mandar em algumas cidades mais que os próprios prefeitos, controlando secretarias de Saúde através de titulares indicados, e que o moço gostaria mesmo é de ver o setor terceirizado nos municípios onde ele acha que manda.

A julgar pelo que se ouve na região, os dois políticos podem acabar falando sozinhos.

*O espaço está aberto

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.