Falta de transparência na previdência de Silva Jardim causa preocupação: último balanço disponível é o de setembro de 2015

A quantas andam as contas do fundo de previdência dos servidores municipais de Silva Jardim? A resposta a esta pergunta tornou-se mais que necessária a partir de informações de uma fonte ligada à Prefeitura, de que o ex-prefeito Anderson Alexandre teria deixado de fazer os repasses da contribuição patronal, e que a atual gestora do município, Maria Dalva do Nascimento, a Cilene, já há alguns meses não estaria transferindo ao Instituto de Previdência de Silva Jardim (IPSJ) as contribuições descontadas nos salários dos funcionários. A preocupação é quanto ao futuro da autarquia criada para garantir os proventos dos servidores no fim da carreira e o pagamento das pensões aos dependentes dos funcionários.

De acordo com a fonte, o IPSJ teria em caixa atualmente cerca de R$ 40 milhões, R$ 20 milhões a menos do saldo registro no último balanço financeiro disponibilizado no Portal da Transparência do instituto, um documento referente ao mês de setembro de 2015, que apontava o total a existência de R$ 60.795.428,41. (confira aqui)

A fonte revelou que durante um ano os repasses da contribuição patronal teria sido retido pelo ex-prefeito Anderson Alexandre, e que o débito acumulado foi parcelado, mas o parcelamento não teria sido pago. A dívida, disse a fonte, passaria hoje de R$ 10 milhões.

Se a autarquia não disponibiliza em seu portal os balanços financeiros, o mesmo se pode dizer em relação às aplicações em papeis no mercado financeiro e em empreendimentos. Os dados da Carteira Consolidada de Investimentos emitida pela empresa de consultoria Crédito e Mercado são de junho deste ano, revelam que o IPSJ tem o total de R$ 100.969.059,01 aplicado, mas não mostra de forma clara o quanto isto já rendeu, está rendendo ou vai render, assim como nada esclarece aos olhos dos servidores – os verdadeiros donos dos recursos – o único Demonstrativo das Aplicações e Investimentos dos Recursos, documento correspondente ao período de julho e agosto de 2015.

Em 2017 a Prefeitura de Silva Jardim divulgou que “boa gestão e investimentos” aumentaram o saldo previdenciário dos servidores municipais em mais de R$ 37 milhões em apenas quatros anos. No texto a presidente do fundo, Rosilane Brum, dizia que em 2013 o IPSJ tinha um saldo de R$ 38,5 milhões em caixa, e que ano de 2016 foi fechado com mais de R$ 75,5 milhões.

Segundo ela contribuíram para “os repasses da Prefeitura em dia, uma carteira de investimento que se preocupou com premissas confiáveis de investimentos financeiros, segurança, rentabilidade, solvência, liquidez e boas práticas de governança”, só que o balanço financeiro de 2016, bem como os de 2017 e 2018 não estão disponíveis no Portal da Transparência.

O espaço está aberto para manifestação da Prefeitura de Silva Jardim e da direção do IPSJ.

Comentários:

  1. Olá Sr Eliseu!!
    Como vai? Tudo Bem?
    Eu sou a presidente do IPSJ/RJ, representante legal da autarquia a quem o senhor se refere na reportagem em tela.
    Nos causa muita estranheza uma reportagem tão tendenciosa sem ouvir os dois lados, dizem que os discos de Vinil nos ensinaram isso né, mas em tempo de pen drive…
    Então, realmente nosso site anda desatualizado com os balanços, mas as informações dos investimentos financeiros estão lá, inclusive a carteira consolidada de junho de 2019, https://www.ipsj.rj.gov.br/wp-content/uploads/2019/07/Carteira-1-semestre.pdf, se o senhor acessar lá vai encontrar, não me preocupa informações desse tipo, matérias compradas, porque depois de 14 anos na gestão do RPPS, ja passamos por poucas e boas de pessoas com olho grande no dinheiro do IPSJ e agora que chegamos aos 3 dígitos então,103.349.173,18( Mês de setembro) !!
    Pasme o senhor, já trabalhamos aqui apenas 4 pessoas, fazendo a limpeza, os investimentos financeiros, todo o trabalho de gestão de uma autarquia de previdência, com os salários reduzidos a metade, mas ninguém veio aqui nessa época e nem houve fontes de informação para nenhum blog.
    Enfim, sua fonte, que espero muito estar enganada a respeito de nossas suspeitas, sabe pouco sobre esse instituto, e nós não temos informações apenas no site, nossos balanços são consolidados com o da Prefeitura, nossas contas ( Todas ) Aprovadas pelo TCE/RJ, temos um quadro de avisos na sede do IPSJ com essas informações todas, e estamos aqui, sempre disponíveis para falarmos sobre as contas e ações do IPSJ, sem precisarmos pagar por isso.
    Caso lhe interesse leia também as atas dos Conselhos que estão publicadas no site , como o senhor não é cidadão silvajardinense e nem segurado desta Autarquia, talvez precise conhecer mais de perto o funcionamento de nosso Instituto, e através das atas verá que as decisões são tomadas pelo colegiado.
    Esclareço ainda que nosso site não é o portal da Transparência, esse é um nome que utilizamos lá, mas o portal da Transparência Oficial, atendendo exigências legais é o da Prefeitura, onde nossos dados são consolidados.
    Engana-se quem pensa que somos políticos, somos servidores de carreira, técnicos do RPPS cuidando do nosso futuro e de nossos colegas servidores
    Esperamos que nosso comentário seja publicado em seu site com a mesma brevidade que teve em denegrir nossa gestão, para então dar publicidade que o senhor tanto cobrou de nós.
    Nossa resposta Institucional será dada do mesmo jeito, que a matéria em tela.

Deixe uma resposta para Rosilane Brum Cler Cunha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.