Justiça afasta o prefeito de Itatiaia e três secretários

Imberê Moreira teria “arrendado” a Prefeitura, diz o Ministério Público

Elizeu Pires

Segundo o Ministério Público, Imberê raras vezes aparecia na Prefeitura

O prefeito interino de Itatiaia, Imberê Moreira Alves, foi afastado do cargo nesta terça-feira (8) por decisão judicial. Acatando representação da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (núcleo Resende), o juízo da Vara Única do município determinou ainda a saída do chefe de gabinete, Fábio Alves Ramos, e dos secretários municipais de Saúde, Raphael Figueiredo Pereira, de Educação, Kézia Macedo dos Santos Aleixo, e de Administração, Gustavo Ramos da Silva.

O afastamento ocorreu no âmbito da operação Apanthropía, que já havia resultado nas prisões dos ex-secretários Marcus Vinicius (Saúde), Marcelo de Oliveira Pinheiro (Planejamento) e do assessor Julio César Dalboni de Moura e de dois empresários. Dias depois Édnei da Conceição Cordeiro, secretária de Assistência Social), foi alvo de busca e apreensão e foi exonerada do cago.

De acordo com as investigações do MP, o prefeito interino “aparelhou diversas secretarias do município, aumentando ainda mais o alcance da organização criminosa em questão, antes restrita à Secretaria de Saúde, para outras secretarias municipais”.

A Promotoria cita ainda que Imberê Moreira Alves “arrendou integralmente a Prefeitura, em troca de vantagens financeiras, de modo que o município de Itatiaia atualmente é administrado por uma sólida estrutura criminosa instalada em diversas secretarias municipais, sendo raros os episódios em que o prefeito interino comparece à Prefeitura”.

*O espaço está aberto para manifestação dos citados na matéria.

Comentários:

Deixe uma resposta para Fernando Fernandes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.