Golpe em nome da paz atrai políticos fluminenses

Carlos Pereira, Dennis Dauttmam, Dr. João e Marcos Mulher caíram na mesma conversa do “bispo” denunciado no Paraguai

Falso representante da ONU foi denunciado no Paraguai, mas continua agindo na Baixada

No dia 6 de setembro de 2011 o então prefeito de Tanguá, Carlos Pereira, recebeu em seu gabinete um cidadão que se apresentou como representante da Organização das Nações Unidas, credenciado para indicar personalidades para concorrerem ao Premio Nobel da Paz. Pereira acreditou na conversa e tratou logo de mandar sua assessoria passar adiante a notícia de que acabara de ser indicado ao prêmio como “amigo das causas sociais”. Um mês antes o mesmo golpe estava sendo dado na capital do Paraguai, com a falsa propositura em favor do fundador da Cruzada Mundial da Amizade, Artemio Bracho, indicado pela mesmíssima pessoa, João Pedro do Nascimento (foto), que se apresenta como bispo e, além ONU, fala em nome do Comitê Mundial da Paz, uma Ong fundada por ele na Baixada Fluminense. O golpe e o tal “bispo” são velhos conhecidos das autoridades, mas na semana passada dois “cascudos” políticos de São João de Meriti voltaram a cair nele: o prefeito João Ferreira Neto, o Dr. João e o deputado estadual Marcos Muller “pagaram mico” nas redes sociais, em mensagens nas quais disseram se sentir honrados com a indicação.

Em agosto de 2011 o “bispo” foi denunciado pela representação da ONU em Assunção, por se fazer passar por um enviado das Nações Unidas ao Paraguai, segundo João Pedro, para promover a candidatura ao Prêmio Nobel da Paz de Artemio Bracho. A “indicação” foi anunciada pelo “bispo” durante um jantar com políticos e autoridades daquele pais, mas a alegria de Artemio durou pouco, pois logo no escritório da ONU no Paraguai descobriu e mandou o seguinte comunicado: “O senhor João Pedro do Nascimento não é funcionário nem está autorizado pelas Nações Unidas a realizar uma missão de paz. Também jamais foi vencedor do Prêmio Nobel da Paz, como assegurou”.

Além do paraguaio, do ex-prefeito de Tanguá e dos dois políticos de São João de Meriti, o ex-prefeito de Belford Roxo, Dennis Dauttmam também caiu no golpe do “bispo”. Isto ocorreu em 2012. A Dr. João Pedro assegurou o título de “Embaixador da Paz” e ao deputado Marcos Mulher uma comenda que o indicava ao Prêmio Nobel da Paz. Empolgado, o parlamentar posou para foto e escreveu na rede social: “É com muita honra e satisfação que ontem recebi essa comenda de indicação ao prêmio Nobel da paz, onde grandes nomes receberam, tais como o grandioso Nelson Mandela, que sofreu nos cárceres e depois conseguiu a pacificação de seu povo”.

Comentários:

Deixe uma resposta para Luiz Carlos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.