Prefeito de Miguel Pereira quer ser peixe grande no mar eleitoral mesmo nadando no que pode ser visto como um simples aquário

● Elizeu Pires 

André Português sonha ultrapassar os limites de Miguel Pereira – Foto: Divulgação

Prefeito de Miguel Pereira, pequena cidade do centro-sul do estado Rio de Janeiro, André Pinto de Afonseca, o André Português (PSC), não é o que se pode chamar de político pragmático. Pelo menos é o que sugere o desejo pessoal de ser escolhido candidato a vice na chapa do governador Claudio Castro, um sonho muito distante da realidade, considerando ser Miguel Pereira apenas um traço no mapa eleitoral fluminense.

Empolgado com o fato de ter sido reeleito com 83,22% da votação válida, Português parece estar fazendo a conta errada, pois só na Baixada Fluminense há percentuais abaixo do dele que somam até 20 vezes o número de votos a ele conferidos.

Os 83,22% (13.251 votos) de André não chegam nem perto dos 78,63% do prefeito de Mesquita, Jorge Miranda, que mostra um cacife de 69.174 votos; não fazem, por exemplo, nem cócegas nos 56,83% de João Ferreira Neto, o Dr. João, reeleito em São João de Meriti com 122.151; são ninharia diante da votação de Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, que venceu no primeiro turno em Belford Roxo, somando 162.720 votos (80,40%), e chegam a ser humilhantes se comparados aos 62,10% de Rogério Lisboa, prefeito de Nova Iguaçu que obteve 218.396 votos e derrotou três deputados em primeira votação.

Na visão local a votação de André é a maior da história de Miguel Pereira, mas isso é quase nada na balança eleitoral na qual é pesada a escolha de um nome para compor chapa para governador.

*O espaço está aberto para manifestação do prefeito de Miguel Pereira.

Comentários:

  1. Este prefeito de Miguel Pereira tem uma trajetória bastante discutida, teve inicio em Paraiba do Sul em 2012 e chegou a São João de Meriti! Compra tudo que possa atrapalhar seu caminho. Cinco horas é pouco para contar como é articulado para o mal.

  2. Moradores de Miguel pereira sabem muito bem o que o prefeito fez para conseguir esse 82% .a primeira coisa foi fazer uma manobra para tirar de circuito um provável adversário forte que era filiado ao psdb e André português tomou a direção do mesmo . chamou vários adversários em seu gabinete para tentar convencer a não sair candidato ,usando ameaças disfarçadas em argumentos . A falta de transparência do prefeito nas suas ações o deixa muito vulnerável em relação a justiça . uma administração publica não pode deixar a sociedade organizada fora do jogo politico mesmo sendo adversários ,mas isso não e o forte do português . outro ponto fraco do prefeito e a maneira como são tratados os adversários com transferência de setor de trabalho etc . as prioridades do prefeito não atingem a camada mais pobre da população com estradas das preferias mal conservadas e ate falta de interlocução com empresas prestadoras de serviço ,principalmente a light . se cara começa a fazer almoços para prefeitos e governado na cidade de Miguel pereira e acha que pode ser o vice Claudio castro tem que ser mais politico .

  3. Repito aqui, oque eu falo “internamente” com meus amigos mais próximos:
    Seria possível ter ALGUM prefeito de MP concorrendo a um cargo de maior vulto? sim. Não é impossível.
    Como seria possível?
    Primeiro, fazendo oque NINGUÉM fez até hoje.
    Fazendo reformas, não apenas no sentido de “construção”, mas reformas econômicas (sim, numa cidade isso é possível), administrativa e até mesmo agindo diferente da velha política. Fazendo oque nenhum outro fez – e me desculpe, mas o atual gestor me lembra MUITO uma mistura de Garotinho, Cabral, Lula e Witzel: sem nenhuma inovação e midiáticos (vide o fracasso das UPP´s de Cabral, ou da Copa do mundo de Lula).
    Outro ponto, é a humildade e a simplicidade. Ninguém chega ao palácio sendo soberbo, não ouvindo a ninguém e achando que é o “dono da razão”. Pelo contrário, é uma construção em conjunto com MENTES CAPACITADAS, ao invés de um bando de puxa-saco incompetente que só sabe bajular, e de tão incompetentes, só conseguem emprego com politicagem.
    Obviamente que uma boa dose de simpatia, carisma e simplicidade ajudam. Não tem nada disso. Basta ver a pose nas fotos (terno e gravata, relógio caríssimo, olhar “superior” à todos), ou os encontros em hotel de luxo – hotel esse que um miguelense médio só consegue entrar se for pra trabalhar na faxina, pois a diária é o equivalente a uns 20 dias de salário. Porém, mesmo sendo pobre (ou melhor, tendo sido EMPOBRECIDA), é a população quem paga tudo isso, pois não existe almoço grátis.
    Porém, AINDA QUE não houvesse o carisma, a humildade e a simplicidade de reconhecer que ninguém consegue nada sozinho, ainda seria possível alcançar algo maior, “SE” as reformas ESTRUTURAIS da cidade tivessem tido alguma importância neste governo. Não tiveram.
    Alguns políticos conseguem enganar 13 mil pessoas com maquiagem ou propaganda, mas dificilmente conseguem enganar os MILHÕES de eleitores que o estado do RJ tem.

  4. Blog do Elizeu, realmente não tem como comparar, pois André Português está em outro nível de políticos do Rio de Janeiro. Você citar todos esses prefeitos da baixada como possíveis candidatos a vice governador está de brincadeira. Todos eles respondem a centenas de processos por desvios de verbas públicas, uns até por assassinato e outros crimes. Rogério Lisboa, Waguinho e Washigton Reis estão no cargo através de liminares.

    Assim seu blog fica cada vez mais desacreditado dando ênfase em matérias financiadas com dinheiro público.

    1. Acho que você leu e não entendeu nada. Um mapa eleitoral considera números, e é disso que a matéria trata. Quanto ao descrédito a que você nos atribui, não é isso que percebemos. Muito pelo contrário.

Deixe um comentário para gilson freire Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.