Bomtempo assume cadeira na Alerj ansioso pelo fim do recesso no TSE: mais votado para a Prefeitura de Petrópolis ainda acredita em vitória

O presidente da Alerj André Ceciliano deu posse a Bomtempo nesta segunda – Foto:Ascom/Alerj/Rafael Wallace Empossado nesta segunda-feira (4) na vaga aberta com a licença do deputado Renan Ferreirinha que deixou temporariamente o mandato de deputado estadual para comandar a Secretaria de Educação do município do Rio, o candidato mais votado para a Prefeitura de Petrópolis, Rubens Bomtempo está com um olho no padre e outro na missa. É que ele ainda tem chance de ter sua votação validada e ser declarado eleito e empossado como prefeito, uma vez que o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ainda vai julgar o recurso impetrado contra a sua impugnação.

Com o recurso indeferido por conta de uma condenação judicial por improbidade administrativa, Bomtempo disputou a eleição sub judice e está com a votação invalidada. Se a impugnação for mantida pelo plenário do TSE os eleitores de Petrópolis terão de voltar às urnas em pleito suplementar.

Baixada deverá impor o ritmo da disputa pelo governo estadual em 2022, podendo lançar candidatura própria ao Palácio Guanabara

Elizeu Pires

André Ceciliano é o político da Baixada Fluminense de maior influência atualmente O prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), anda de crista baixa desde que levou um tranco de um bigode grosso da política no estado por faltar com respeito aos demais prefeitos da região, se intrometendo onde não era chamado, mas continua afirmando que será candidato a governador em 2022, apesar de ter uma condenação penal e outras pendências judiciais na área cível. Só que a coisa não deverá ser do jeito que ele está pensando, pois há nomes na Baixada Fluminense mais leves e mais aceitáveis nos meios políticos que o dele, como os prefeitos Rogério Lisboa (Nova Iguaçu) e Waguinho (Belford Roxo), além do presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano.

Magé tem um “governo de família”: Prefeito inicia gestão nomeando cunhado, tio e primos para o primeiro escalão

Elizeu Pires

"Sou, mas diferente". Recém-empossado como prefeito de Magé, o ex-deputado estadual Renato Cozzolino Harb (PP), ao que parece, já se esqueceu da frase ene vezes repetida durante a campanha eleitoral. Pelo menos é o que sugerem as nomeações de parentes para vários cargos no primeiro escalão, repetindo o que foi prática comum nas conturbadas gestões de sua tia, a ex-prefeita Núbia Cozzolino.

Waguinho toma posse como primeiro prefeito reeleito em Belford Roxo

Primeiro prefeito reeleito em 30 anos de emancipação de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, tomou posse nesta sexta-feira 01/01), para o seu segundo mandato. O vice Marcelo Canella também foi empossado. A cerimônia, realizada no Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Belford Roxo (Previde), foi restrita em virtude da Covid -19. Uma das primeiras medidas do prefeito foi visitar três unidades de pronto atendimento do município: Hospital Municipal, UPA do Bom Pastor e UPA do Lote XV.

Emocionado ao lembrar do sogro Daniel, que morreu há quatro meses, Waguinho enfatizou que conquistou a confiança da população, que o reelegeu com 80,40% dos votos. O prefeito fez um rápido balanço de seu primeiro mandato e acentuou que continuará trabalhando em busca de sempre melhorar a qualidade de vida da população. 

Glauco Kaiser sofre sua primeira derrota: Professor Nilton Moreira é reeleito presidente da Câmara de Queimados

Os vereadores eleitos no último pleito de novembro tomaram posse nesta sexta-feira (1), na Câmara Municipal de Queimados. Até poucos instantes para o início da sessão, a disputa pela presidência da Casa fervia nos bastidores. E deu a experiência. Com 10 votos, professor Nilton Moreira Cavalcante foi reeleito, derrotando a candidata Cíntia Batista, que foi lançada de última hora pelo grupo do prefeito eleito Glauco Kaiser.

Até então, o vereador e empresário Jefferson Dias era o postulante ao posto pelo grupo que somou 7 vereadores. O prefeito Glauco Kaiser entrou na última semana na disputa. Nos bastidores, teria chegado a oferecer cargos no governo e até mesmo o posto de presidente a vereadores do outro lado, o chamado grupo dos 10, que se mantiveram firmes. Com a vitória, Nilton, que foi o vereador mais votado de Queimados pela segunda vez consecutiva, terá o mandato pelos próximos dois anos”.

Itaguaí e Magé vão empossar amanhã os prefeitos menos votados da história da Baixada Fluminense: Rubão teve 17,72% da votação e Renato 27,13%

Elizeu Pires

Então presidente da Câmara de Vereadores de Itaguaí, Rubem Vieira de Souza (Podemos), assumiu a Prefeitura em julho do ano passado, após a cassação do prefeito Carlo Busatto Junior, e do vice Abeilard Goulard Filho, e vai permanecer no cargo, eleito que foi no dia 15 de novembro. Rubão, como o político é mais conhecido na cidade, concorreu com 13 candidatos e a pulverização dos votos lhe conferiu o título de prefeito eleito menos votados da história do município e de toda a Baixada Fluminense.

Estreante na vida publica vai presidir a Câmara de Nova Iguaçu

Elizeu Pires

Foi decidido no início da noite desta terça-feira (29), que o estreante Eduardo Reina Gomes de Oliveira, mais conhecido como Dudu Reina (foto), vai ser candidato único à presidência da Câmara Municipal de Nova Iguaçu. Ele terá como vice-presidente o vereador Carlos Alberto Ribeiro da Silva, o Carlinhos BNH, enquanto Maurício Moraes será o líder do governo..