Esquema de prevenção em Nova Iguaçu: população em situação de rua será atendida na Vila Olímpica da cidade

Como medida para combater a propagação do coronavírus Covid19, a Secretaria de Assistência Social (SEMAS) da Prefeitura de Nova Iguaçu vai transferir, extraordinariamente, a partir de ontem (24), o atendimento à população em situação de rua do Centro de Referência Especial para Pessoa em Situação de Rua (Centro Pop), na Rua República Árabe da Síria, para a Vila Olímpica da cidade. Diariamente, cerca de 200 pessoas são atendidas pelo serviço. "Todas essas medidas e esforços estão sendo realizados numa tentativa de retardar a propagação do vírus, sem deixar de atender a população em situação de rua", afirmou a superintendente da Proteção Social Especial, Samantha Nazareth.

A Superintendência de Proteção Social Especial, órgão ligado à SEMAS, ainda suspendeu encontros, atividades grupais e reuniões para evitar aglomerações. Além disso, foi intensificado os cuidados com a higienização dos equipamentos, principalmente em áreas comuns, mesas, maçanetas, portas, banheiros, entre outros. Outra medida tomada foi a adequação do horário de funcionamento do espaço, que agora será das 8h30 às 10h30 e das 14h às 15h30. Antes, o local funcionava de 8h às 17h. Com isso, será mantido o café da manhã e da tarde, além do almoço, que continua sendo servido na Casa da Solidariedade, que fica próximo à Vila Olímpica.

Macaé: unidades de acolhimento a possíveis casos de contaminação pelo coronavírus são higienizadas por equipes da limpeza urbana

O trabalho - realizado por equipe terceirizada - será feito regularmente Equipes que atuam no serviços da limpeza pública de Macaé, usando equipamentos de proteção recomendados por especialistas em infectologia, estão atuando na higienização das unidades de saúdes definidas pela Prefeitura para funcionarem como pontos de referencia no acolhimento de possíveis casos de infecção pelo coronavírus.

As ações estão sendo feitas no Hospital Público de Macaé (HPM), Hospital da Unimed e no Hospital São Lucas, além do Posto de Saúde Jorge Caldas, com uso um produto desinfetante específico, essência e um caminhão pipa com capacidade para 10 mil litros.

Belford Roxo lança projeto para manter alunos em atividade

Estudantes terão acesso a atividades educacionais que poderão compartilhar com os pais

O secretário Denis Macedo está apostando nas atividades online A pandemia da coronavírus mudou o hábito das pessoas e de diversos segmentos da sociedade. Em Belford Roxo, a Secretaria Municipal de Educação suspendeu as aulas até 31 de março. Porém, para não deixar os cerca de 50 mil alunos sem atividades, a Secretaria criou o projeto "Educação em tempo de Coronavírus", cujo objetivo é manter os estudantes em atividade.

Centro de Imagem facilita tratamento em Paracambi: os exames de tomografia agora são feitos no próprio hospital da cidade

Inaugurado há um mês, o Centro de Imagem João José Gonçalves é o primeiro setor do Hospital Municipal Dr. Adalberto da Graça, mais conhecido como Hospital de Lajes, a entrar em operação depois das obras de reforma e ampliação. Com os exames feitos no próprio hospital os resultados imediatos facilitarão atendimento, acelerando o início do tratamento adequado a cada caso. "Os exames de tomografia serão realizados aqui mesmo. Os diagnósticos e procedimentos cirúrgicos serão marcados e realizados agora com mais rapidez", afirma o secretário de Governo Flávio Ferreira, que é médico.

Segundo a prefeita Lucimar Ferreira, o Centro de Imagens representa o primeiro passo de um complexo hospitalar considerado referencia na região e ainda serão entregues a população um novo setor de emergência, um pólo de saúde mental e maternidade. "O Hospital De Lages já é uma referência na região, sendo que 40% dos atendimentos realizados aqui são de pessoas de fora de Paracambi", diz Lucimar, destacando que o centro conta raio-x digital, mamografia digital, densitometria óssea, ultrassonografia, além de um tomógrafo computadorizado.

MPF move ação para assegurar tratamento de esgoto em Piraí: 85% é lançado direto em afluentes do Rio Paraíba do Sul

O Ministério Público Federal (MPF) move ação civil pública contra a União, estado do Rio de Janeiro, município de Piraí (RJ) e Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae) para a implantação de sistema de tratamento de esgoto, a fim de reduzir a poluição dos corpos hídricos receptores situados no município. Para tanto, o MPF requer que, em 90 dias, seja elaborado projeto visando planejamento e estruturação da prestação dos serviços públicos de esgotamento sanitário, de modo a se adequar às diretrizes da Política Nacional de Saneamento Básico (Lei 11.445/07).

Além disso, deverá ser elaborado também projeto de construção de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Sanitário com capacidade para tratamento de todo o esgoto gerado na cidade, no padrão de eficiência legalmente estabelecido. A ETE deverá ser localizada fora da faixa marginal de proteção dos corpos hídricos e sua construção deverá ocorrer em prazo não superior a 18 meses do licenciamento ambiental. Ao mesmo tempo, deverão ser construídas as redes coletoras de esgoto sanitário, promovendo a sua ligação aos imóveis públicos e privados existentes em seu território, concomitantemente à construção da Estação de Tratamento, devendo a obra ser concluída em 24 meses.

Ação preventiva de limpeza evita maiores danos em Macaé…

... apesar de alagamentos e quedas de árvores

A água não impediu o trabalho das equipes de limpeza - Fotos: Divulgação As chuvas que causaram estragos em pelo menos 22 cidades do estado do Rio de Janeiro, em Macaé, no Norte Fluminense, apenas lavaram as ruas. Apesar de a Lagoa de Imboassica ter jogado água para fora, não houve maiores problemas. Isto porque, segundo a Prefeitura, além da limpeza das vias públicas no dia a dia, há um trabalho preventivo, como o da limpeza dos bueiros por exemplo, feita antes de qualquer possibilidade de chuvas.

Chuvas causam estragos, desabrigam famílias em Magé, e lama vira palanque político para pré-candidatos oportunistas

As famílias estão sendo acolhidas em pontos de apoio criados pela Prefeitura - Foto:Gerson Peres As chuvas que atingiram violentamente o município de Magé inundaram várias localidades, causaram grandes estragos, afetando diretamente 170 famílias, estão inspirando discursos políticos, palavras oportunistas que saem das bocas de pré-candidatos ao pleito deste ano numa demagogia barata, como se cada um dos que estão fora do poder tivesse uma solução guardada no bolso do colete para usar, mas só depois de eleito.

Os rios que transbordam com chuvas mais intensas são os mesmos, velhos conhecidos de oposicionistas e situacionistas, inclusive daqueles que já estiveram no poder, passaram por momentos semelhantes e tiveram que apelar para o governo estadual, o único que – por conta da burocracia – pode mexer nos rios através do Instituto Estadual do Ambiente, o quase sempre ineficiente INEA.

Queimados: apesar de reforma que custou R$ 3,2 milhões, ‘novela’ da maternidade ainda não tem data para acabar

Enquanto a unidade não começa a funcionar os bebés de Queimados vão nascendo em Nova Iguaçu No dia 10 de julho de 2018 a Prefeitura e Queimados anunciou que as obras de reforma no prédio desapropriado para sediar o Hospital-Maternidade do município estavam 70% concluídas, e que a inauguração aconteceria em setembro do mesmo ano.  Já se passou mais de um ano desde então, e nada do "parto" acontecer, assim como a desapropriação ainda não foi quitada.

Em novembro do ano passado o deputado Max Lemos – ex-prefeito da cidade e responsável pela aquisição nada amigável do imóvel no qual funcionava a Casa de Saúde Bom Pastor – disse que faltava apenas licitar a compra de móveis e equipamentos, e que uma OS (Organização Social) seria contratada para administrar a unidade. Lá se foram três meses e a data de inauguração até ontem (2) não havia sido marcada ainda.

Mais de 32 mil moradores de Nova Iguaçu atingidos pela chuva de granizo são beneficiados com liberação do FGTS

Com o fim do atendimento às vítimas da chuva de granizo, no dia 25 de outubro de 2019, que começou no dia 2 de janeiro e terminou na última quinta-feira (20/2), mais de 32 mil moradores de Nova Iguaçu foram beneficiados pela liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O valor total foi de R$ 142.125.961,60. Esse valor ajudou as vítimas na recuperação dos danos causados pelo temporal, que atingiu pelo menos 20 bairros da cidade. "A Prefeitura solicitou para a Caixa a liberação do FGTS dos moradores atingidos pela chuva de granizo e o banco entendeu a necessidade de atender ao nosso pedido. Essa iniciativa foi de extrema importância para os iguaçuanos, pois eles puderam refazer suas casas", afirma o prefeito de Nova Iguaçu, Rogerio Lisboa.

Somente no galpão do antigo Restaurante Popular, onde a Prefeitura montou um ponto estratégico de atendimento, 18.869 pessoas fizeram solicitação e 11.663 delas puderam sacar até R$ 6.220, valor máximo determinado pela Caixa. O atendimento terminou nesta quinta-feira (20).

‘Bloco’ da limpeza de Macaé tira onda com o de Rio das Ostras, onde moradores foram chamados de lixo ao protestarem contra sujeira

O clima de tranquilidade e a limpeza da cidade foram motivos de elogio por parte de visitantes - Fotos:Divulgação/PMM/Rui Porto Filho "Mas amor, amiguinhos, vamos deixar de ser lixo". A infeliz colocação feita através das redes sociais pela secretária de Turismo Aurora Siqueira, em resposta à multidão que durante um show no início deste mês protestou contra o excesso de lixo nas ruas – reação contra a precariedade do serviço de limpeza na cidade administrada pelo prefeito Marcelino Borba, o Marcelino da Farmácia –, foi motivo de revolta em Rio das Ostras, assim como a precariedade do serviço de coleta que, de acordo com alguns moradores e comerciantes, ainda não voltou ao normal.

Bem em contrário, a 23 quilômetros da cidade da baleia de bronze, a limpeza vem sendo tratada como realmente essencial. Enquanto os cidadãos riostrenses e visitantes deparam com a ineficiência, em Macaé a gestão dos resíduos sólidos se destaca como um dos pontos mais positivos da administração do prefeito Aluizio dos Santos Junior, o Dr. Aluizio.