Candidato da moralidade com esqueletos no armário

O vereador Deucimar Talon está nas ruas pedindo votos em campanha para prefeito

Vereador de Rio das Ostras é investigado por causa de supostos assessores fantasmas

Candidato a prefeito de Rio das Ostras pelo PRP, o vereador Deucimar Talon Toledo tem atacado com frequência seus principais adversários, o prefeito Alcebíades Sabino (PSDB) e o ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar que, de acordo com pesquisa de intenção de votos registrada na Justiça Eleitoral e divulgada recentemente, estão à frente dele na disputa. Entretanto, seu maior argumento na campanha, o de caçador de servidores fantasmas, perdeu força esta semana, com a divulgação de que ele está sendo investigado pelo Ministério Público por supostamente ter mantido em seu gabinete na Câmara pelo menos três nomeados que teriam recebido, juntos, cerca de R$ 13 mil mensais sem trabalhar.

A denúncia que gerou o inquérito foi feita ao MP por um ex-assessor do parlamentar, Marcos Paiva, que acabou processado por um dos que seriam fantasma, ação judicial que, entretanto, não serviu para aliviar a barra de Deucimar, pois o denunciante confirmou em sua defesa na Justiça que os três assessores nunca teriam sido vistos no gabinete ou nas sessões itinerantes do Poder Legislativo.

De acordo com a denúncia, um dos três nomeados é um primo do vereador, que ocupava a função de assessor técnico parlamentar, tinha salário de R$ 5.279,00, mas trabalhava em uma padaria da cidade. Ainda segundo a denúncia, o primo do parlamentar foi nomeado no dia 18 de setembro de 2014 e só foi demitido no fim de 2015 porque Deucimar tinha conhecimento de que a denúncia seria feita ao Ministério Público.

Comentários:

  1. Qual o número do processo? afinal de contas além de mostrar apenas parte do feito, negaram a informação mais importante para um bom informe jornalístico, Qual o número do processo para quem quiser verificar também a informação e qualifica-la sendo verídica.

  2. [quote name=”Marcelo”]Qual o número do processo? afinal de contas além de mostrar apenas parte do feito, negaram a informação mais importante para um bom informe jornalístico, Qual o número do processo para quem quiser verificar também a informação e qualifica-la sendo verídica.[/quote]
    Onde vc viu natéria que o vereador está sendo processado? O texto está claro. Diz que o vereador está sendo investigado pelo MP. Inquerito é uma coisa e processo judicial outra muito diferente. Tem mais: iquerito no MP corre em segredo de justiça. Entendeu ou quer que desenhe?

  3. Poxa , essa matéria é falsa ! Respeito todos os candidatos, mas ta feio ! Vamos jogar limpo ? Só pq o Deucimar é a terceira via ficam inventando coisa do cara . O povo não é bobo não, Chega de Sabino x Carlos Augusto , eu tb estou com o povão, tô com DEUCIMAR 44 ! Estava com Carlos Augusto , mas vi como ele joga baixo e como ele é tão sujo como o Sabino. Parabéns DEUCIMAR , tô com vc é minha família tb tá com o 44 .

  4. Não li o processo para opinar, porém há algumas observações: 1)o Sr, Marco Paiva nunca foi assessor parlamentar do Vereador Deucimar – desqualificado o denunciante, porque mente; 2)o Vereador Marcelino trabalha diariamente em uma farmácia – qual a jornada de trabalho do vereador e qual a jornada de trabalho de um assessor para concluir que os dois não estão cumprindo com as suas obrigações? 3) não sei como identificar fantasmas na Câmara porque em diversas ocasiões encontro muitos, mas muitos mesmo, gabinetes fechados. 4) a notícia realmente é deficiente, faltaram os números dos processos para que qualquer interessado pudesse estudá-los.

  5. A meu ver ver a nota tem vários erros:
    1) Marco Paiva era um apoiador mas nunca foi assessor do Deucimar. O referido Marco já apoiou e depois brigou com metade da classe política da cidade.
    2) Na sua campanha Deucimar critica a péssima gestão dos recurso públicos ao longo da história de Rio das Ostras, drenados por contratos superfaturados como o da PPP. E no papel de vereador ele sim fez denúncias DOCUMENTADAS da prática de empreguismo na gestão atual, o caso mais gritante de uma cidadã residente num município distante que ganhava como professora aqui.

  6. Gente vocêsestão dando um Ibope danado para esse tal de Deucimar. O cara não teve voto nem para se eleger vereador. Só entrou na repescagem. Isso não vai ter cinco mil votos para prefeito.

Deixe uma resposta para Luiz Amaral Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.