Doação por fora pode derrubar prefeito de Silva Jardim

Empresário teria ajudado extraoficialmente na campanha e recompensado com contrato

Ainda abalado com a operação de busca e apreensão realizada na Prefeitura pelo Ministério Público no dia 15 de abril, o prefeito de Silva Jardim, Anderson Alexandre (PTB), deverá passar ainda por mais dificuldades na próxima semana, quando o vereador Robson Azeredo pretende aprovar a convocação de empresários e membros do governo, com o objetivo de esclarecer denúncias de supostas irregularidades em pelo menos quatro contratos firmados pela atual gestão, entre eles um que teria sido feito para retribuir uma vultosa contribuição financeira não declarada à Justiça Eleitoral.

O vereador quer ouvir na Câmara os depoimentos dos responsáveis pelas empresas FGC Pavimentação e Construção Civil, Construtora Heringer e General Contractor – Construtora Eireli; da secretária de Administração, Sheila Moreth Trugilho, do ex-presidente da Comissão Permanente de Licitação e atual subsecretário de Administração, Glauco Moraes de Azevedo, além do secretário de Obras e Serviços Públicos, do vice-prefeito Sebastião Rocha e do ex-subsecretário de Comunicação, Ricardo Mariath. Robson já solicitou cópia dos processos de licitações vencidos por essas empresas e quer esclarecer a denúncia de que o dono de uma delas teria feito a doação “por fora” de R$ 500 mil para a campanha eleitoral do então candidato Anderson Alexandre.

As convocações eram para ter sido votadas na última semana de abril, mas várias sessões da Câmara foram suspensas como manobra para impedir a apresentação dos requerimentos para apreciação em plenário, mas, acredita o vereador Robson Azeredo, isso vai acontecer logo na primeira sessão da próxima semana. “As denúncias são graves e precisam ser esclarecidas. É essa clareza que pretendemos buscar ouvindo empresários e membros do governo”, disse o vereador Robson Azeredo, que já representou contra o prefeito na Justiça.

Matérias relacionadas:

Contratos sob suspeita serão cancelados em Silva Jardim

Silva Jardim usa construtora para contratar pessoal

Farra da terceirização será investigada em Silva Jardim

Comentários:

Deixe um comentário para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.