Itatiaia: MP pede a Justiça bloqueio de bens de Dudu e Jabá

Atos de campanha com aglomeração estão proibidos na cidade

Apesar dos riscos de contaminação pelo novo corona vírus Dudu e Jabá promoveram ato de campanha com aglomeração, aponta o MP A 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (Núcleo de Resende) ajuizou uma ação civil pública "por atos de improbidade administrativa" contra o  prefeito de Itatiaia, Eduardo Gudes, o Dudu, e contra o ex-vereador Sebastião Mantovani, mais conhecido na cidade como Jabá, candidato a vice-prefeito na chapa de Dudu.

Sucessão em Paty do Alferes: Justiça veta Batata na disputa pela Prefeitura, mas ainda tem recurso tramitando no TRE

O juiz Fábio Lopes Cerqueira, da 48ª Zona Eleitoral, indeferiu o registro de candidatura da ex-prefeita de Paty do Alferes, Lúcia de Fatima Fernandes Fonseca, mais conhecida como Batata, e entrou na disputa pelo DEM. A ação de impugnação ao registro de candidatura foi ajuizada pela representação jurídica do PSC, partido que tem o prefeito Eurico Bernardes Neto como candidato a reeleição. A alegação é de que ela está inelegível, por condenação em ação de improbidade administrativa, “por ato doloso que importe lesão ao patrimônio”.

Os problemas de Batata com a Justiça são antigos. No no dia 6 de maio de 2013, por exemplo, a então prefeita teve o mandato cassado por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral, o que a tornou inelegível por oito anos, prazo a ser contado a partir do dia das eleições de 2012, quando ela foi acusada de abuso de poder econômico durante a campanha. Ela foi eleita em 2008 e reeleita com 6.751 votos, 38% do total apurado e seus votos foram computados em separado pelo fato de ela ter concorrido subjudice. Por conta disso o segundo colocado na disputa, Rachid Elmor (PDT), chegou a ser declarado eleito pela Justiça Eleitoral. Como ela ganhou recurso em instância superior, seu registro foi mantido e ela tomou posse.

Operação do MP prende pastor acusado de comandar tráfico em Belford Roxo: ele está registrado como candidato a vereador

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), e a Polícia Civil deflagraram, nesta quinta-feira (29), a operação Itália, com o objetivo de cumprir mandados de prisão preventiva contra sete dos 22 denunciados de integrarem associação criminosa, voltada para a prática do tráfico de entorpecentes, no município de Belford Roxo, notadamente na comunidade Complexo do Roseiral. Também serão cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços ligados a 24 alvos. A decisão foi proferida pelo juízo  da 1ª Vara Criminal de Belford Roxo.

Afirma o parquet fluminense que, no curso das investigações, foi verificado que alguns dos integrantes da referida associação criminosa, além de integrarem a associação para o tráfico  de drogas, compunham grupo criminoso constituído sob a forma de milícia, e praticava atos como a imposição do monopólio na venda de cestas básicas, gás de cozinha, além da cobrança de “taxa” de motoristas de vans, para que estes pudessem circular livremente pela localidade. Por meio de interceptações telefônicas, autorizadas pela Justiça, foi possível identificar o modo de atuação do grupo, que incluía a prática de extorsões e ameaças, além de desvendar a hierarquia de funcionamento da organização, com a identificação das funções exercidas por cada um dos participantes. Segundo a Polícia, o grupo criminoso, ligado ao Comando Vermelho, estaria por trás de diversos assassinatos na região.

Prefeito de Teresópolis declara apartamento “adquirido em construção em 1994”, só que na época ele tinha apenas 16 anos de idade

Vinícius tomou posse em julho de 2018. Antes mudou o contrato social de uma empresa e colocou a tia com administradora Moradores, comerciantes e lideranças comunitárias de Teresópolis, município da Região Serrana do Rio de Janeiro, têm reclamando muito da gestão do prefeito Vinicius Claussen, mas pelo menos em relação a suas atividades privadas ele parece ser um administrador competente, um bem sucedido homem de negócios. Tanto que na relação dos bens declarados por ele à Justiça Eleitoral está um apartamento comprado em novembro de 1994, quando Vinicius – nascido em 3 de outubro de 1978 –, tinha apenas 16 anos, uma conquista e tanta se ele realmente tiver sido o responsável pela aquisição, levando em conta que, em média, o cidadão brasileiro trabalha anos a fio para adquirir sua casa própria.

O caso do apartamento localizado na Rua Prefeito Sebastião Teixeira, no bairro Várzea, saiu da declaração de bens do prefeito para uma denúncia encaminhada ao Ministério Público Federal. O documento assinado pelo cidadão Nelson da Costa Durão no dia 30 de setembro e protocolado no dia 1º de outubro, aponta supostas irregularidades nos negócios particulares do prefeito.

Prefeitos de Belford Roxo e Caxias lideram em suas cidades, mas qual dos dois vai levar a melhor em Queimados?

Com mais peso na balança eleitoral – segundo pesquisa do Ibope, que lhe confere 83% das intenções de voto – que Washington Reis, que tem 60% de acordo com a consulta do Virtus, o prefeito de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, estaria se movimentando também em Queimados, bem com o seu colega de Duque de Caxias, que, com menos roda na saia, apoia uma candidatura oposta a escolhida por Waguinho, que optou por Carlos Machado (DEM), numa atuação de bastidores que já está dando o que falar na cidade e gerando queixas.

É que na conta de Waguinho e de sua assessoria para esses assuntos, estão caindo as movimentações percebidas como esforço para enfraquecer a aliança em torno de Zaqueu Teixeira (PSD), que já teria perdido o DC e estaria quase ficando sem o PDT, por conta de manobras de bastidores e conversas ao pé do ouvido.

Decisão do TRE acaba com onda de boatos em Nova Iguaçu sobre candidatura do prefeito da cidade

Com parecer favorável do Ministério Público o Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro derrubou decisão do juízo da 156ª Zona Eleitoral de Nova Iguaçu, que havia indeferido o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP) da coligação Fé, Trabalho e Humildade, formada pelos partidos PV, PSL, PP, DEM, Avante, PDT, MDB, PL, Cidadania, Patriota e Pros, em torno da candidatura a reeleição do prefeito Rogério Lisboa (foto).

Divulgado no início da tarde desta quarta-feira (28), o resultado do julgamento do TRE acabou com a onda de boatos sobre a impugnação de Rogério, com o resultado de uma decisão do dia 25 sendo propagado como se fora tomada hoje. A onda de fake news foi sufocada por volta das 16h.

Ibope mostra Rogério Lisboa com 62% das intenções de votos em Nova Iguaçu e segundo colocado com apenas 9% em votos válidos

Com o registro de candidatura deferido nesta quarta-feira (28) pelo Tribunal Regional Eleitoral, o prefeito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa – candidato a reeleição pelo PP –, venceria a disputa com 62% dos votos válidos se as eleições fossem hoje.

É o que mostra o resultado de pesquisa realizada pelo Ibope entre os dias 24 e 26 de outubro. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança utilizado é de 95%, o que equivale a dizer há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

TCE rejeita recurso contra reprovação de contas do prefeito de Barra Mansa em parecer de 2019, mas decisão não vale nada porque Câmara de Vereadores derrubou tudo em votação colocada sob suspeita

Drable chegou a ser afastado do cargo a pedido do MP, que abriu inquérito para apurar denúncia de oferecimento de dinheiro em troca da aprovação das contas pela Câmara Municipal As contas da Prefeitura de Barra Mansa relativas ao exercício de 2018 foram fechadas com irregularidades nos gastos dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o que levou Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro - em votação ocorrida em dezembro de 2019 - emitir parecer contrário no processo de prestação de contas do prefeito Rodrigo Drable. O gestor não gostou e entrou com um recurso de reconsideração, que acabou derrubado pelo plenário do TCE no último dia 21. A decisão da Corte de Contas, entretanto, não vale de nada, porque a Câmara de Vereadores, em maio deste ano, havia derrubado o procedimento do Tribunal em votação marcada por denúncia de suposta compra de votos.

Conforme o elizeupires.com revelou na matéria Prefeito de Barra Mansa é investigado por corrupção ativa: é acusado de oferecer dinheiro para vereadores aprovarem sua prestação de contas, publicada no dia 14 de julho, a sessão realizada pela Câmara de Vereadores no dia 12 de maio deste ano para analisar o parecer contrário emitido pelo TCE na prestação de contas de Drable, foi colocada sob suspeita a partir da revelação de um vereador de que o prefeito Rodrigo Drable teria oferecido R$ 30 mil pela aprovação de suas contas.

TRE retarda saída de Cozzolino do mandato de deputado e amanhã TSE julga recurso que decidirá por candidatura ou não

Renato teve o mandato cassado em dois processos diferentes e depende de efeito suspensivo para manter candidatura a prefeito Com o mandato cassado por infidelidade partidária desde setembro, o deputado estadual Renato Cozzolino Harb não sai imediatamente da cadeira, como queria a suplente Celia Cristina Jordão, que assumirá a vaga se a perda do mandato não for derrubada como a defesa pretende conseguir subindo o processo para Brasília.

É que o embargo de declaração impetrado pelos advogados dele contra o acórdão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro que condenou Renato a perda da cadeira, foi parcialmente aceito, acatado na parte que suspende o afastamento imediato.

Sagrada Família tem só um candidato a prefeito e mulher adota Pica como nome de urna para tentar uma vaga na Câmara

Ela foi registrada como Josiane Brizolla, mas podem chamá-la de Pica. Pelo menos esse é nome de urna escolhido por uma candidata a vereadora de uma das menores cidades do Brasil, Sagrada Família, no Rio Grande do Sul que, segundo o IBGE, tem cerca de 2.600 habitantes. Com 32 anos de idade e divorciada, a dona de casa resolveu entrar para a vida pública e filiou-se ao PT para isso.

Emancipado em 20 de março de 1992, o ex-distrito de Palmeira das Missões conta nove vereadores, cinco deles concorrendo à reeleição este ano.   Ao todo estão registrados na Zona Eleitoral local 20 candidatos a vereador e apenas um concorrente ao cargo de prefeito, o atual governante Marcos Nascimento dos Santos, do mesmo partido da Pica.