Crise tira dois prefeitos da disputa na Baixada

Dennis Dauttmam e Alexandre Cardoso optaram por não tentar a conquista de mais um mandato de prefeito

Com contas a acertar e sem dinheiro suficiente governantes de Belford Roxo e Caxias desistem de tentar mais um mandato por não se sentirem à vontade para pedir votos

Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho e Jorge Moreira Teodoro, o Dica, já não são mais opositores dos prefeitos de suas cidades. Ganharam apoio de Dennis Dauttmam e Alexandre Cardoso, prefeitos de Belford Roxo e Duque de Caxias, municípios da Baixada Fluminense duramente atingidos pela crise financeira que afeta o pais inteiro. Dennis jogou a toalha e desistiu de disputar a reeleição, decisão tomada depois de aconselhado por seu grupo a dedicar-se integralmente ao controle da situação de penúria em que Belford Roxo se encontra, com a Prefeitura não conseguindo nem quitar os salários dos servidores efetivos. Já Cardoso reconhece que não há como ir para as ruas pedir votos para um novo mandato tendo tomado medidas duras para tentar equilibrar as contas. “Abri mão do meu sonho da reeleição por causa do meu compromisso de administrar a cidade”, disse ele no dia 20 de julho, quando anunciou que não seria mais candidato, o que se confirmou agora com o apoio a Dica.

Belford Roxo, Duque de Caxias e São João de Meriti são os municípios mais afetados pela crise na região. As perdas de receita chegaram este ano a 40% em alguns repasses, inclusive nos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação. O Fundeb vem caindo assustadoramente desde abril e, no caso de Belford Roxo, somente na noite de ontem é que os salários dos professores foram pagos, mas os contratados e servidores das demais secretarias continuam no ora veja, sem dizer os ocupantes de cargos comissionados, com quatro meses de atraso.

Além de Waguinho, que é deputado estadual, um outro membro da Assembleia Legislativa, Deodalto Campos, também vai disputar a Prefeitura de Belford Roxo. Já o governo duquecaxiense também despertou o interesse de atuais deputados, os ex-prefeitos Washington Reis e José Camilo dos Santos.

 

Matérias relacionadas:

Só três prefeituras da Baixada tem pago salário em dia

Crise deixa servidores de Belford Roxo sem salário

Comentários:

  1. A desculpa para Belford Roxo é mentira do prefeito e serve apenas para encobrir sua incapacidade técnica e administrativa. As receitas até abril/16 (R$208milhões) não caíram em comparação com abril/15 (R$205milhões), pelo contrário aumentaram em 1%. Mas as despesas com pessoal passaram de R$96milhões em abr/15 para R$157milhões. Assim fica difícil pagar em dia, mesmo. E fica fácil botar a culpa em uma crise que não é a causadora da falência de Belford Roxo, mas sim a incompetência administrativa desse governo. Ainda tem coragem da abrir um concurso para colocar mais 2500 servidores. Cadê o MPRJ e o TCERJ que não veem um absurdo desses? A sorte dos governantes é que o povo não acompanha nada da prefeitura. Bastaria acessar o site da prefeitura, na parte de transparência, para ver que o governo está mentindo quando diz que as receitas diminuíram. Os balanços contábeis estão lá, inclusive mostrando que de cada R$10 arrecadados, R$7 estão indo para pagar pessoal!

Deixe uma resposta para João Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.