Nalin afirma que Magé não pode andar para trás

Nalin quer o povo de Magé exorcizando os fantasmas do passado para não caminhar para trás (Foto: Câmara dos Deputados)

José Augusto retorna para Brasília em janeiro e quer o município livre do que chama de “fantasmas do passado”

A campanha já ganhou as ruas de Magé, que tem cinco candidatos a prefeito, 372 postulantes às 17 cadeiras da Câmara Municipal e eleitores preocupados com o futuro. Um deles, o suplente de deputado federal pelo PMDB José Augusto Nalin, fala abertamente dessa preocupação e diz com todas as letras que “fantasmas do passado precisam ser exorcizados e que o município não pode caminhar para trás”. Para Nalin, que em janeiro voltará a assumir uma vaga na Câmara dos Deputados, “não há como pensar em um futuro promissor se Magé voltar a viver tempos nebulosos de opressão e de falta de compromisso com a legalidade, uma preocupação”, pontua, “que deveria ser de todos os que querem um município melhor”.

“Tivemos uma participação muito produtiva para Magé como parlamentar e vamos continuar nessa linha. Se Deus quiser, em janeiro estaremos voltando ao mandato de deputado e teremos pelo menos dois anos para dar prosseguimento ao que iniciamos, mas qualquer iniciativa será inválida se não tivermos em nosso município um governo de credibilidade e se a cidade ficar exposta a riscos de ter de volta ao poder, direta ou indiretamente, quem saiu sem deixar saudade”, diz Nalin, que não acompanhou o partido na opção de coligar com o PR, preferindo o palanque do PPS, partido que tem como candidato majoritário o prefeito Rafael Santos de Souza, o Rafael Tubarão.

José Augusto pontua que o curto período em que atuou na Câmara dos Deputados foi suficiente, por exemplo, para a retomada das obras de duplicação da BR-493, a Estrada Magé-Manilha, que liga Santa Guilhermina (Magé) à localidade de Manilha, no município de Itaboraí, em um trecho de 25 quilômetros. O reinicio das obras foi possível a partir de uma emenda impositiva e o pagamento à empresa contratada para concluir o projeto está garantido.

Com pouco mais de 178 mil eleitores aptos a votar, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral, Magé tem como candidatos a prefeito Daniel Klein (PSOL), Paulo Afonso Abreu de Oliveira (PPL), Rafael Tubarão (PPS), Renato Cozzolino Harb (PR) e Sonia de Oliveira Shotffel, a Soninha (PRB).

*Matéria atualizada às 10h21 do dia 20 de agosto de 2016

 

 

Comentários:

  1. O Picciani, Elizeu, é o maior inimigo de Magé. Ele pensa que a nossa cidade é o fundo do quintal da casa dele ou uma de suas fazendas. Não somos gados, somos gente. O pior é que esse cara impõe o que quer e depois vem aqui pedir voto pra ele e seus filhos. Ele sacaneou o Zé Augusto, que seria o nosso prefeito.

  2. [quote name=”Mageense atento”]Os fantasmas, mesmo foragidos, são ameaças reais para o nosso município.[/quote]
    Tenho que concordar com isso. Os espectros são uma grande ameaça mesmo.

  3. Como pode um candidato ser tao ruim como dizem e ainda ser uma ameaça, ou os demais é que são muito fraco.
    Quem decide eleição é os eleitores, se um ruim ganhar no voto o que dizer dos bons que perderam no voto…
    Se tratando de politico difícil é saber quem é o menos pior.

  4. [quote name=”Piabetense”]Como pode um candidato ser tao ruim como dizem e ainda ser uma ameaça, ou os demais é que são muito fraco.
    Quem decide eleição é os eleitores, se um ruim ganhar no voto o que dizer dos bons que perderam no voto…
    Se tratando de politico difícil é saber quem é o menos pior.[/quote]
    Gostei da observação, mas quem votar em um Cozzolino, seja ele quem for, não poderá reclamar depois.

  5. No caso específico do nosso município acho que o eleitor mageense é pior que os políticos, pois vendem o voto por míseros cinquenta reais e depois querem honestidade.

  6. A maioria dos que votam querem saber é de pão, leite, legumes e cesta básica. Depois dane-se a saúde, a educação, o saneamento. Pão e leite é que é bom.

  7. [quote name=”sera?”]A mania do ser humano é pré julgar os outros. Nem os dedos da nossa própria mão são iguais!![/quote]
    Se você estiver falando de Cozzolino saiba que Cozzolino bom é Cozzolino fora do poder.

  8. acho eu que Magé continua andando pra tras a muito,, principalmente no que depende dos nossos dois representantes federal e estadual, o problema cronico de Magé é a falta dagua e nenhum deles nada fazem, quanto ao postulante Renato Cozzolino creio que seje um ótimo candidato mas o que pesa é o pacote que vem junto(núbia, charles, núcia, dinho, enfim assusta todo mageense.

  9. Tanto tubarão como os cozzolinos são todos farinha do mesmo saco, infelizmente o Mageense está sem opções nesta eleição, tmo pelo futuro de nossa cidade!

Deixe um comentário para Téssio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.