Aprovadas convocações para esclarecer irregularidades em Silva Jardim

O prefeito de Silva Jardim, Wanderson Gimenez Alexandre, o Anderson Alexandre (PRB), foi incluído na lista das convocações para esclarecer, na Câmara de Vereadores, denúncias de possíveis irregularidades em sua gestão, incluindo supostas fraudes em processos de licitação. Através do Requerimento 26/2014, apresentado pelo vereador Robson Azeredo, além do prefeito, foram convocados o vice-prefeito Sebastião Rocha, que respondia pela Secretaria de Obras; o controlador geral Ibson Dames; Claudio Renato, assessor especial do prefeito; Ricardo Mariath, ex-subsecretário de Comunicação, e os representantes das empresas FGC Engenharia e Construtora Heringer, contratadas, respectivamente, para o serviço de coleta de lixo e locação de equipamentos pesados.

Na mesma sessão foi aprovado o requerimento 30/2014, para que a mesa diretora da Câmara Municipal remeta ofício ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), para que os promotores de Justiça Marcelo Arsênio, Claucio Cardoso, Lúcio Pereira de Souza e Fábio Miguel de Oliveira, possam acompanhar, em dia ainda a ser marcado, o depoimento do vice-prefeito e ex-secretário de Obra, que vai prestar esclarecimento sobre supostas irregularidades nos contratos de coleta de lixo e locação de equipamentos pesados.

“Os convocados tem muito a esclarecer e esperamos que eles assim o façam. As denúncias de irregularidades são bastantes graves e pretendemos apurar ponto a ponto, para que fique clara a responsabilidade de cada um”, disse Robson Azeredo.

Além das possíveis irregularidades no processo licitatório para contratar a locação de equipamentos pesados, foi feita uma denúncia de que a empresa vencedora teria feito uma doação não declarada de R$ 500 mil para a campanha eleitoral do hoje prefeito. “Vamos  questionar isso também. É preciso esclarecer se esse contrato não é uma troca de favor”, concluiu o vereador.

Matérias relacionadas:

Doação por fora pode derrubar prefeito de Silva Jardim

Vereador quer afastamento dos fraudadores de Silva Jardim 

Comentários:

  1. Os vereadores agora estão de mãos atadas.
    Anderson exonerou todos os contratados, que para terem seus cargos de volta, deverão pressionar seus vereadores.
    Como os vereadores não querem perder seus votos, conquistados através de favores pessoais e cargos entregue a seus cabos eleitorais, abrirão as pernas para o prefeito e, mais uma vez, tudo vai acabar em pizza.
    Nossas esperanças ficarão agora nas mãos do Ministério Público.

Deixe uma resposta para Olho vivo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.