Fevereiro poderá ser o mês do ‘passaralho’ em Casimiro de Abreu

Alguns secretários estariam para ser substituídos por “insatisfação do prefeito”

● Elizeu Pires

Pelo que revelam os números do Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação – ferramenta do Sistema de Informações Banco do Brasil (SISBB)-, dinheiro não é problema para a Prefeitura de Casimiro de Abreu, cidade do interior do estado do Rio de Janeiro. Os registros, como já reportou o elizeupires.com, mostram que o ano de 2021 foi muito melhor que o anterior, com a administração recebendo R$ 62,4 milhões a mais em transferências constitucionais, um total de R$ 184,7 milhões contra os R$ 122,3 milhões que entraram nas contas do município em 2020. Se o ano passado foi bom, 2022 promete muito mais, pois até ontem (27), os repasses obrigatórios somaram R$ 49,9 milhões, mais de quatro vezes o total recebido em janeiro de 2021.

Se dinheiro existe, mas as coisas não acontecem, o problema parece ser de gestão, e isso deverá resultar em mudanças em vários setores da Prefeitura, com o prefeito Ramon Gidalte fazendo várias substituições, segundo revela uma fonte ligada ao governo. Nos ambientes políticos da cidade já são dadas como certas as exonerações dos secretários de Obras e Saúde, mas a aposta é de que outros três membros do time principal do governo estariam correndo sérios riscos de serem apeados do poder.

“Ramon pode alegar tudo, menos falta de recursos financeiros. Os números sugerem que o caixa está lotado, pois os repasses dos royalties do petróleo aumentaram bastante. Se as coisas não andam com certeza não é por falta de dinheiro. Se secretários forem trocados e ainda assim nada acontecer, o prefeito vai acabar entrando para a história como o pior governante que o município já teve”, diz um aliado que já está perdendo a paciência com o emperramento da máquina administrativa.

De acordo com os SISBB, durante os 31 dias do mês de janeiro de 2021 os repasses constitucionais somaram R$ 11.333.858,50, enquanto nos primeiros 27 dias de 2022, as transferências chegaram ao total R$ 49.900.894,22, sendo R$ 44.220.315,01 de royalties. O SISBB mostra, ainda, que os repasses feitos em janeiro de 2021 pela Agencia Nacional do Petróleo (ANP), somaram R$ 5.371.623,82.

*O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Casimiro de Abreu.

Matéria relacionada:

Mais dinheiro em caixa não significaria nada em Casimiro de Abreu

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.