Empresas de família de vereador faturaram mais de R$ 8 milhões

Alcione foi eleito vereador em 2012 e agora quer ser prefeito

Grupo atua com quatro razões diferentes junto à Prefeitura de Guapimirim e faturamento este ano deverá chegar a R$ 3 milhões

Embora a legislação não aprove a contratação de empresa de agentes políticos pelo poder público a relação comercial entre a Prefeitura de Guapimirim e as empresas controladas pela família do vereador Alcione Barbosa Tavares, o Alcione do Posto, que já se apresenta como pré-candidato a prefeito pelo PSDC, vai muito bem, obrigado. Com quatro razões sociais diferentes o grupo faturou entre janeiro de 2012 e 31 de dezembro de 2015 o total de R$ 8.662.985,82 e deve embolsar pelo menos mais R$ 3 milhões este ano vendendo combustíveis e alugando ônibus para a municipalidade. Em 2012 Alcione declarou à Justiça Eleitoral ser dono da Status Rio Auto Peças, que continua listada como fornecedora da Prefeitura. As outras empresas são a Viação Paraíso Verde (que explora as linhas municipais e loca ônibus para transportar estudantes), a Borracharia Status de Guapimirim e a Status Rio Auto Serviços.

 

Controlada pelo empresário Arly Barbosa Tavares, a Viação Paraíso Verde faturou nos últimos quatro anos quase R$ 4 milhões e passou a receber mais em 2014, quando ganhou quase três vezes mais que o valor que consta como pago no ano anterior. Em 2012 a empresa recebeu dos cofres municipais R$ 959.952,72, faturamento que caiu para R$ 500.831,18 em 2013, com o ano seguinte sendo o melhor da sua relação de negócios com a Prefeitura que o seu filho tem o dever de fiscalizar. Em 2014 a municipalidade pagou R$ 1.302.915,22 para a Paraíso Verde e mais R$ 1.152.406,03 no ano passado. Já as empresas Status receberam o total de R$ 4.746.880,67 no período, sendo R$ 1.802.699,30 em 2012, R$ 1.238.644,77 em 2013, R$ 652.864,96 em 2014 e R$ 1.052.671,64 durante o ano passado.

No ano passado, depois de uma operação do Ministério Público e do afastamento temporário do prefeito Marcos Aurélio Dias, a Câmara de Vereadores abriu uma comissão de inquérito para apurar denúncias de irregularidades em vários processos licitatórios, contratos e compras envolvendo recursos do Fundo Municipal de Saúde. Entre os contratos estava o firmado com a empresa para fornecimento estava a empresa Status Rio Auto Serviços, mas até hoje ninguém sabe o que de fato foi apurado pelo Poder Legislativo.

 

Matérias relacionadas:

Guapimirim muda comando da Saúde

Guapimirim precisa provar que investigação é para valer

Comentários:

Deixe uma resposta para Messias Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.