Usando “barriga de aluguel” ala bolsonarista define pré-candidato em São Gonçalo: escolhido é ex-deputado que concorreu pela DEM em 2018

O ex-deputado federal Roberto Sales é o nome escolhido pela ala bolsonarista para disputar a Prefeitura de São Gonçalo. Ele está abrigado no PSD, uma das legendas usadas como "barriga de aluguel" pelo Aliança pelo Brasil, que ainda não conseguiu o numero de assinaturas suficiente para obter o registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral. Sales foi eleito no PTB em 2014 e tentou a reeleição pelo DEM em 2018. Concorreu com o número 2510, obteve 14.293 votos e ficou como 17º suplente da coligação PP-DEM-MDB-PTB.

A pré-candidatura de Sales foi anunciada sexta-feira (7) em evento organizado por ele e os de s deputados estaduais Filippe Poubel (PSL) e Coronel Salema (integrado ao PSD após ser expulso do PSL, pelo qual foi eleito), do qual participaram ainda os parlamentares Hugo Leal, Alana Passos, Dr. Serginho, Márcio Gualberto e Renato Zaca.

Queimados: oposição prefere enfrentar nas urnas o atual prefeito

Vilela ainda não deixou claro se concorre ou não a reeleição

Com pelo menos três pré-candidaturas a prefeito já anunciadas, a oposição ao grupo do deputado Max Lemos em Queimados anda eufórica. É que o prefeito Carlos Vilela ainda não confirmou que está fora do jogo político. Seus aliados dizem que ele acredita que uma nova pesquisa de intenção de votos possa lhe dar fôlego para concorrer à reeleição, o que tiraria do ex-secretário de Educação Lenine Lemos a condição de candidato do governo. De acordo com fontes ligadas aos grupos de oposição, Vilela (foto) seria o adversário ideal a ser enfrentado nas urnas no dia 15 de novembro. Resta saber o por que disso.

À sombra ou sobras do passado

Por Almeida dos Santos

A nomeação do Hermeto Paulo Cavalcante, pai do deputado federal João Carlos Soares Gurgel, mais conhecido como Sargento Gurgel Sargento (PSL), para ser o secretário municipal de Segurança Pública mostra o dilema vivido por alguns integrantes do PSL. Um bordão que antes era famoso ao ser atribuído ao MDB e que agora parece valer para o PSL: "Entre a Bíblia e o Capital, fico com o Diário Oficial".

PSL vira governo em Nova Iguaçu e deixa na incerteza bolsonarista que chegou a ser anunciada como pré-candidata à Prefeitura

Gurgel chegou anunciar Raquel Stasiak como pré-candidata. E agora? - Foto: Jornal Povo Há um mês o deputado federal João Carlos Soares Gurgel, mais conhecido como Sargento Gurgel, esteve em Nova Iguaçu para, como presidente do PSL, anunciar a pré-candidatura da quarta suplente Raquel Niedermeyer Denardin, Raquel Stasiask à Prefeitura da cidade, mas esta semana a coisa se complicou para ela: o Partido Social Liberal agora faz parte da gestão do prefeito Rogério Lisboa, que vai disputar a reeleição.

A entrada do PSL no governo se deu através da Secretaria Municipal de Segurança Pública, para qual foi nomeado como titular Hermeto Paulo Cavalcante, presidente da legenda no município. Com isso Raquel fica tecnicamente fora da disputa, pois não há mais prazo legal para ela buscar abrigo em outra legenda, e o partido no qual encontra-se filiada, enquanto integrante do governo Rogério Lisboa, não lhe daria vaga.

Família Reis pode desviar o “olho” da Prefeitura de Magé, mas está mirando o poder em Guapimirim com candidatura do MDB

Ficha limpa e nome mais leve entre os Reis, Jane começou a caminhar por Magé em setembro de 2019. mas... Empurrada pelos irmãos Washington, Gutemberg e Rosenverg, a estreante Jane Reis vinha fazendo caminhadas constantes pelo município de Magé deste setembro do ano passado, visitando o comércio, apertando mãos nas feiras livres e participando de reuniões, numa evidente pré-campanha à Prefeitura. Porém, ao que parece, o motor não pegou e a candidatura poderá não ser levada adiante. Segundo fonte ligada ao prefeito de Duque de Caxias, consultas feitas para consumo interno desaconselhariam a aventura, e o melhor seria destinar forças para Guapimirim, município que, assim como Magé, o chefe do clã enxergaria como extensão territorial de Duque de Caxias.

A mesma fonte aponta que se os Reis não tiverem uma candidatura própria em Magé optariam por apoiar uma, e hoje, revela, a composição mais provável seria com um nome da família Cozzolino, que praticamente já entrou na batalha pela recuperação do poder, perdido com a cassação do mandato da prefeita Núbia Cozzolino e a deposição de Anderson Cozzolino, o Dinho, o que resultou numa eleição suplementar em 2011.

“Não vamos avançar no teto de gastos de jeito nenhum”, afirma Rodrigo Maia, que voltou a criticar o aumento de impostos

Maia: "Não dá para transferir para a sociedade a todo o momento a responsabilidade de resolver os problemas" - Foto:Divulgação/Câmara dos Deputados O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou que não vai pautar nenhuma proposta que flexibilize o teto de gastos. Segundo ele, não dá para transferir para a sociedade a todo o momento a responsabilidade de resolver os problemas fiscais do País. A afirmação foi feita em entrevista à Rádio Jovem Pan, na manhã de ontem (5).

Para o presidente, é preciso melhorar a qualidade do serviço prestado à população e organizar os gastos públicos. Ele cobrou mais uma vez o encaminhamento da reforma administrativa por parte do Executivo e o avanço na tramitação do conjunto de propostas de emenda à Constituição (PECs) do Plano Mais Brasil – PEC Emergencial (186/19), PEC dos Fundos Públicos (187/19) e PEC do Pacto Federativo (188/19), que tramitam no Senado.

Seu pedido é uma ordem, deputado?

PP deve formar chapa com o PSDB em Queimados

"Pedido feito, pedido aceito". Foi o que o elizeupires.com ouviu hoje de pelo menos três nomes ativos na política de Queimados, na Baixada Fluminense, em relação a uma fala do deputado federal Luiz Antonio Teixeira Junior, o Dr. Luizinho (PP), defendendo a participação da vereadora Fátima Cristina Dias Sanches, a Drª Fátima (foto) numa chapa majoritária naquele município. Na verdade, soou no meio como uma ordem. Componha ai!

Câmara aprova alterações no Código Penal para facilitar punição a quem faz denúncia falsa: a proposta agora segue para o Senado

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (4) o Projeto de Lei 2810/20, que altera o crime cometido por quem faz denúncias falsas contra pessoas sabidamente inocentes, a chamada denunciação caluniosa. O texto pune acusações falsas de infrações disciplinares e atos ímprobos e torna a definição do crime mais objetiva. A proposta segue para o Senado.

O projeto retira do Código Penal a punição por denúncias que levem a investigações administrativas, expressão considerada subjetiva. O crime será configurado quando denúncias falsas levem a instauração de processos, ações ou investigações policiais contra quem foi injustamente denunciado.

Nota oficial de Waguinho mostra que Canela está sozinho na intromissão em Meriti e o MDB não vai impedir a saída de ninguém

O "birrinha" do deputado Marcio Canela (foto) de que poderia deixar o partido se a legenda não fechar apoio ao pré-candidato do PSC em São João de Meriti, Leo Vieira, parece não ter surtido efeito em nenhum membro da cúpula do MDB. Mais que isso, uma nota oficial do prefeito Wagner dos Santos Carneiro em resposta a matéria "Waguinho e Canela estão pensando que Meriti é quintal de Belford Roxo", dizem algumas lideranças políticas da Baixada Fluminense, veiculada ontem (3), mostra que Márcio está sozinho nessa.

"No MDB não tem essa de intervenção em diretório. Não haverá intromissão alguma no partido em São João de Meriti. É a executiva local que vai decidir sobre a quem apoiar", disse ao elizeupires.com uma fonte ligada ao comando estadual.

Exoneração de secretário de 19 anos não encerra polêmica em Japeri e Ministério Público deverá ser acionado

Datada de 1º de agosto, a edição 4.692 do boletim oficial da Prefeitura de Japeri só foi disponibilizada nesta terça-feira (4), trazendo a Portaria 628, com data de 31 de julho, coincidentemente 24 horas após o RJ-TV ter revelado a nomeação de um estudante de 19 anos, Yuri Santos Oliveira, para o cargo de secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, setor no qual já estavam nomeadas a avó e a mãe dele.

A portaria exonera o estudante, mas não encerra o caso: uma representação deverá ser encaminhada ao Ministério Público ainda esta semana para que seja investigada a nomeação. A suspeita é de que Yuri – que chegou a receber duas parcelas de R$ 600 do auxilio emergencial do governo federal - tenha sido indicado para comandar a pasta pelo ex-secretário Kerly Gustavo Bezerra Lopes, que, desta forma, continuaria com influência na secretaria.