Magé tem cinco candidatos a prefeito

O município de Magé teve três eleições para prefeito em quatro anos: 2008, 2011 e 2012

E 372 concorrentes pediram registro na eleição para a Câmara de Vereadores

Termina na próxima segunda-feira o prazo para os partidos interessados em disputar eleições municipais inscreverem seus candidatos, mas no município de Magé as solicitações foram antecipadas e já nos próximos dias os registros deverão começar a ser liberados. São cinco candidatos a prefeito e 372 a vereador, o que, se não ocorrerem impugnações, supera em muito os números do pleito de 2012, quando 330 candidatos disputaram as 17 cadeiras da Câmara Municipal.

Das cinco chapas majoritárias quatro já eram esperadas, ficando a novidade por conta do PSOL, que decidiu lançar candidatura própria e está lançando 22 candidatos a vereador. Este ano o limite de gastos por candidato em Magé está fixado em R$ 733.070,42 para os postulantes ao cargo de prefeito e em R$ 108.795,30 para vereador.

As chapas majoritárias inscritas no cartório da 110ª Zona Eleitoral e a espera de julgamento são as encabeçadas por Renato Cozzolino Harb (PR), Rafael Santos de Souza, o Rafael Tubarão (PPS), Sonia de Oliveira, a Soninha (PRB), Paulo Afonso Abreu (PPL) e Daniel Klein (PSOL).

Comentários:

  1. Como podem gastar tanto assim? Se multiplicarmos os vencimentos mensais durante os 04 anos de mandato não chega nem perto do que se gastou! Estranho!?
    E o município entregue as moscas!

  2. [quote name=”Sidney”]Como podem gastar tanto assim? Se multiplicarmos os vencimentos mensais durante os 04 anos de mandato não chega nem perto do que se gastou! Estranho!?
    E o município entregue as moscas![/quote]
    R$ 108 mil numa campanha para vereador não é nada. Os que estão disputando a reeleição vão gastar no mínimo cinco vezes isso e uma campanha para prefeito custa muito mais que esse limite de R$ 700 mil.

  3. Amigos, tão ruins quanto os políticos de nossa cidade é o eleitor que vende o voto por cinquentinha. Vende e depois quer cobrar. É o eleitor corrupto querendo um político honesto. Um povo que vota desse jeito e pelo pão, o leite e o caixão dos Cozzolino merece é isso mesmo. Chego a conclusão de que o que temos de pior por aqui é esse tipo de eleitor.

  4. [quote name=”Observador”]Amigos, tão ruins quanto os políticos de nossa cidade é o eleitor que vende o voto por cinquentinha. Vende e depois quer cobrar. É o eleitor corrupto querendo um político honesto. Um povo que vota desse jeito e pelo pão, o leite e o caixão dos Cozzolino merece é isso mesmo. Chego a conclusão de que o que temos de pior por aqui é esse tipo de eleitor.[/quote]
    Valou tudo o Observador. Só que o voto não custa mais 50. É 100 desde a eleição de 2014. Também tem distribuição de cesta básica à vontade nas bibocas de Piabetá, Surui e Mauá, onde os olhos da fiscalização da justiça não alcançam.

Deixe uma resposta para Guto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.