Eleição suplementar em Itatiaia: Prefeito interino deverá usar mutirão da Saúde para se cacifar na disputa

● Elizeu Pires

Silvano Rodrigues, o Vaninho, é o segundo prefeito interino em menos de seis meses e o setor de Saúde de Itatiaia foi palco de fraudes que resultaram em prisões e afastamentos Combalido pelo desmazelo do grupo político que há décadas comanda Itatiaia, o sistema de Saúde pública da cidade do Sul Fluminense deverá contar com um mutirão de atendimentos em agosto, mês que antecede a eleição suplementar, marcada para o próximo dia 12 de setembro.

Eleição em Silva Jardim: Duas vezes impugnado, Jaime Figueiredo joga a toalha e resolve lançar a mulher no pleito marcado para 12 de setembro

● Elizeu Pires

Jaime já anunciou nas redes sociais que vai lançar Maria Branco - Foto: Reprodução/rede social Quinze dias após anunciar sua pré-candidatura a prefeito de Silva Jardim na eleição suplementar marcada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro para o dia 12 de setembro, o ex-vereador e ex-prefeito interino da cidade, Jaime Figueiredo (PROS), "jogou a toalha" e a expectativa no grupo que o apoia é de que seja lançada na disputa a esposa, Maria Branco Monteiro, que já está se apresentando nas redes sociais como Maria do Jaime. A questão agora é saber se o partido do casal, o PROS, poderá participar do pleito, uma vez que foi a legenda quem deu causa a anulação da eleição de 2020, na qual Jaime obteve 56,22%, mas teve a votação anulada por conta de uma barbeiragem dos dirigentes da legenda no município, onde o PROS, hoje presidido por Maria, estava em situação irregular.

Justiça devolve comando do PSDB de Itatiaia aos antigos membros do diretório municipal

Em julgamento na tarde desta quarta-feira (21), o desembargador federal Roy Reis Friede – que compõe o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro – acatou mandado de segurança impetrado pelos antigos membros do PSDB de Itatiaia, que tinham sido afastados dos cargos no dia 14 de junho pela Executiva Regional do partido sem nenhum motivo aparente e apesar de não ter ocorrido nenhuma irregularidade.

Com a decisão o diretório municipal volta a ser comandado por Denilson Sampaio, Allan Bergk Avelino, Fernanda Nascimento, Flavio Picorelli, Hamilton Nishi e Zilma de Fatima Noronha, que foram representados no processo pelos advogados, Eduardo Damian, Marcio Alvim, Cecilia Silva Campos, Rafael Barbosa de Castro e Leandro Delphino.

Vice de Claudio Castro deverá sair da Baixada Fluminense e não será o prefeito de Duque de Caxias, que tem contas a acertar com a Justiça

● Elizeu Pires

Com uma pena de sete anos e dois meses a cumprir Washington Reis se acha o único nome a altura de compor a chapa de Claudio Castro, mas a situação dele, outros nomes e números mostram o contrário Está na mesa do ministro Edson Fachin, no Supremo Tribunal Federal, com parecer contrário da Procuradoria da República, o embargo dos embargos impetrado pela defesa do prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), para evitar a execução de uma sentença de sete anos e dois meses de prisão em regime semiaberto, aquele em que o sentenciado fica livre durante o dia e permanece no presídio à noite. Só que o político continua afirmando para a sua plateia que pretende ser candidato a senador, mas, "se solicitado com jeitinho", aceitaria compor chapa como vice do governador Claudio Castro.

Políticos de Petrópolis apostam que eleição suplementar será em novembro, mas ainda tem recurso a ser julgado no TSE

● Elizeu Pires 

O vereador Hingo Hammes está como prefeito interino desde janeiro - Foto: Divulgação O recurso impetrado pelo candidato mais votado na cidade em 2020 ainda vai ser julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas já tem político em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, apostando que uma eleição suplementar deverá ser marcada para novembro e que esta não deverá contar com a participação direta do ex-prefeito Bernardo Rossi, que ficou em segundo lugar em sua tentativa de reeleição. O que se comenta nos ambientes políticos da Cidade Imperial é que Rossi vai abrir mão da candidatura, devendo apoiar o prefeito interino Hingo Hammes (DEM).

Itatiaia: Trabalho social teria sido usado por aliada do prefeito interino para tentar queimar adversário em denúncia de abuso de poder econômico

● Elizeu Pires

A campanha para a Prefeitura só vai começar no dia 7 de agosto, mas os pré-candidatos já começaram a se bicar Após uma testemunha afirmar ao Ministério Público ter recebido uma cesta básica em data fora do período eleitoral e sem que lhe fosse feito pedido de voto ou qualquer outra forma de contrapartida, o pré-candidato a prefeito de Itatiaia Irineu Nogueira não deverá ter grandes problemas com o processo de abuso de poder econômico, que tramita na Justiça Eleitoral desde o final do ano passado. Pelo menos é o que dizem pessoas próximas ao empresário.

Prefeito de Miguel Pereira quer ser peixe grande no mar eleitoral mesmo nadando no que pode ser visto como um simples aquário

● Elizeu Pires 

André Português sonha ultrapassar os limites de Miguel Pereira - Foto: Divulgação Prefeito de Miguel Pereira, pequena cidade do centro-sul do estado Rio de Janeiro, André Pinto de Afonseca, o André Português (PSC), não é o que se pode chamar de político pragmático. Pelo menos é o que sugere o desejo pessoal de ser escolhido candidato a vice na chapa do governador Claudio Castro, um sonho muito distante da realidade, considerando ser Miguel Pereira apenas um traço no mapa eleitoral fluminense.

Em queda livre, Bolsonaro faz novas ameaças contra eleições, endurecendo ainda mais o discurso

 "Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições", disparou nesta quinta-feira (8) diante de uma plateia de apoiadores o presidente Jair Bolsonaro, que a cada dia vem aumentando o tom das ameaças à democracia, como se estivesse acima do bem e do mal. Sem mostrar provas, Bolsonaro afirmou que houve fraude nos pleitos de 2014 e 2018. Diz isso, mas se recusa apresentar as provas ao Tribunal Superior Eleitoral.

O ataque feito hoje coincide com a divulgação de nova pesquisa do Datafolha, na qual ele aparece com 51% de rejeição. Ladeira a baixo, o presidente mostra-se despreparado para enfrentar uma situação de queda acentuada de popularidade e desgaste diante das denúncias de corrupção na CPI da Covid.