Acordos especiais renegociaram R$ 81,9 bi da dívida ativa na pandemia

Mais de 268 mil parcelamentos foram fechados em oito meses

Criados para socorrerem contribuintes em dificuldade por causa da pandemia de covid-19, os parcelamentos especiais renegociaram R$ 81,9 bilhões inscritos na dívida ativa da União. De abril a dezembro do ano passado, 268,2 mil acordos de transação excepcional – como é chamado esse tipo de renegociação – foram fechados. O balanço foi divulgado ontem (19) pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Dos R$ 81,9 bilhões renegociados, R$ 1,7 bilhão foi pago em 2020, como entrada para a adesão ao parcelamento especial e como primeira parcela.

Técnica de enfermagem é a primeira pessoa a ser vacinada contra a covid-19 em Belford Roxo

A Prefeitura de Belford Roxo recebeu, nesta terça-feira (19), 3.687 doses da vacina Coronavac para a fase inicial da campanha. A primeira pessoa a ser imunizada foi a enfermeira Kelly Cristina Barbosa de Lima (foto), 43 anos, que é técnica do Hospital Municipal. À medida em que as doses forem chegando ao município, 48 postos de saúde serão colocados à disposição da população.

Depois de Kelly Cristina ser vacinada, os funcionários do Hospital Municipal, onde a cerimônia foi realizada, começaram a ser imunizados. "Confesso que não acreditei. Mas fico orgulhosa em poder colaborar com este momento histórico para o país. Nesse período de pandemia acredito que atendi mais de 600 pessoas com covid - 19", destacou Kelly.

Governo do Rio realiza distribuição de vacinas contra a covid-19

Doses chegam aos 92 municípios fluminenses

Desde 6h desta terça-feira (19), o Governo do Rio de Janeiro realiza a distribuição das vacinas contra a covid-19 a todos os 92 municípios do estado. As doses estão sendo transportadas em vans, caminhões e em helicópteros da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros para que os lotes com o imunizante cheguem ainda hoje a todas as cidades fluminenses.

Vacinação será iniciada hoje em São João de Meriti

Inicialmente serão imunizadas 7.435 pessoas dentro do critério de prioridade

A Prefeitura de São João de Meriti recebeu na manhã desta terça-feira (19) o primeiro lote da vacina contra coronavírus.  Chegaram 7.435 doses, metade das 14.870 destinadas ao município para esta fase. Às 17h de hoje a primeira pessoa vai ser vacinada no Hospital Municipal. Amanhã começa a vacinação para profissionais da saúde na linha de frente no combate à covid-19, pessoas a partir dos 60 anos que vivem em asilos e as com deficiência em situação de residência inclusiva.

Com orçamento de R$ 42 milhões e dezenas de nomeados Saúde Japeri apela a voluntários para vacinação: em troca receberão um certificado

Elizeu Pires

Sem informação direta sobre a campanha de vacinação, pois o site oficial do município está fora do ar desde o início da nova gestão, não se sabe até agora quantas doses de vacina contra a covid-19 Japeri recebeu até agora, mas uma coisa é certa, mesmo com R$ 42 milhões de orçamento e um montão de nomeados em cargos de confiança pela prefeita Fernanda Ontiveros (PDT), a Secretaria Municipal de Saúde está apelando para profissionais do setor que estiverem dispostos a atuar como voluntário, prometendo dar um certificado a quem se apresentar para a missão de imunizar contra o novo coronavírus.

Nova Iguaçu vai vacinar 7.115 pessoas na primeira fase: profissionais de saúde e portadores de deficiências serão os primeiros a serem imunizados

A Secretaria Estadual de Saúde disponibilizou 14.930  doses da vacina contra a covid-19 para atender o município de Nova Iguaçu nesse inicio da campanha de vacinação, o suficiente para imunizar 7.115  pessoas, uma vez que a imunização exige a aplicação de duas doses, a segunda 28 dias após a aplicação da primeira. De acordo com a Prefeitura, a rede municipal "já está preparada para realizar a imunização, inclusive com estoque de seringas e agulhas".

Serão vacinados agora "os profissionais da saúde que estão trabalhando na linha de frente da covid em UTI e Unidades de Urgência e Emergência, pessoas com deficiência (a partir de 18 anos) residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas) e idosos residentes em instituições de longa permanência (institucionalizados), que pertencem aos grupos prioritários determinados pelo Ministério da Saúde. A vacinação começa assim que as doses chegarem ao município".

Vacinação começa às 17h no Rio com as bênçãos do Cristo Redentor

As secretarias de Saúde dos estados e do Distrito Federal se preparam para iniciar, ainda hoje (18), a vacinação contra o novo coronavírus (covid-19) com o uso da vacina CoronaVac. A previsão é que a vacinação comece por volta das 17h. No Rio de Janeiro as duas primeiras doses serão aplicadas em uma profissional de Saúde e em uma idosa com mais de 85 anos que vive em abrigo público. Ontem (17), os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram o uso emergencial da CoronaVac e da vacina da Oxford no país.

De acordo com o Ministério da Saúde, serão distribuídos aos estados 6 milhões de doses da vacina CoronaVac. Durante a manhã, aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) partiram de Guarulhos (SP) em direção a algumas capitais para entregar a vacina.  Aviões comerciais também estão sendo utilizados na entrega da vacina. Também há previsão de distribuição de vacinas por via terrestre.

Advogado André Marques está na disputa por uma vaga de desembargador no TJ, que terá duas cadeiras disponíveis este ano

Ex-procurador geral do município de Duque de Caxias, o advogado André Luis Marques (foto) é um dos candidatos a uma das duas vagas que serão abertas este ano no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro com a  aposentadoria compulsória dos desembargadores Antonio Eduardo Duarte e Lindolpho de Morais Marinho, que terão os substitutos  indicados a partir de votação interna dos 80 conselheiros da Ordem dos Advogados do Brasil.

Pelas regras do jogo a OAB ele seis nomes, que são reduzidos a metade pelo TJ, com a lista tríplice sendo apresentada ao governador do estado, responsável pela nomeação.

Prefeita de Japeri ainda não se pronunciou sobre contratos de R$ 21 milhões na área da Saúde, setor que foi alvo de operação da PF por conta das emergenciais do coronavírus

Elizeu Pires

Passados 18 dias de sua posse, a Prefeita de Japeri, Fernanda Ontiveros (foto), ainda não se pronunciou sobre os R$ 21 milhões em contratos firmados pela Secretaria de Saúde que, em outubro do ano passado, foi alvo de uma operação da Polícia Federal, e teve a então titular da pasta, Rozilene Souza Moraes dos Anjos, afastada do cargo por decisão judicial. Os contratos têm validade de um ano e o que se quer saber no município é se ela vai auditar as contratações, anulá-las ou validar os atos sem nenhum questionamento.