Deputado diz ser vítima de ‘oposicionistas’

Para ele declarações de delegado foram “precipitadas”

 

O deputado estadual Vandro Lopes Gonçalves, o Vandro Família, usou as redes sociais para criticar uma operação de busca e apreensão da qual fora um dos alvos na manhã desta terça-feira (21). Ele classifica como “precipitadas e irresponsáveis” as declarações de que ele estaria envolvido no assassinato do influenciador digital Paulino P9, ocorrido em março de 2018. Vandro afirmou ainda que “mais uma vez está sendo vítima de oposicionistas”, por conta de disputa político-eleitoral. O parlamentar disse que não tinha problemas com a vítima e que chegaram a postar abraçados para uma imagem no bairro Ilha, em Piabetá, onde participavam de uma entrevista.

Agora há pouco a assessoria do parlamentar encaminhou uma nota de esclarecimento aos veículos de comunicação, na qual afirma que ele confia na Justiça e que aguarda o resultado das investigações.

Nota oficial – “Quanto aos fatos alegados pelo delegado, segundo os quais o deputado supostamente chefiava grupo de milícia em 2012, convém esclarecer que Vandro Família foi impronunciado, ou seja, a Justiça concluiu que as acusações contra o deputado eram falsas, conforme consta na certidão de inteiro teor do processo disponível na página oficial do deputado no Faebbok.

Quanto às acusações referentes à morte do senhor Paulo Henrique Dourado Teixeira, Paulinho P9, o deputado já prestou os esclarecimentos que lhe cabiam, não tendo qualquer conhecimento acerca dos fatos a ele imputados.

O deputado esclarece ainda que não responde a nenhum processo acerca de votos.

Como feito em 2012, trata-se de mais uma acusação infundada contra o deputado feita por adversários políticos da região de Magé, tentando o tirar do cenário político que vem crescendo a cada dia.

O deputado, conforme ocorreu em 2012, espera que os fatos sejam apurados, se colocando à disposição da Justiça para qualquer esclarecimento, confiando que a justiça seja feita, tal como foi feita em 2012.”

Comentários:

  1. O deputado deveria parar de arrumar culpado , alegar que está sendo “vítima” chega a ser absurdo de ler . Então o governador Wilson e os policiais que fizeram a investigação estão perseguindo ele é o grupo dele? Pq todos moradores de mage sabem que o Paulinho fez ocorrência contra o Fabiano Fiorim , amigo de Vandro e fornecedor da prefeitura de mage .

Deixe uma resposta para Sergio M Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.