Deputados da Baixada votaram para barrar processo contra Temer

Felipe Bornier manteve a mesma posição do primeiro processo

A vitória apertada do presidente Michel Temer na noite desta quarta-feira, na Câmara dos Deputados, contou o voto favorável de dois dos três parlamentares eleitos pelo município de Nova Iguaçu. Rosângela Gomes e Walney Rocha disseram sim ao arquivamento das denúncias de prática de corrupção apresentadas pela Procuradoria Geral da República contra Temer e os ministros Elizeu Padilha e Moreira Franco. Felipe Bornier (foto), que já havia votado pelas investigações no primeiro processo arquivado, reiterou seu posicionamento, defendendo que Casa autorizasse o Supremo Tribunal Federal a investigar e julgar o presidente, caso a apuração dos fatos apontasse a prática de crime. Além de Rosângela e Walney, votaram contra as investigações outros quatro deputados da Baixada Fluminense: Aureo Lídio, Simão Sessim, Celso Pansera e José Augusto Nalin, repetindo o gesto da primeira votação.

 

Comentários:

  1. Quero ver se esses cidadãos vão, em suas próximas campanhas, afirmar aos seus eleitores que votaram a favor da corrupção em Brasilia…Na hora de pedir votos TODOS, sem qualquer exceção, dirão que abominam os atos do presidente e seus asseclas…

Deixe uma resposta para Márcio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.