Casimiro de Abreu está entre seis e meia dúzia

Paulo Dames, Fabio Kiffer e Vagner Heringer sãos os pré-candidatos a prefeito que mais pontuam

Os três pré-candidatos a prefeito que mais pontuam em pesquisa podem representar qualquer coisa, menos mudança

Um já foi prefeito por três vezes (dois mandatos consecutivos), tem decisão condenatória por improbidade administrativa confirmada em segunda instância e foi condenado pelo Tribunal de Contas a devolver mais de R$ 5 milhões aos cofres da municipalidade, por superfaturamento e irregularidades em contratos para fornecimento e prestação de serviços firmados em suas gestões. Outro, apesar de nunca ter disputado um mandato eletivo carrega o peso do comprometimento com o prefeito Antonio Marcos Lemos – por quem foi lançado como possível sucessor -, que, segundo pesquisa realizada no mês passado tem um índice de 64% de reprovação, enquanto o terceiro é um empreiteiro que coordenou a campanha do atual governante da cidade e que até o fim do ano passado tinha volumosos contratos com a administração municipal. Eles são Paulo Dames (PSB), Fábio Kiffer (PSC) e Vagner Heringer (PR) que, de que de acordo com a consulta de intenção de votos feita pelo Ipespe, têm 43%, 17% e 12% das intenções de votos, respectivamente.

Tecnicamente inelegível, barrado no baile eleitoral deste ano se prevalecer o que a Lei da Ficha Limpa estabelece, Paulo Dames tem uma longa lista de débitos para ser executada através do setor de Dívida Ativa, além de pendências com a Justiça e outros processos em análise no TCE. As contas que o ex-prefeito tem a acertar decorrem de irregularidades em contratações e pagamentos de obras e prestações de serviços. Só em um deles Paulo Dames foi condenado ao pagamento de 1.034.315,40 Ufir aos cofres da Prefeitura, o equivalente a mais de R$ 2,8 milhões.

Segundo seus aliados, se não conseguir registrar sua candidatura Paulo poderá apoiar o pré-candidato do PR, Vagner Heringer, que além de ter sido muito próximo no governo no qual faturou bastante com suas empresas entre janeiro de 2009 e 31 de dezembro de 2015, também já foi enquadrado pelo Tribunal de Contas: ex-diretor financeiro do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Casimiro de Abreu (Iprev-CA) ele foi condenado a pagar uma multa R$ 59.661,80 pelo TCE, que apontou irregularidades na aplicação de recursos do órgão no Banco Santos, o que casou prejuízos ao fundo de pensão dos funcionários públicos municipais. Vagner recorreu contra a decisão do TCE e perdeu todos os recursos.

Quanto ao pré-candidato Fabio Kiffer, o que mostra que a população de Casimiro de Abreu o vê como a continuação do governo de Antonio Marcos são os números da consulta de intenção de votos feita pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) e registrada TSE sob o número RJ-09900/2016 e 50ª Zona Eleitoral (Protocolo 65.794/2016). De acordo com a pesquisa, Fábio tem o maior índice de rejeição, chegando a 32%, contra os 14% de Dames e os 12% de Heringer. Para muitas lideranças locais, Kiffer, se eleito, será o prefeito de Antonio Marcos e não do povo de Casimiro de Abreu.

Matérias relacionadas:

Casimiro de Abreu também marca presença na lista negra do TCE

TCE pune ex-gestores da previdência de Casimiro de Abreu

Pré-candidato deve mais de R$ 5 milhões aos cofres públicos

Comentários:

  1. Fabinho vai dançar no ritmo que o Antonio Marcos tocar, Paulo Dames é aquilo que todos nós conhecemos e o Heringer uma mistura de Antonio Marcos e Paulinho. Estamos perdidos..

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.