Suposto ‘Fantasma’ causa bloqueio de bens de vereador em Itatiaia

MP apurou que chefe de gabinete de receber por “carga horária efetivamente não cumprida”

 

O juízo da Vara Única de Itatiaia, município do Sul do estado do Rio de janeiro, determinou o bloqueio dos bens do vereador Vander Leite Gomes (foto), denunciado pelo Ministério Público por improbidade administrativa junto com o ex-assessor Cézar Augusto Carneiro Stagi. De acordo com o que foi apurado pelo por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo Resende), Cezar foi chefe do gabinete de Vander quando esse presidiu a Câmara de Vereadores, mas o assessor tinha ocupações paralelas e não comparecia regularmente à Casa, “causando danos ao erário municipal”. O bloqueio, que também atinge o ex-assessor, vai até ao total de R$ 153.221,50.

O bloqueio de bens foi pedido pelo MP como medica cautelar para garantir o ressarcimento dos cofres público se os dois denunciados forem condenados. De acordo com o MP, o inquérito foi aberto em dezembro de 2017, “visando apurar supostas irregularidades relacionadas a acumulações indevidas de cargos públicos por parte do ex-chefe de gabinete da presidência da Câmara de Itatiaia”.

O MP apurou ainda que “as folhas de ponto da Câmara não representavam a verdade dos fatos, deixando evidente que os documentos foram forjados para simular o cumprimento de carga horária efetivamente não cumprida”.

Ainda segundo o MP, o então assessor “foi encontrado diariamente em estabelecimento comercial no horário compreendido entre 8h e 14h, poucas vezes comparecendo à Casa Legislativa após este horário”.

Envie seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.