MP denuncia político de Angra por peculato

O então vereador José Antonio foi candidato a prefeito pelo PSDB em 2016 e somou apenas 2.896 votos

É acusado pelo MP de nomear “fantasmas” na Câmara, entre eles a babá de seus filhos

O ex-presidente da Câmara de Angra dos Reis, José Antonio Azevedo Gomes vai responder pelo crime de peculato. Ação com esse objetivo foi ajuizada pela Promotoria de Justiça na 1ª Vara Criminal. Ele é acusado de desvio de recurso público por ter nomeado assessores que, segundo o Ministério Público, atuavam no escritório de advocacia da esposa dele, Christiane Salomão, que também tinha cargo de confiança na Câmara. O MP pede no processo que seja estipulado pela Justiça o valor a ser devolvido aos cofres da municipalidade pelos envolvidos. Foi apurado que – entre os anos de 2008 a 2016 – José Antonio nomeou a esposa como secretária da presidência da Casa, o noivo de sua enteada como subprocurador parlamentar, além de outras pessoas para exercerem cargos comissionados no Legislativo, entre elas, aponta a inicial, sua empregada doméstica e a babá dos filhos dele.

O Ministério Público constatou ainda que uma pessoa indicada pelo então presidente da Câmara de Vereadores e nomeado em 2009 na Prefeitura de Angra dos Reis ficou anos afastada do município, passando a residir em São José dos Campos, cidade do estado de São Paulo. “Um fato bizarro que ocorre neste caso é o fato de que no ano de 2014, ela estava grávida e sequer gozou da licença maternidade nesse período”, destacou o MP na ação.

No ano passado José Antônio – que além de vereador já foi secretário de Agricultura no município e consultor jurídico da Câmara – disputou a Prefeitura pelo PSDB. No dia do lançamento da campanha dele o deputado federal Otávio Leite discursou: “Eu gostaria de destacar a qualidade do vereador José Antônio. A presença dele no PSDB nos enche de esperança sobre o futuro de Angra dos Reis. Trata-se de um homem experimentado, profundo conhecedor da sua cidade, e cheio de ideias para construir uma cidade melhor para a população de Angra. Temos plena convicção da sua capacidade de trabalho e de articulação. Vamos adiante!”

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.