Plateia para Garotinho teria sido recrutada por R$ 30

Ação do TRE impediu comício extemporâneo e aprendeu material de propaganda política

O Ministério Público Eleitoral abriu procedimento investigativo para apurar denúncias de que dois pré-candidatos a deputado pelo Partido da República (PR), iriam pagar R$ 30 por cada pessoa que comparecesse, no último domingo, a um evento político marcado para o Clube dos 500, em Duque de Caxias, onde o deputado federal e pré-candidato a governador pela legenda, Anthony Garotinho, iria discursar. O comício extemporâneo foi impedindo por fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A operação que levou à suspensão do evento, foi comandada pela juíza Daniela Barbosa, coordenadora estadual da fiscalização.

De acordo com as denúncias feitas ao TRE, o encontro foi organizado pelos vereadores Sérgio Alberto Corrêa da Rocha, o Serginho e Mauricio Guimarães Nascimento, o Dr. Maurício, que pretendem concorrer aos mandatos de deputado estadual e federal, respectivamente, com a anunciada presença de Garotinho. Para participarem do encontro, que reuniria duas mil, os membros da plateia teriam recebido R$ 30 cada um, segundo foi relatado por uma moradora da cidade. Segundo ela, além do dinheiro, teria sido prometido emprego na campanha eleitoral.

A juíza Daniela Barbosa determinou a identificação dos presentes, para checar se eles são filiados ao Partido da República, o que caracterizaria propaganda intrapartidária. Por terem chegado cedo ao local, os fiscais encontram no clube apenas cerca de 100 pessoas e apreenderam um painel de 60 m² com fotos dos três pré-candidatos, ofício da Câmara de Vereadores solicitando ônibus para o evento e assinado por Serginho, contrato de locação de dez ônibus ao custo de R$ 3,8 mil, um caminhão de água e um ônibus.

Matérias relacionadas:

Esquema de compra de votos já teria começado em Magé
Pobreza sustenta o mercado de compra e venda de votos na Baixada

Comentários:

  1. Pelo que entendi na matéria o tal Serginho e Mauricio foram os responsável pelo evento e praticaram o ato ilegal, tudo por interesse pessoal dos mesmos em pegar uma carona encima do candidato que hoje lidera as pesquisas. Não tenho o menor interesse em defender ninguém, mais o Pesão tem feito isso escancaradamente e ninguém fala nada. Porque o TRE só conhece um lado da moeda.

    1. Você está confundindo as bolas. A reunião é uma coisa e pagamento de plateia é outra. Você precisa aprender a ler. o Pezão está fazendo reuniões e não pagamento

  2. ELIZEU,VOCE É MAGNÍFICO EM SEU TRABALHO!!,,,,ATENTO,,ESTA SEMPRE MUITO BEM CONECTADO! PARABÉNS POR SEU BELO TRABALHO,,,VAI LÁ,DESCOBRE TUDO E NOS CONTA,,,RSRS,,,VOCE É MIL!

  3. Caro Elizeu, aqui em magé também esta acontecendo isso, existe um grupo politico que esta apoiando o Garotinho e esta recrutando pessoas para irem nas reuniões e em troca pagam pela presença, as vezes com sorteio de brinde e com caldo de ervilha ou cachorro quente. Também estão pagando para pessoas entregarem copia do titulo de eleitor. Esse grupo esta tentando voltar para o poder de qualquer maneira e se a justiça não fiscalizar , vão comprar o voto e ganhar novamente.

  4. A Justiça se baseia em denúncias fundamentas, portanto, comprovadas.Muito bom pois a campanha esdtá no inicio.Cumpre agora em tempo corrigir os desvios ou correção de conduta.

Deixe uma resposta para Antonio Paranhos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.