Casal Garotinho vai responder por peculato e lavagem de dinheiro

Denúncia foi ajuizada pelo Ministério Público

O casal é acusado pelo Ministério Público do desvio de R$ 650 mil Os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Mathews foram denunciados à Justiça por prática de peculato e lavagem de dinheiro. De acordo com a 24ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos da Capital, o casal cometeu os crimes no primeiro semestre de 2006, durante o mandato de Rosinha. Na época Garotinho ocupava o cargo de secretário estadual de Governo e presidente do PMDB no estado do Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público, os cofres públicos foram lesados em R$ 650 mil, dinheiro que teria sido desviado para financiar a campanha à pré-candidatura de Garotinho à presidência da República.

Servidores de Caxias temem pelo futuro

As contas da previdência própria não estão disponíveis para o controle social e não há informações sobre a contribuição patronal e dos segurados

Os dias atuais tem sido difíceis para os servidores de Duque de Caxias, mesmo eles trabalhando no município mais rico da Baixada Fluminense. Os funcionários da Prefeitura precisam trabalhar dois meses para receber um e ainda não sabem se terão o décimo terceiro este ano. A maior preocupação, entretanto, é quanto ao instituto de previdência deles, o IPMDC, cuja situação financeira é desconhecida para a categoria, uma vez que os balancetes e os relatórios contábeis não estão disponíveis no site da instituição, e o último relatório de investimento encontrado refere-se ao quarto semestre de 2017. Além disto, o instituto está com Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) vencido desde o dia 26 de junho de 2016, segundo revela o Sistema de Informações dos Regimes Públicos de Previdência Social (Cadprev).

FNDE vai empenhar R$ 118,3 milhões para ensino médio integral

Ao todo serão contempladas 1.027 escolas em vários estados

Serão atendidas unidades de ensino que oferecem 35 horas de aulas semanais O Ministério da Educação (MEC) anunciou ontem (12) o empenho de R$ 118,3 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para reforma e funcionamento de escolas de ensino médio em tempo integral (manhã e tarde) em 18 estados. Os recursos podem ser usados para contratação de obras para escolas e compra de equipamentos (despesas de capital) ou para o pagamento de contas como água, luz, telefone (despesas de custeio).

Sistema mostra que dívida previdenciária de Japeri é muito maior, mas Prefeitura prefere desqualificar notícia a esclarecer a situação

O sistema mostra um total de 10 acordos de parcelamento que somam mais de R$ 24 milhões, o que pode ser verificado nos links em negrito Na tentativa de desqualificar as informações da matériaCaixa-preta’ da previdência de Japeri preocupa os servidores, a administração municipal usou seu órgão oficial, mas os números revelados no texto anterior são menores que os encontrados até está terça-feira (12) no Sistema de Informações dos Regimes Públicos de Previdência Social (Cadprev). Na matéria veiculada no dia 29 de outubro o elizeupires.com apontou oito acordos de parcelamento de dívidas da Prefeitura com o Previ-Japeri, no total de mais de R$ 9 milhões e informou – também com base em registros do Cadprev – que o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) do instituto está desde de 2015, o que pode ser constado aqui, mas o sistema mostrava hoje um total de 10 acordos de parlamentos que somam mais de R$ 24 milhões, e parcelas em atraso no total de mais de R$ 800 mil (confira aqui).

O Sistema de Informações dos Regimes Públicos de Previdência Social mostra nesta terça-feira como aceitos seis acordos firmados em 2017, todos com parcelamento em 200 vezes. Sãos os de número 01260 (consolidado em R$ 2.552.277,14), 01261 (R$ 311.817,49), 01262 (R$ 2.665.779,83), 01265 (R$ 8.214.556,26), 012667 (R$ 5.755.885,95) e 01279 (R$ 3.544.812,95), no total de mais de R$ 23 milhões. Destes acordos o Cadprev aponta parcelas em atraso que somam cerca de R$ 850 mil.

Lista de parentes nomeados em Itaguaí será encaminhada ao TCE: representação quer auditoria na folha de pagamento da Prefeitura

Charlinho e Abeilardinho são alvos de denúncias por suposta prática de nepotismo Uma auditoria na folha de pagamento da Prefeitura de Itaguaí. É isto que se pretende junto ao Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, a partir de seguidas denúncias de nomeações de parentes do prefeito Carlo Busatto Junior, Charlinho; do vice-prefeito Abeilard Goulard de Souza Filho, o Abeilardinho, e de membros do primeiro escalão do governo, empregados em cargos de confiança. A listagem deverá ser encaminhada ao TCE ainda está semana e a estimativa é de a prática já tenha custado mais de R$ 1 milhão aos cofres da municipalidade.

A lista de parentes começa no gabinete do prefeito, passa pelo vice e chega às secretarias de Eventos, Esporte e Obras. Charlinho, está na lista que será encaminhada pela Câmara de Vereadores ao TCE, nomeou a esposa Andréia Cristina Marcello Busatto para comandar a Secretaria de Educação e Cultura. Ela tem como subsecretária Cristiane Fiorotti, que seria esposa do secretário de Trânsito Nelson Donato Sobrinho.

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat, mas acidentes ocorridos até 31 de dezembro continuam cobertos

O presidente Jair Bolsonaro anunciou ontem a medida provisória que extingue o seguro obrigatório O presidente Jair Bolsonaro assinou onteme (11) medida provisória (MP) extinguindo, a partir de 1º de janeiro de 2020, o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre, o chamado Dpvat. De acordo com o governo, a medida tem por objetivo evitar fraudes e amenizar os custos de supervisão e de regulação do seguro por parte do setor público, atendendo a uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Pela proposta, os acidentes ocorridos até 31 de dezembro de 2019 continuam cobertos pelo DPVAT. A atual gestora do seguro, a Seguradora Líder, permanecerá até 31 de dezembro de 2025 como responsável pelos procedimentos de cobertura dos sinistros ocorridos até a da de 31 de dezembro deste ano. "O valor total contabilizado no Consórcio do Dpvat é de cerca de R$ 8,9 bilhões, sendo que o valor estimado para cobrir as obrigações efetivas do Dpvat até 31/12/2025, quanto aos acidentes ocorridos até 31/12/2019, é de aproximadamente R$ 4.2 bilhões", informou o Ministério da Economia.

OS barrada pela Justiça em Angra dos Reis é contratada por R$ 52 milhões para gerir unidades de saúde de Saquarema

A terceirização vai custar aos cofres do município R$ 4,3 milhões por mês A Prefeitura de Saquarema decidiu entregar ao controle de uma organização social a gestão do Hospital Municipal Nossa Senhora de Nazareth, além postos de urgência do centro da cidade, Sampaio Correia e Jacone. A terceirização vai custar R$ 52.764.689,86 ao Fundo Municipal de Saúde , valor total do contrato firmado com o Instituto de Apoio e Gestão a Saúde (Iages), que no ano passado chegou a ter um contrato emergencial firmado com a Prefeitura de Angra dos Reis suspenso por decisão judicial em processo movido pelo Ministério Público.

O contrato 091/2019 vale por 12 meses e poderá ser renovado por termos aditivos, sem a necessidade de um novo chamamento público por cinco anos. A contratação tem como objeto "a operacionalização, gerenciamento e a execução de atividades, ações e serviços de saúde".

Menor município do Brasil gasta mais com pessoal que com saúde e educação, e prefeito teve salário de R$ 10 mil em setembro

Serra da Saúde tornou-se município em agosto de 1963. Resta saber se continuará como tal ou voltará a ser distrito de Dores do Indaiá Dores de Indaiá é uma pequenina cidade do interior de Minas Gerais. Tem cerca de 14 mil habitantes, mas é uma metrópole diante de seu ex-distrito, Serra da Saudade, que conseguiu a emancipação político-administrativa em 1963 e é hoje, segundo o IBGE, o menor município do Brasil em universo populacional, 781 moradores. Com apenas uma escola e um posto de saúde, a cidade administrada desde janeiro de 2017 pelo prefeito Alaor José Machado, é uma das 211 no estado que correm risco de voltarem a ser distritos, por terem menos de cinco mil habitantes e não registrarem receita própria superior a 10% dos seus orçamentos anuais.

Os números da própria administração municipal revelam que a Prefeitura de Serra da Saudade gasta mais com pessoal do que com os setores de saúde e educação. Os dados de agosto apontam que os gastos nestes dois setores somaram pouco mais de R$ 355 mil (confira aqui) , enquanto as despesas com pessoal somaram R$ 436 mil no mesmo mês. Além disto, o maior valor licitado este ano foi para locação de equipamentos de som e tendas para eventos.

MPF denuncia 25 do quadrilhão da Receita Federal

Na lista estão os empresários Narciso Gonçalves e José Carlos Lavouras

O auditor fiscal Marco Aurélio Canal, preso no dia 2 de outubro, seria o líder do grupo Vinte e cinco acusados de integrarem uma organização criminosa formada por auditores-fiscais, analistas tributários da Receita Federal, empresários do setor de transportes de passageiros e pessoas a eles ligadas foram denunciados pelo Ministério Público Federal. De acordo com o MPF, a organização tinha por finalidade a prática dos crimes de corrupção, ação contra a ordem tributária e a lavagem de dinheiro. (confira aqui)

Fake news ‘mata’ vereador em Nova Iguaçu

Boateiros das redes sociais espalharam que Maurício Moraes tinha sido vítima de doença grave

Maurício Morais foi vítima de boateiros "Estou vivo, bem disposto e domingo vou ver o jogo do Flamengo". Foi o que disse há pouco ao elizeupires.com o vereador Maurício Morais, vítima de boatos maldosos nas redes sociais. Moraes esteve internado durante dois dias na Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, onde deu entrada com um quadro de desidratação gerado por uma bactéria alojada em seu estomago após ele ter comido um peixe de água doce.