Terceirização terá de ser cancelada em Silva Jardim

 Empresa não é do ramo e o que ela recebe é computado na folha de pessoal

Além dos contratos das empresas FGC Pavimentação e Construção Civil e Construtora Heringer, responsáveis, respectivamente, pela coleta de lixo e locação de máquinas pesadas, a Prefeitura de Silva Jardim terá de rever também o firmado com a empresa General Contractor – Construtora Eireli Ltda. (HighEng Construtora), no qual foi apontada uma série de irregularidades. A General Contractor foi contratada pelo prefeito Anderson Alexandre (PRB) para fornecer mão de obra ao município, uma manobra, segundo foi denunciado ao Ministério Público, “para empregar cabos eleitorais e parentes de vereadores e de membros do governo”, com Anderson copiando o esquema do ex-prefeito Marcelo Cabreira Xavier, o Marcelo Zelão (PT), que, com a mesma finalidade, contratou a Cooperativa Multiprofissional de Serviços (Multiprof). Essa contratação gerou uma operação do MP na cidade em setembro de 2012.

 O contrato da General Contractor, a exemplo dos outros dois, está com parecer contrário, mas mesmo assim a Prefeitura vem mantendo a contratação de pessoal através da empresa. Uma análise apontou que ela não tem o fornecimento de mão de obra como objeto em seu contrato social e, o mais grave, os valores por ela recebidos estariam sendo registrados junto com a folha de pagamento dos servidores do município.

A contratação da General Contractor é alvo de uma ação na Justiça e o prefeito terá de explicar quantos funcionários já foram admitidos através dessa terceirização de mão de obra, onde eles estão lotados e quanto cada um deles custa aos cofres da municipalidade, pois as denúncias dão conta de que por um trabalhador que recebe apenas um salário mínimo como remuneração a Prefeitura estaria desembolsando cerca de R$ 2 mil ao município. Pelo que já foi apurado, a terceirização teria custado cerca de R$ 750 mil em março e pode ter chegado a R$ 1 milhão no mês passado.

Comentários:

Deixe uma resposta para Sofia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.