Um incêndio suspeito em Santo Antonio de Pádua

Fogo atingiu o setor de arquivo da Secretaria de Saúde

A Prefeitura de Santo Antonio de Pádua, município do Noroeste Fluminense, não faz a menor ideia do volume de documentos destruído por um incêndio que atingiu parte do prédio da Policlínica Dr. Juarez Amaral de Andrade, no setor em que funcionava o arquivo de processos administrativos de licitações e compras da municipalidade. O caso está sendo investigado pela 136ª Delegacia Policial, pois há suspeita de crime, uma vez que teriam sido encontradas no local duas embalagens vazias de álcool. O agentes até já teriam identificado quem comprou o produto numa farmácia da cidade. A identificação teria sido feita através de imagens das câmeras de segurança da drogaria. Pelo que se comenta, o alvo era o espaço onde estavam os processos da Secretaria Municipal de Saúde, o único que foi queimado.

O Departamento de Comunicação Social da Prefeitura informou ao elizeupires.com que a parte destinada aos processos da Secretaria de Administração foi revirada, mas por enquanto não é possível saber quantos processos se perderam. Revelou também que ainda não foi aberta uma sindicância interna, porque a Procuradoria Geral do Município está aguardando o fim das investigações policiais “para tomar as devidas providências”. Também disse que pelo fato de o local ter sido isolado pela Polícia Civil para o trabalho de perícia, ainda não foi possível identificar o que foi queimado.

Embora a administração municipal se coloque de forma reticente sobre o assunto, que se quer foi noticiado pelos veículos da região, há quem aposte que a intenção seria destruir processos relativos a despesas feitas pelo governo, possivelmente para o setor de saúde.

Comentários:

Deixe um comentário para José das Couves Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.